Translate

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Eclipse e o Oitavo Trabalho de Hércules

  

  Eclipse e o Oitavo Trabalho de Hércules

   Pausa...Introspecção...Silêncio! Pensando o aspecto que ocorre no céu no dia 03 de novembro de 2013, um Eclipse Solar Híbrido junto com um Stellium em Escorpião. Saturno, regente do ano, está acompanhado do Sol, Lua, Mercúrio e Nodo Norte, formando com Júpiter em Câncer, Netuno e Quíron em Peixes um imenso trígono no elemento Água.
   Um Eclipse Solar ocorre quando a Lua Nova, que está entre o Sol e a Terra, projeta seu cone de sombra na superfície do nosso planeta, determinando as regiões onde poderá ser visto. Este veremos com totalidade ao norte do Atlântico, a leste de Flórida, Gabão e na África, ao sul da Costa do Marfim e Gana. Também em parte da região Norte e em todo território do nordeste do Brasil, também em parte, em toda a extensão dos restantes países de língua portuguesa, com exceção do Timor-Leste.
   Com Lua Nova, Eclipse e um Stellium no oitavo signo do Zodíaco, arquétipo de t
odas as finalizações e renascimentos, e como acredito em vivências individuais e totalmente particulares para este momento, escolhi contribuir lembrando os mitos relacionados a este potente signo. Força de renovação, superação e capacidade para enfrentar os piores monstros, os que estão dentro de nós, impedindo que a luz se faça, ao mesmo tempo ao serem enfrentados, nos dão potência, poder de mudar, evoluir e transcender.
   Entre os doze trabalhos que Héracles/Hércules deveria realizar, o oitavo deles era destruir um terrível monstro, que vivia numa caverna dentro de um pântano, a Hidra de Lerna, que era a guardiã dos infernos. Bastava seu hálito pútrido no local onde aflorava para que perecessem flora e fauna local, quase que instantaneamente. Após transcender todos os perigos que o pântano oferecia, Hércules começou a lançar flechas de fogo para que o monstro saísse de sua toca. Porém, o terrível animal era praticamente imbatível, a cada cabeça arrancada duas novas surgiam cheias de um ímpeto mortal. Surgiu então um caranguejo gigante que mordeu os calcanhares de Hércules mas que foi destruído imediatamente tamanha a ira do herói. Auxiliado por Lolau, armado com ramos flamejantes da floresta que ardia nas proximidades, Hércules ceifava as cabeças da Hidra e Lolau queimava o pescoço impedindo que novas cabeças nascessem. Ao mesmo tempo, desencravou o grande monstro da obscuridade em que se encontrava em direção aos céus, elevou sua horrenda cabeça que começou a murchar lenta e inexoravelmente com o bater dos raios solares. Hércules apoderou-se então do que restou do monstro e guardou como um grande tesouro, enterrando-o sob uma rocha. Outros mitos de Escorpião são o de Hades e o Orestes.
   Perspicácia, magnetismo, grande força de vontade, obstinação, capacidade de ver além das aparências, grande riqueza de recursos interiores, coragem, perseverança, busca intensa das transformações ainda que dolorosas, caracterizam este signo. Lidam freqüentemente com desafios que geram dor psicológica, perda de entes queridos de forma abrupta, e de coisas valiosas, estímulos que os colocam frente a frente com emoções pouco aceitas socialmente, como a inveja, o ciúme, o "lado sombra" de cada um de nós. O medo, os ressentimentos de um modo geral, as mágoas, a crueldade, estímulo a lembranças dolorosas e cármicas. Podem viver em reclusão auto-imposta para resolver seus problemas mais íntimos, estudar ou fazer vários tipos de terapias, inclusive às trans-pessoais. Têm capacidade de lidar bem com tudo aquilo que é doloroso para a sociedade, como tratar de doentes em fase terminal, doenças como as psicopatias são muito bem identificadas e tratadas por terapeutas de Escorpião.
   Podem existir experiências que os aproximem da morte de fato, por isto, sabem lidar muito bem com o inexorável da vida. São profundos, obsessivos, altamente possessivos, sutilmente manipuladores, tenazes em suas metas, agem por compulsão, são inquietos, insatisfeitos, sofrem mecanismos de repressão interna, têm lembranças dolorosas de fatos passados ou recentes, o amor deste signo se compara a fusão de corpos, a cumplicidade, vivem em uma dialética profunda. Há períodos de separação e se houver uma relação muito primitiva, pode detonar aspectos cruéis da personalidade que derivam do ciúme doentio, dominação do parceiro e competição territorial, chegando às raias da falta de escrúpulos.
   A sexualidade é forte e complexa, mas pode levá-lo ao celibato como também a máxima promiscuidade. Busca estabilidade e solidez nas relações, estábilidade e segurança. Outra situação comum na vida dos escorpiões são as questões que envolvem vinganças, o escorpião primitivo tem a célebre frase: "olho por olho" e "dente por dente". Há outros níveis de desenvolvimento deste signo que é a serpente como característica da personalidade, envolvendo astúcia e sabedoria, sabem transmutar qualquer situação, percepção afiadíssima e são altamente intuitivos. Neste signo também estão os grandes curadores e cirurgiões habilidosos. Outro sentimento muito percebido pelos escorpiões é o de culpa, já que vivem intensamente suas emoções e podem ter dificuldades em romper determinados paradigmas.
   
