Translate

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Vênus em Escorpião 2015

               Vênus em Escorpião
   Até 30 de dezembro de 2015 Vênus estará em Escorpião e fará trígono com Netuno e Quíron em Peixes. Durante estes dias devem ocorrer profundos impactos nos relacionamentos de toda ordem, pessoais, emocionais e comerciais, as questões sendo tratadas a base do “tudo ou nada”, dissolvendo, agravando e curando. É tempo de adequar valores para a passagem de vibração e formatação das bases do que é essencial e o que é nocivo, em tempos de quadratura de Plutão em Capricórnio com Urano em Áries. Mercúrio em Capricórnio se encontrará com Plutão oportunizando rupturas comerciais e métodos de controle das mentes através da comunicação, desvendando métodos e práticas espúrias. Podem acontecer debates e manifestações acaloradas e até violentas. Júpiter em Virgem beneficiando os valores(vênus) básicos de preservação da vida, em quadratura com Saturno em Sagitário cobrando justiça e ética, manifestado em restrições, demoras ou solidez e estruturação, vai depender como vamos encaminhar. 
   O clima tenso, suspeitas, desconfianças nas negociações e nas relações afetivas como um todo. Estes posicionamentos podem ressaltar a sensação de rejeição e o medo da traição. Emoções doentias como o ciúme exagerado e a tendência a fantasiar inimigos ou opositores imaginários.
   Vamos precisar exercitar a cautela e o bom senso, as rupturas feitas nesta época podem ser dramáticas e gerarem ressentimentos desproporcionais e violentos. Dias de reações viscerais com sede de vingança. 
    Vênus é regente de Touro/Libra e em Escorpião está em exílio. Isto quer dizer que esta Vênus tem suas características e performance limitadas ou subordinadas às características de Escorpião, que por natureza é avesso a superficialidade e as relações mornas. Quando esta Vênus se abre para um relacionamento é porque ele promete profundidade, inspira confiança e lealdade. Em conjunção com Saturno em Escorpião faz questão de compromisso, pacto, vínculo. Aqui a Vênus se expressa intensa e comprometida.
   Quem nasce com esta posição da Vênus são amantes exigentes e intensos. Sensibilidade para aprofundar o amor e no sexo sem limites. Intensos, passionais, intuitivos e telepáticos. Vão ao âmago das questões, olham nos olhos e exige honestidade, fidelidade e entrega total.
   Não rompem os relacionamentos em crise, são atraídos e sentem prazer nas dificuldades, buscam regeneração. Nunca se deve trair uma Vênus em Escorpião, ela vai virar as costas e sumir ou reagir violentamente. Podem passar grandes períodos sem ter um relacionamento por serem tão exigentes. Quando se sentem amadas e seguras recompensam como nenhuma outra, na arte de amar e ser parceira. Como amiga é uma pessoa amorosa e leal.
   No plano material é super exigente e sabe batalhar pelo que quer, gosta dos bens materiais que trazem poder. Vivem paixões controladoras que beiram a morbidez. Podem entrar em estado depressivo se traídas ou abandonadas.
Sedutora, encantadora, conhecedora profunda da arte do amor e do sexo, seu maior desafio é a intensidade e o altíssimo grau de exigência. Buscam parceiros que tenham conhecimento e inteligência emocional desenvolvida, caso contrário podem ficar paranoicas e focar num erotismo exacerbado. São pessoas dramáticas e sem limites na expressão da sua afetividade, tem necessidade de possuir e controlar o outro.
   As pessoas com Vênus em Escorpião precisam canalizar sua energia sexual e intensidade, são grandes cirurgiões, bruxos e terapeutas. Precisam cuidar da saúde emocional, descobrir que ao se perder são necessários os meios para se achar. Os órgãos sexuais e todo o aparelho reprodutor são os pontos psicossomáticos.
   Vênus dos detetives, policiais e investigadores me faz lembrar François Truffaut, cineasta francês e autoridade na obra do mestre do suspense Alfred Hitchcock, que declarou certa vez que era impossível não notar que ele filmava cenas de amor como cenas de crime e cenas de crime como cenas de amor. “Acontece que, nos filmes de Hitchcock, fazer amor e morrer são a mesma coisa", conclui Truffaut... Nada mais Vênus em Escorpião!