Translate

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Touro, o 2º Trabalho de Hércules

           Touro, O 2º Trabalho de Hércules

   “A captura do Touro de Creta” – O aprendizado sobre a natureza dos desejos

   Triste e só Hércules segue para realizar o 2º Trabalho. No horizonte erguia-se a ilha onde vivia o touro que ele deveria capturar. O touro era guardado por um labirinto que desnorteava os homens mais audazes: o labirinto de Minos, Rei de Creta, guardião do touro. Cruzando o oceano até a ilha ensolarada, Hércules iniciou sua tarefa de procurar o touro e conduzi-lo ao Lugar Sagrado, onde moram os homens de um olho só, os Ciclopes.
   De um lugar para o outro ele caçava o touro, seguindo a luz que brilhava na cabeça do animal. Sozinho ele o perseguiu, encurralou, capturou e montou, e assim, guiado pela luz atravessou o oceano até a terra dos Ciclopes que eram três e chamavam-se Brontes, Esterope e Arges. É importante observar que Minos, Rei de Greta, o dono do touro sagrado, possuía também o labirinto onde o Minotauro vivia, labirinto tem sido sempre símbolo de grande ilusão. A palavra “labirinto” significa algo confuso, que desnorteia e embaraça.
   A ilha de Creta com seu labirinto e o touro sagrado é um destacado símbolo de ilusão, estando separada do continente, e ilusão e confusão são características do eu separado, mas não da alma em seu próprio plano, onde as realidades grupais e as verdades universais constituem o seu reino.
   Para Hércules o touro representava o desejo animal, e os muitos aspectos dos desejos no mundo da forma, a totalidade dos quais constituem a grande ilusão.
O discípulo, tal como Hércules, é uma unidade separada do continente, símbolo do grupo, pelo mundo da ilusão e pelo labirinto em que vive.
   O touro do desejo tem que ser capturado, domado e perseguido de um ponto a outro da vida do eu separado, até o momento em que o aspirante possa fazer o que Hércules conseguiu, montar o touro. Montar o touro significa controlar. O touro não é sacrificado, ele é montado e dirigido, sob o domínio do homem.
   Este é o trabalho associado ao signo de Touro. A consumação do trabalho é realizada em Touro, e o resultado da influência deste signo é a glorificação da matéria e a subsequente iluminação por seu intermédio.
   Tudo que atualmente impede a glória, que é a alma, e o esplendor que emana de Deus dentro da forma, de brilhar em sua plenitude, é a matéria ou aspecto forma. Quando esta houver sido consagrada, purificada e espiritualizada, então a glória e a luz poderão realmente brilhar através dela.


Bibliografia: Os 12 Trabalhos de Hércules - Alice A. Bailey