Pesquisa: Ariel Guttman e Kenneth Johnson - Astrologia & Mitologia

- Astrologia e o Pensamento Simbólico:http://migre.me/f9Yxt

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Lua Wobble e Eclipse Solar em Escorpião


Lua Wobble e Eclipse Solar em Escorpião
     No dia 30 de outubro de 2013 o Sol estará conjunto ao Nodo Lunar a 07º de Escorpião, configurando o fenômeno Lua Wobble ou Lua Bamboleante que ocorre quando o Sol forma uma quadratura, conjunção ou oposição com os Nodos Lunares, também conhecidos como Cabeça e Cauda do Dragão. Os Nodos não são corpos celestes e sim 2 pontos virtuais detectados na intersecção da trajetória da orbita da Lua com a trajetória aparente do Sol em torno da Terra. Todo ano o Sol realiza esses aspectos tensos com o eixo nodal, ocasionando assim a Lua Wobble.
     O efeitos desta configuração são sentidos em média por duas semanas antes e uma depois do fenômeno. Quem tem planetas ou pontos importantes de 06º a 08º de Escorpião, Touro, Aquário e Leão, a Cruz Fixa, devem ser afetados de forma mais intensa.
     A Lua Wobble é um momento de altos e baixos, ficamos inquietos e sentindo uma energia de inseguranças e instabilidades. Podem ocorrer agravamentos de situações para que sejam encaradas e resolvidas. A tendência é que se esteja mais explosivo, com dificuldades para ponderar e racionalizar os acontecimentos, podendo com isto romper relacionamentos profissionais e amorosos, e nos arrepender logo depois. Após a passagem deste aspecto tudo tende a voltar ao seu lugar, o que nos aconselha prudência, controlar a dramaticidade e exercer o autocontrole.
     A Lua Wobble se relaciona as grandes mudanças de vida, surgem oportunidades inesperadas, aumento da criatividade e grande conexão espiritual. Mas como é uma energia de instabilidade, não se aconselha a dar início a coisa que se queira duráveis. Devemos buscar conhecimento, informações, pesquisar e procurar novas visões para questões definidas.
     Esta energia instável pode se manifestar em acidentes graves, catástrofes climáticas, maior incidência de violência, turbulências sociais e pessoais.
     Como a Lua rege coisas do passado, assuntos antigos ou mal resolvidos podem bater a nossa porta durante este período, e de maneira totalmente inesperada. O poder de atração e o magnetismo aumentam, e estaremos mais sensíveis as energias do invisíveis.
     Mercúrio Rx em Escorpião volta a fazer conjunção com Saturno até 25 de novembro, podendo travar a expressão dos nossos sentimentos, aconselho concentração e a reavaliar, ideias, posicionamentos e objetivos. Aspecto poderoso que pode gerar uma visão mais ampla, intensa e profundamente transformadora, sobre tudo e todos a nossa volta.
     No sábado dia 26 de outubro às 21h40 com a entrada da Lua na sua fase Minguante marcando um tempo para finalizações de pendências, para podermos deixar acontecer o novo em nossas vidas. Fase de crucial importância pois antecede o Eclipse Solar que ocorrerá no dia 03 de novembro de 2013 com Sol, Lua, Mercúrio Rx, Saturno e Nodo Norte em Escorpião em trígono com Netuno em Peixes, que indica uma poderosa energia de passagem para um novo estado de vibração, não sem antes derrubar os obstáculos, com a dor, términos e as mortes necessárias para nos desapegar de velhos valores e podermos vibrar mais leves e plenos. Volto a falar mais sobre o Eclipse em outra postagem.


segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Sol em Escorpião

                                                                                             Pintura by Michael Page

                            Sol em Escorpião

   Depois de atravessar a linha do equador, rumo ao hemisfério norte da eclíptica, o Sol que vinha iluminando a possibilidade de interação do indivíduo com o coletivo, do eu com o outro, revisando as formas como buscamos as relações, a necessidade de equilíbrio e justiça, para manter a harmonia e através da negociação, da integração rumo a evolução da sociedade, que deve cumprir mais um ciclo de desenvolvimento.
   O Sol, princípio vital, a essência, a luz que ilumina o caminho, a seta que indica quais são os princípios arquetípicos do ciclo, entra no dia 23 de outubro de 2013 em Escorpião.
De Áries até 29º de Virgem o Sol transitas pelo hemisfério Sul, o ciclo de desenvolvimento da vida no singular, que em Libra sai de sua singularidade e encontra o outro, desenvolvendo a necessidade de compartilhar, dividir e aceitar o diferente, desconhecido, muitas vezes assustador e rejeitado pelo instinto de sobre vivência. Libra nos traz a riqueza e a dificuldade do convívio, que quando passa para Escorpião vai ser processado, digerido e transformado em força criativa e transformadora, que mata o velho eu e penetra no outro, gerando mudanças e renovação.
   Tudo o que rejeitamos e escondemos explode de forma incontrolável em Escorpião. Neste signo quanto mais negamos mais os acúmulos e negações nos atropelam, de forma compulsiva e incontrolável. Signo da descoberta do nosso lado sombra, que surge iluminado pelo ciclo do Sol em Libra, das dificuldade que temos nos relacionamentos, nossa necessidade de exercer o controle e as projeções nos outros. São tempos de aceitar e integrar esta sombra como parte integrante das nossas vidas, para que a partir daí, mais conscientes da natureza em nós, se propor a expansão da consciência através da busca do conhecimento que se dá em Sagitário.
   O Sol em Escorpião ilumina os escuros, por isto é tão temido e tachado de infinidades de adjetivos negativos. Que nasce com este posicionamento do Sol tem como finalidade nos apontar este outro lado, o que está por trás da espiritualidade "lindinha" onde somos todos "anjinhos" merecedores do paraíso ou do inferno se maus e cruéis. Padrões que são controles do poder secular, das convenções, dos interesses e da hipocrisia social. Regidos por Plutão desde a sua descoberta no século passado, e por Marte durante todos os vários séculos anteriores dos estudos astrológicos.
   A agressividade de Marte está em Escorpião na violência incontrolável das explosões dos instintos básicos de todo o humano, onde o Bem que se encontra dentro de nós só esperando uma oportunidade para ser Mal e vice-versa.
   Escorpião está no Kundalini, energia física, de natureza neurológica de manifestação sexual, que muitas culturas considerarem sagrada.
   É poder espiritual ou físico, dependendo da linhagem ser espiritualista ou naturalista, primordial ou energia cósmica que jaz adormecida no Múládhára Chakra, centro de força situado próximo à base da coluna e dos órgãos genitais. É a energia que transita entre os chakras.
   Deriva de uma palavra em sânscrito que significa "enrolada como uma cobra" ou "aquela que tem a forma de uma serpente". É a energia do Universo em seu aspecto total, e no aspecto biológico, físico como potencial que se manifesta na atração, calor, eletricidade etc.
Segundo a crença, enquanto está adormecida, assemelha-se a uma chama congelada. É também tema de estudo na psicologia, que a define de difícil abordagem por requerer conhecimento profundo, e da difícil investigação da natureza profunda do inconsciente.
   O Sol em Escorpião está ligado a magia, ao desconhecido profundo e atrativo, que nos hipnotiza e impulsiona a dissolução, ímpeto de destruição e regeneração, força que faz renascer das cinza que sobram da dor profunda e do sofrimento emocional, mais fortes e lúcidos. É o escuro necessário para que se faça a luz.
   Quem nasce nesta época do ano tem em sua natureza o começo e o fim, a vida e a morte, poder primordial, fascinante e assustador. É o mistério que seduz e amedronta, nos impulsiona a buscar e a viver, seguir em frente, entre o sádico e o masoquista, o médico e o monstro, a cura e a doença. O amargo e o doce de viver. Namoram com o prazer que existe na dor, e com a dor que está no prazer.
   Quem tem o Sol em Escorpião vive no limiar da luz e da sombra, ao longo da vida vai experimentando e tendo que aceitar sua condição de mensageiro de Hades/Plutão, descobrem sua função em fazer lembrar que o feio é só o outro lado do belo, que temos em nossa natureza o poder do claro e do escuro, que sua classificação é só uma questão dos interesses de quem exerce o poder, que somos nós que vamos escolher o que vamos alimentar, e que arcamos com as consequências das nossas escolhas.
   Grande cirurgiões, investigadores, espiões, cafetões, assassinos e psiquiatras, tem a natureza das águas turvas e fascinantes, faca, punhal e bote certeiro das águias que voam na espreita da caça. Transcendem no sexo e vêem a luz através das águas turvas de suas emoções.
   O que esperar dos dias que se seguem até 20 de novembro/2013 com Sol, Mercúrio, Saturno e Nodo Norte em Escorpião? Descobertas e curas, renascimentos e superação de obstáculos, através do poder invisível das forças inconscientes projetadas no desejo e na persistência, capacidades e poder que existe dentro de todos nós.

