Translate

segunda-feira, 30 de março de 2015

Mercúrio em Áries 2015

          Mercúrio em Áries 2015

   Hoje, 30/03 as 22:45hs Mercúrio em Áries.Se Áries é a explosão da vida, Mercúrio em Áries é a mente projetada, sem medidas e sem critérios humanos, pensa e fala, muitas vezes só fala, se expressa sem condição ou medo.
Raciocina, discursa, defende, responde, possui destreza mental, raciocínio aguçado e hábil. Sempre acredita que a sua é a melhor opinião, defende ideias arrojadas e por vezes peca por impetuosidade, não pondera as condições externas e se torna petulante e do contra.
   Quem tem Mercúrio em Áries contagia a todos que estão a sua volta, desde que estejam em estado de harmonia interna, no controle da sua mente consciente. Ao contrário, podem desestabilizar e interferir na energia de tudo que os cerca, brincando de colocar tudo em conflito e todos para discutir e brigar, saindo de cena com um sorriso irônico e satisfeito.
   No período de Mercúrio em Áries devemos buscar nossa expressão mais individual, ser o acontecimento mais importante, encontrar a expressão mais própria e compatível com nossas emoções, crenças e desenvolvimento espiritual e pessoal. Beneficia a coragem de ser o que se é, ultrapassa bloqueios existenciais e sociais, podemos encontrar a melhor forma de protagonizar nossa vida.
   Como Mercúrio faz a integração de tudo o que somos: Sol/espírito, Lua/emoções, Vênus/valores e prazer, Marte/ação e energia. Áries vibra uma energia de começo, podemos fazer mudanças, nos reconhecer e aceitar, ser verdadeiros sem se preocupar em ser, guardando o direito do outro também ser o que é. O nome disto, da forma que entendo, é respeito pelo ser único que somos, partindo disto, interagir de forma harmônica e respeitosa com o que o outro é.
   Neste trânsito pelo primeiro signo do zodíaco, do elemento fogo, de ritmo cardinal e de polaridade yang, Mercúrio encontra o Sol no signo de todos os começos. Marte no grau 29°e Urano também em Áries, o que em primeiro lugar nos remete a necessidade de cautela, educação e bom senso.

   As comunicações estarão ágeis e velozes, respostas imediatas e diretas, mas podem se tornar descontroladamente agressivas provocando acidentes e conflitos que podem causar um grande estrago, tanto na política como na vida pessoal. Marte em Áries nos dá foco, mira, ansiedade, precipitação e uma imensa agressividade. Antes de falar, pensar, antes de decidir reavaliar, é a melhor escolha nestes dias de grande genialidade, empreendedorismo e nervosismo. O melhor é fomentar e esperar Mercúrio entrar em Touro para burilar e decidir a forma final.
   As mudanças ocorrem a nossa volta e dentro de nós, devemos buscar absorver o máximo possível das condições em torno, fazer nossa participação com respeito e amor pelo próximo e por tudo que nos cerca, o grande cenário onde nossas existências acontecem. Lembrar que só quem tem autoestima é que pode respeitar o direito do outro, avaliar as consequências do desrespeito, da violência verbal, agressividade e interferência autoritária e egoísta, podem trazer. Rupturas e discussões desnecessárias podem ser evitadas.
   É tempo de ser o melhor que podemos ser, expressar nossos pensamentos, treinar nossos ouvidos para escutar e com isto aprimorar, compartilhar e compor com os outros. Questões propostas pelo eixo Áries/Libra, onde se encontra o Eixo Nodal.
   Sol, Mercúrio, Nodo Sul, Marte e Urano em Áries nos indicam um período de uma energia incrível de vitalidade, força criativa e grande potência transformadora. Áries faz quadratura com Capricórnio, signo que se encontra Plutão que vem estilhaçando as velhas estruturas e possibilitando o novo para o planeta e para as nossas vidas, nas casas onde temos Capricórnio, iluminando e criando possibilidades onde temos Áries.
   Como todo nascimento nos remete a dor, esforço e abrir mão do velho podemos ter dificuldades e problemas com apegos. Mas a continuidade e os desdobramentos da vida são inexoráveis, o novo sempre chega, cabe a nós deixar fluir, colocando os nossos instintos a serviço da vida. Escolher e esquecer as outras possibilidades