Translate

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Júpiter em Virgem

               Júpiter em Virgem

   Júpiter é o quinto planeta do Sistema Solar mais próximo do Sol e o maior do Sistema Solar. Se Júpiter fosse oco, caberiam mais de mil Terras no seu interior. Contém também mais matéria do que todos os outros planetas juntos, tem uma massa de 1.9 x 1027 kg e um diâmetro de 142,800 quilômetros (88,736 milhas) no equador. Júpiter tem 16 satélites e a atmosfera é muito profunda, talvez compreendendo todo o planeta e tem algumas semelhanças com a do Sol. É composta principalmente de hidrogênio e hélio, com pequenas porções de metano, amônia, vapor de água e outros componentes. Há grande profundidade dentro de Júpiter, a pressão é tão elevada que os átomos de hidrogênio estão quebrados e os elétrons estão livres, de tal modo que os átomos resultantes consistem de simples prótons. Isto produz um estado em que o hidrogênio se torna metálico.
   Foi dado a este planeta imenso o nome de Júpiter, Deus Grego, supremo do panteão romano (seu equivalente em grego era Zeus), filho de Saturno e Réia, irmão e esposo de Juno, Senhor dos Deuses e do Universo, Deus do Céu, da Luz, do Universo, e do Trovão. Protetor Supremo do Estado reinava em Roma no Capitólio, que lhe era consagrado.

   Para a Astrologia Júpiter representa a procura do significado e objetivo de vida do indivíduo, o otimismo, a esperança e o sentido de justiça. Também representa a fé, a filosofia, a luta pelo desenvolvimento pessoal e o desejo de expansão. Em trânsito, através dos 12 signos e casas, aponta áreas e arquétipos que serão expandidos, enfatizados e potencializados. Na antiguidade era chamado de grande benéfico, assim como Saturno o grande maléfico, mas hoje já conseguimos interpretá-los sem esta visão maniqueísta da vida. O menos pode ser mais, no caso de Saturno e o muito pode ser fatal, no caso de Júpiter.
   De 11 de agosto de 2015 até 08 de Setembro de 2016 Júpiter estará no signo de Virgem, afetando diretamente os signos de Virgem, Peixes, Gêmeos e Sagitário. Júpiter leva 12 anos para completar seu ciclo pelo zodíaco, o que determina que fica um ano em cada signo.
   Júpiter é o maior planeta do sistema solar e por onde este planeta passa tudo aumenta, tudo fica exagerado. Ele traz expansão e melhorias, mas se as coisas não estavam bem, podem até piorar, para que sejam finalmente melhoradas por você, através dos estudos, do conhecimento e do desenvolvimento da consciência. Se estavam caminhando bem, podem crescer e esta pode ser uma boa fase para reconhecimento e expansão. Evitar exageros e preservar-se será importante nesta fase.
   Em Virgem, Júpiter facilita curas, elaboração de métodos, escolha de critérios, organização da vida e das coisas. Pode potencializar resultados de dietas mas devemos evitar exageros, que podem levar a resultados catastróficos como desenvolver doenças como anorexia e bulimia. Júpiter potencializa a cura e a doença em Virgem, caso não se esteja atento para exageros, focados no equilíbrio e no bom senso. Não podemos analisar este trânsito sem lembrar que Saturno estará em Sagitário penalizando o que não estiver baseado em estudos e pesquisas confiáveis, sempre ter o acompanhamento e um bom médico especialista, evitar drogas pouco testadas e sem receita. Tempo para fazermos uma boa faxina no nosso corpo físico, limpar através de uma boa alimentação e repor nutrientes. Ótimo para iniciar uma rotina de exercícios e também analisar os que já viemos desenvolvendo, sua eficiência e resultados.
   Os signos de Peixes, Virgem, Gêmeos e Sagitário estão convidados a pensarem como obter mais prazer e satisfação nas várias áreas de sua vida, e em como podem expandir seu campo de ação. Suas crenças, ética e filosofias de vida poderão passar por uma revisão neste momento, assim como uma reavaliada na forma que cuidamos da nossa saúde. Também deveremos avaliar os limites de nossos relacionamentos em geral e como expandir seus limites. Todos serão afetados por este trânsito, na área da vida representada pela casa em que Júpiter em Virgem passará.
   Virgem é detrimento de Júpiter, peregrino, sem dignidades. As características de Júpiter neste signo ocupam uma área reduzida onde o principal problema é a tendência frugal, econômica e mesquinha do signo de Virgem, que deterioram a expressão de Júpiter, planeta da generosidade. O que acontece é que aqui Júpiter vai prometer e vai conseguir cumprir muito pouco, em alguns casos nada. Assim como Capricórnio, este signo pode ser cético e pessimista, principalmente cético, perdendo oportunidades simplesmente por não dar crédito a elas. Características virginianas podem se deformar neste trânsito, com a crítica vindo acompanhada de escárnio, a prestatividade se manifestando de forma exagerada ou inconveniente e um excesso de  modéstia atuando de maneira a impedir a atuação benévola de Júpiter.

   Quem nasceu com Júpiter em Virgem funciona mais no individual, não para fortalecer o ego mas o excesso de importância nos detalhes pode se tornar paranóia, achando que só funciona bem porque os vê e lhes dá enorme importância, e que só as grandes transformações devem merecer sua atenção.
Seu olhar para o geral é comparável a um “raio-X”, você olha tudo como se tivesse um “zoom” mental, olha um gramado enorme e consegue ver os défices da grama, onde todo mundo vê só um monte de grama verde. Isto pode se tornar uma fixação por perfeição que lhe afasta da capacidade de ver de forma mais ampla e abrangente.
   Júpiter nesta posição liga automaticamente a imperfeição a desgraça e a falha, se julga de forma cruel e não consegue ver as oportunidades que o caos traz.