sábado, 19 de outubro de 2013

Sincronicidade, Mágicas Coincidências da Vida

Sincronicidade, Mágicas Coincidências da Vida


   Quem nunca se surpreendeu com as misteriosas coincidências que acabaram mudando o rumo de sua vida?
   O que estaria por trás dessas insistentes repetições? As respostas para explicar a sincronicidade são tão fascinantes quanto as perguntas…
   Quando a sincronicidade acontece, é sempre uma surpresa. Como aquela inacreditável seqüência pode se desencadear diante dos nossos olhos, sem nenhuma explicação? O que ela significa? Porque acontece? Que mecanismos ocultos acionariam esse processo?
   Cada vez mais pessoas estão se conscientizando da importância da sincronicidade e já pautam suas vidas pelas indicações encobertas pelas coincidências. Isso é possível quando estamos sincronizados com a ordem celeste - enfim, quando nossos passos desenham a vontade de Deus. A sincronicidade é a linguagem do divino para orientar nossa vida. E o divino atua tanto dentro quanto fora de nós.
   Precisamos cada vez mais nos tornar sensíveis para perceber a sincronicidade pontuando o nosso destino.
   A sincronicidade abre um caminho para você escutar a si mesmo e ativa sua intuição. O resto é com você. Às vezes precisamos de muita coragem para abandonar estruturas que construímos durante a vida e seguir os sinais que nos indicam novos caminhos.

A força de mente
   Quem primeiro reconheceu que os eventos sincrônicos, ou coincidências significativas, tinham um sentido maior e que se relacionavam com a nossa psique (mente) foi o psicólogo suíço (1875-1961) Carl Gustav Jung.
   A repetição é um dos mecanismos básicos da nossa psique. As coisas se repetem, se repetem - em sonhos, símbolos ou acontecimentos – até que finalmente, a nossa compreensão sobre algo é despertada.
   Quando temos um problema, ele volta inúmeras vezes a nossos pensamentos, como se fosse um disco arranhado. Mas quando finalmente compreendemos o que temos de compreender, cessa a repetição. Revela-se aquilo que estava sendo expresso por símbolos, entendemos a situação e integramos seu conteúdo.
   Para compreender esse sentido, talvez seja preciso um árduo trabalho: pesquisar os significados dos símbolos, prestar atenção quando eles ocorrem, refletir a respeito. Mas a compreensão também pode surgir espontaneamente, sem nenhum raciocínio lógico. A esse tipo de compreensão instantânea Jung dava o nome de insight.
   Jung afirmava que temos quatro funções básicas:razão, emoção, sensação e intuição. No nosso ser, geralmente uma delas é predominante. Mas quando trabalhamos internamente na direção do equilíbrio, uma nova função é acrescentada: a sincronicidade.

Fios de uma trama maior
“O universo tem uma lei, uma harmonia, que às vezes desconhecemos. Choramos quando algo muda e foge de nossas mãos. Não deixamos as mudanças ocorrerem, seguramos a vida.
Quando finalmente aceitamos que o desenho da nossa vida não nos pertence e que existe no Universo uma trama de fios mais grandiosa e complexa, tudo muda… Ficamos mais atentos aos sinais que nos mostram os caminhos da ação correta, a ação que aceita e se entrelaça amorosamente com os desígnios divinos.
Enfim, nos submetemos _ não somos mais um ego que tenta controlar tudo a qualquer custo. Finalmente cedemos, e mudamos.”

Doucy Douek – Terapeuta Transpessoal - outubro 17, 2013 em
O Mundo de Gaya 

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Eclipse/Marte em Virgem oposto a Netuno em Peixes

        Eclipse e Marte em Virgem oposto a             Netuno em Peixes


   Neste 18 de outubro as 20h37, horário de Brasília, a Lua a 25º45 de Áries e o Sol a 25º45 de Libra temos o evento celeste da Lua Cheia. Junto o Eclipse Lunar Penumbral visível na África, Europa, Oeste da Ásia, Leste dos EUA e América do Sul.
   Os Eclipses nos indicam a necessidade de meditação, reavaliações e mudanças, os impasses que podem surgir no período de sua influência, em torno de seis meses, serão oportunidades para resolvermos questões estruturais das nossas vidas. O que vinha funcionando pode deixar de funcionar, o que vinhamos desenvolvendo pode precisar de uma profunda reavaliação, salvar apenas o que se mostrar íntegro.
   Devemos estar atentos as casas em que ocorre o Eclipse, estas áreas das nossas vidas já vinham, provavelmente, dando sinais ou sendo alvo de nossa atenção e preocupação. Os Eclipses nos sinalizam que temos oportunidades de evoluir as circustâncias, que envolvem os assuntos relacionados as casas em que ocorre.
   Acontecendo no Eixo Cardinal vai ativar toda a Cruz Cardinal, Áries, Libra, Câncer e Capricórnio, intensificando o signficado da quadratura de Urano em Áries com Plutão em Capricórnio. Fará quadratura com Júpiter em Câncer, o que nos lembrar de todo o significado que este trânsito do planeta da lei, da ética, da sabedoria e da justiça, em seu trânsito pelo signo das emoções, da nutrição e da origem de todas as coisas, A Grande Mãe, relacionado com a evolução, expansão e a “sorte”.
   Os Eclipses Lunares geralmente potencializam recordações do passado e indicam que devemos rever velhas crenças, possibilitar novos caminhos, desenvolver novos projetos, tomar decisões importantes que possibilitem reinventar e curar nossas vidas. Momento de reflexão e posterior tomada de decisão.
Devemos refletir sobre nossa necessidade de autonomia e independência, mas também como nos relacionamos, o que projetamos e cobramos dos outros, o que queremos para nós e não damos para o outro.
   O desafio será harmonizar o impulso com a reflexão, para isto devemos rever metas e objetivos. É tempo de unir forças, compartilhar, interagir, negociar, se colocar no lugar do outro. Parar de culpar a família e os parceiros pelas dificuldadedes que enfrentamos ao longo da jornada, que é individual e intranferível. Este Eclipse nos aponta a vivência do Amor, por nós e pelos outro, como a única saída para as crises pessoais e coletivas.
   Com a oposição exata de Marte em Virgem com Netuno Rx em Peixes acontecendo no dia 20 de outubro até 07 de novembro/2013, fico pensando no eixo mutável que traduz o Discípulo (Virgem) e o Mestre (Peixes).
   Técnicamente, nas oposições, cada um puxa para um lado, como num cabo de guerra, e o desafio é equilibrar as energias. Os estímulos para que isto ocorra se dão nos acontecimentos do cotidiano, física e concretamente.
   Marte em Virgem se volta para o lado prático da vida, pretende executar com foco e detalhe. Netuno em trânsito, depois de 151 anos, por Peixes, signo do qual é regente, nos aponta o sonho, a intuição, inspiração e os devaneios. Signo da espiritualidade, dissolução e transcendência, indica um período especial para a humanidade, sugere uma força cósmica especial de amor e evolução.
   Neste seu trânsito por Virgem, Marte oposto a Netuno em Peixes nos deixa confusos, trás muitas incertezas e tudo estará mais imprevisível e com grande margem de erro. Estaremos com a impressão de não termos muita certeza do que estamos fazendo, o que pode gerar muita ansiedade e desconforto, que poderão ser amenizados por meditação, exercícios físicos e práticas esportivas na natureza.
   Podem ocorrer escândalos de grandes proporções, porque as coisas tendem a sair do controle e vazarem sem que se possa impedir. Devemos evitar alterar rotas ou tentar fazer de forma diferente o que viemos desenvolvendo até agora, período de aprimoramento e não de mudanças, elas podem gerar enganos e perdas irreparáveis.
   Profundos questionamento e mudanças de atitudes, que até agora julgávamos coerentes e óbvias, vão se mostrar sem o menor sentido, devemos voltar nossos olhos e metas para uma busca de purificação e evolução individual, que com toda a certeza se manifestará no processo do coletivo.
   Neste início do aspecto exato, formará com o eixo do Eclipse Lunar, Áries/Libra, um X no céu, definindo uma pausa para meditar e ouvir o que a nossa sensibilidade nos aconselha, escutar o nosso corpo físico e entender o que ele está nos dizendo. Buscar a saúde e a leveza, nos livrando das cargas excessivas e totalmente desnecessárias, que nos auto atribuímos.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Eclipse Lunar e Determinismo


                 Eclipse Lunar e Determinismo


   Com o Eclipse Lunar acontecendo neste dia 18 de outubro/2013 no grau 25 do eixo Áries/Libra, e observando a série de artigos sobre ele, comecei a perceber o quanto ainda estamos presos, nós astrólogos, a crenças e padrões de interpretação dos primórdios da humanidade. Muito anterior ao desenvolvimento científico e principalmente da psicologia humana.
   Este será um Eclipse Penumbral, o terceiro e último deste ano. Será visível
na África, Europa, Oeste da Ásia, Leste dos EUA e América do Sul. Um Eclipse Lunar é um fenômeno celeste que ocorre quando a Lua entra, total ou parcialmente, no cone de sombra projetado pela Terra, em geral, sendo visível a olho nu. Isto ocorre sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento. A Terra ficando no meio do Sol e Lua.
   O Eclipse Lunar só ocorrer quando coincide a fase de Lua Cheia e a passagem dela pelo seu nodo orbital. Este último evento também é responsável pelo tipo e duração do Eclipse.

   Nestes dias que leio interpretações fatalistas, cheias de determinismo e afirmações catastróficas me sinto antes da descoberta de Urano, Netuno e Plutão pelos possantes telescópios desenvolvidos pela ciência. Leio a estrela tal em desarmonia com o eclipse vai determinar tais e quais acontecimentos, me preocupo com a divinização de tais corpos celestes, como o homem antigo fez com o Sol e a Lua.
   Os corpos celestes e seus eventos não determinam nada, no estudo astrológico são uma referência, uma linguagem e uma projeção arquetípica, produzidas pela psiquê humana. Pensando no ciclo de Netuno pelo arquétipo de Peixes, lembro que isto me indica a dissolução dos dogmas espirituais, que com a expansão da emoção, apontada pela passagem de Júpiter por Câncer. A propósito indico a leitura do O Crepúsculo dos Deuses e do Humano Demasiadamente Humano, um Livro para Espíritos Livres de Friedrich Wilhelm Nietzsche, além do fundamental Assim Falou Zaratrusta, um Livro para Todos e para Ninguém.
   Com a nossa capacidade de interpretação liberta de dogmas e crenças ultrapassadas, que faliram não por posicionamentos dos astros, mas sim pela prática cotidiana da sociedade mundial, onde as filosofias políticas, religiosas e os valores humanos e morais ruíram em injustiças, hipocrisias e desigualdades, em desrespeito a nossa morada, o planeta Terra, e no subsequente adoecimento da humanidade como um todo. O vírus que prolifera lá chega imediatamente aqui, como todo o resto de escândalos, desmandos e roubalheiras.
   O Eclipse, em sua grandiosidade distante, nos faz lembrar que é preciso parar para pensar, o estudo da astrologia também nos ajuda a ver em que área da nossa vida, esta energia cósmica se localiza, para que através delas tenhamos o começo das reavaliações necessárias, com as quais nos aliamos aos acontecimentos e com as mudanças que se fazem necessárias.
   Os Eclipses nos indicam a necessidade de meditar e reavaliar atitudes frente aos impasses que podem surgir no período de sua influência, em torno de seis meses, serão oportunidades para resolvermos questões estruturais das nossas vidas. O que vinha funcionando pode deixar de funcionar, o que vinhamos desenvolvendo pode precisar de uma profunda reavaliação, salvar apenas o que se mostrar íntegro.
   As crises que já estão acontecendo, individualmente e no planeta, são oportunidades de mudanças, para que juntos e cada um fazendo a sua parte possamos cumprir nossa passagem definitiva para a Era de Aquário, tão alardeada mas pouco compreendida.
   Como podemos experimentar a igualdade e a fraternidade prevista, sem fazer mudanças em nossos valores e crenças? A Nova Era nos pede atitude e independência de falsos líderes e falsos mestre, encontrar a sabedoria interior, ao mesmo tempo unir forças, compartilhar, interagir, negociar e se colocar no lugar e escutar os outros.
   A quadratura de Urano em Áries com Plutão em Capricórnio estará sendo canalizada na energia do eclipse, que acontece na Cruz Cardinal, para o planeta do qual a Lua é satélite, a nossa morada a Terra. A Lua Cheia ilumina os escuros, os submundos, as manobras dos poderes estabelecidos e em processo de falência, e os resultados vamos conferir nos próximos seis meses.
   Um bom Eclipse para todos nós, sem fatalismos e determinismos apocalíticos. As mudanças vem acontecendo, em nós e na humanidade, através do conhecimento compartilhado e do desenvolvimento da percepção.
   Agora é só parar e refletir no que pode ser melhorado em nós, para nos unirmos numa vibração de amor e paz para toda humanidade.
Ler sobre a quadratura de Urano e Plutão: http://www.pensandoceu.com.br/2013/01/quadratura-de-urano-e-plutao-20122015.html#.UmBRv1DryLU
e Júpiter em Câncer : http://www.pensandoceu.com.br/2013/05/jupiter-em-cancer-e-seus-aspectos-para.html#.UmAYclDryLU

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Marte em Virgem

 

                               Marte em Virgem

   Marte estará em trânsito por Virgem de 15 de outubro a 07 de dezembro de 2013. Marte em Capricórnio move montanhas, em Virgem, signo do elemento Terra, move a natureza interior de forma prática e criteriosamente organizada por um lado e preventivo e curativo por outro. O planejamento detalhado das ações terá um foco objetivo e racional. Se não existem montanhas para mover, a audácia marciana é programada para os sistemas biológicos, reorganizando, otimizando sem interferências do caos, a sombra virginiana. Em compensação a crítica será mais incisiva, o perfeccionismo virá acompanhado de pressa, devido à rapidez e imediatismo marcianos.
   Relacionado às terapias alternativas que têm por objetivo a prevenção de doenças do corpo físico, elemento Terra, Virgem torna-se pesquisador sob a influência impetuosa de Marte. Novas terapias, medicina preventiva, especialmente natural e as técnicas alternativas encontram uma analogia perfeita com Marte em Virgem. 
   O macrocosmo tem correspondência em cada indivíduo, em cada microcosmo. Devemos estar atentos e bem conscientes, ao longo deste trânsito, para os efeitos deste posicionamento nos nossos Mapas Natais, representação simbólica do nosso Self ou microcosmo.
   Quem nasceu com Marte em Virgem tem a energia marciana voltada para o trabalho, tudo é feito de forma enérgica e dedicada, os detalhes fazem toda a diferença, devem escolher profissões que exijam critério, perfeccionismo, foco e detalhe. Não suportam exibicionismo, não se deixam levar por atitudes dramáticas, o que as vezes pode parecer falta de tato, embora sejam dedicados e prestativos, o que compensa essa falta de sentimentalismos nos relacionamentos.
   São perseverante, embora Marte seja os planetas dos impulsos, em Virgem está controlado, condicionados para não gerarem frustrações, o que para um Marte em Virgem pode ser uma espécie de desastre astronômico, pois faz tudo de forma metódica e não admite falhas. Por controlarem tão bem os impulsos passam uma imagem de serem frios e calculistas, o que muitas vezes são, devem tomar cuidado para não se distanciarem das pessoas e se desumanizarem, perdendo o calor humano e agindo só por interesses. Caso contrário são muito sensíveis e dedicados, muito procurados e adimirados por serem responsáveis e medirem as consequências de seus atos.
   Neste seu trânsito por Virgem, Marte oposto a Netuno em Peixes nos deixa confusos, trás muitas incertezas e tudo estará mais imprevisível e com grande margem de erro. Estaremos com a impressão de não termos muita certeza do que estamos fazendo, o que pode gerar muita ansiedade e desconforto, que poderão ser amenizados por meditação, exercícios físicos e práticas esportivas na natureza.
   Podem ocorrer escândalos de grandes proporções, porque as coisas tendem a sair do controle e vazarem sem que se possa impedir. Devemos evitar alterar rotas ou tentar fazer de forma diferente o que viemos desenvolvendo até agora, período de aprimoramento e não de mudanças, elas podem gerar enganos e perdas irreparáveis.
   Os equívocos e atitudes sem limites serão uma constante neste ciclo, vamos precisar de toda a atenção com nossas ações. Cuidado com espertalhões e estelionatários, podemos nos envolver ou ser envolvidos em situações fraudulentas.
   Os envenenamentos, contaminações e afogamentos tem maior incidência com este aspecto Marte/Netuno. Também as alergias, intoxicações, inflamações e infecções.
Podem ocorrer grandes tumultos, de forma totalmente imprevisível, pois este aspecto nos remete a desordem e anarquia. Os erros médicos, enganos em prescrições, complicações em cirurgias e todo o tipo de procedimento que se use anestesia, pelo menos até o final de outubro de 2013.
   Marte em Virgem beneficia as pesquisas que já iniciaram, terão grandes progressos neste trânsito, podemos ter notícias de descobertas científicas que ainda não foram publicadas mas que já estão sendo testadas.
   As armas químicas, os remédios e todo o tipo de drogas serão o grande foco deste período, em que os envenenamentos coletivos serão discutidos e tratados como assunto prioritário no planetas. Os escândalos por falta de higiênie e controle na industria também se proliferarão neste período.   

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Programação e Mediocridade

                Programação e Mediocridade

   Acredito que o estudo da Astrologia funciona como um desprogramador do pensamento linear, que através do Mapa Natal temos uma boa indicação de quem somos e o que devemos desenvolver, reproduzo o excelente texto que li na página da Escola Livre. 
   “Nós somos programados para ser medíocres. Nós somos produto de todo treinamento que recebemos até hoje. Não somente ao que fomos e somos submetidos nas empresas, nas escolas e nas universidades. Me refiro ao treinamento que recebemos em casa e nas ruas. Para quem conviveu pelo menos até os 18 anos com os pais, foram em torno de 100 mil horas de treinamento. Sim, durante todo este tempo você estava mergulhado no caldo de cultura familiar repleto de crenças sobre a vida, relacionamentos, dinheiro, amor, trabalho e tudo mais que é importante e nos desafia diariamente a tomar decisões. Muitas destas crenças são limitantes, inúteis e que só serviram em momentos muito específicos para você se alinhar ao pensamento vigente na família e ser aceito pelos seus.
   Tudo que os nossos pais querem é nos proteger do mal, da dor e das frustrações. Esta é a missão fundamental destes seres fantásticos que cuidaram com tanto zelo de nossa sobrevivência. E aí reside a contradição que coloca em choque os modelos mentais dos pais em relação aos filhos. O pai diz: "Meu filho, tudo que eu quero é que você seja feliz". Por sua vez, o filho afirma: "Que bom pai, porque eu sei exatamente o que vai me fazer feliz neste momento da minha vida. Eu quero saltar de paraquedas". O pai atônito engole em seco e diz: "De jeito nenhum! Quando você for dono do seu próprio nariz você fará o que quiser. Mas enquanto viver sob este teto quem decide o que é melhor pra você sou eu". Os pais querem que sejamos felizes. Mas do jeito deles. Então, eles se esforçam para nos catequizar com suas ideias e crenças sobre a vida e o que é felicidade; sobre o que é certo e o que é errado, enfim, sobre o que devemos fazer para sermos felizes. Mesmo que muitas vezes eles mesmos passem bem longe das escolhas que os fariam mudar e melhorar suas vidas. Assim, aprendemos que tudo que possa significar algum tipo de risco deve ser evitado. E mais tarde também aprendemos que viver a vida que desejamos viver nos leva a experimentar os riscos inerentes a qualquer escolha ou mudança.
   Como podemos viver a nossa vida, ir atrás de nossos sonhos e sermos quem queremos ser sem correr riscos? Se aceitarmos este conjunto de crenças limitantes, no curto prazo, evitaremos várias frustrações e teremos poucas experiências de sofrimento. Protegidos de qualquer risco, viveremos a vida que os outros desejam para nós sem descobrir como seria a vida que de fato sonhamos. No longo prazo, você se transforma numa sombra de quem você poderia ser, com uma identidade confusa, sem saber ao menos quem você é e o que veio fazer neste mundo. Aceitar o risco de ser quem você deseja ser é o caminho para a felicidade plena. Quando experimentamos a nossa essência vivemos a vida para qual nascemos. Aprendemos a aceitar os nossos erros, nossas falhas e imperfeições. Nos tornamos parte do Universo e a vida flui sem esforço, assim como a grama não se esforça para crescer todos os dias e o sol simplesmente aparece.
   Celebrar e viver a nossa própria identidade - e não aquela que os outros projetaram para nós - é entrar em sintonia com a natureza da vida seguindo o curso e o propósito maior de nossa existência”.

Marcos Brasil Moraes, Msc. Master Trainer & Coach Generativo

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Os Signos do Fogo - Áries/Leão/Sagitário

            

             Os Signos do Fogo-Áries/Leão/Sagitário

   Hoje temos a Lua e Vênus em Sagitário, Marte em Leão e Urano em Áries os três signos do Fogo, potencializando a energia deste elemento. O Fogo representa a energia vital relacionada com a vida, é uma energia universal, entusiástica, irradiante que quando nos habita nos inunda de uma vontade incrível de viver. Transmite um calor, entusiasmo, e nos faz ver e sentir a vida cheia de cor, de alegria e luz e potencializa a intuição
   A energia do elemento Fogo é extremamente dinâmica, inspirada e inspiradora, flui espontaneamente e é auto motivada. Pessoas com predominância da energia de Fogo no seu mapa astral, geralmente são centradas, focadas na sua identidade pessoal, podem ser impessoais e sentem-se como se fossem canais de vida.
   A predominância na energia de elemento Fogo torna as pessoas diretas, objetivas, espontâneas, precisam de liberdade para se auto-expressar e garantir o seu espaço. Muitas vezes até inconscientemente se expressam com uma enorme liberdade que chegam até a manifestar uma simplicidade infantil. As pessoas com muita energia de elemento Fogo, caso não sejam conscientes e cautelosos, podem ser extremamente ofensivos com a sua franqueza e espontaneidade.
   Quando a energia de fogo não está trabalhada e é excessiva, a falta de controle pode ferir e magoar por falta de sensibilidade para com os outros. As investidas excessivas podem soar como ataques impulsivos que causam danos aos sentimentos das outras pessoas, se não forem conscientes de quem são e se tiverem baixa auto-estima.
   Pessoas com muito elemento Fogo podem ser impacientes com os mais sensíveis e gentis, a excessiva emocionalidade das pessoas de elemento Água pode irritar quem tem muito elemento Fogo. Também as pessoas do elemento Terra podem sentir a instabilidade de um elemento Fogo em excesso.
Por outro lado, o Ar pode agitar as chamas de uma pessoa elemento Fogo, ajuda a estimular novas idéias. No entanto podem ser muito excêntricas para o delicado sistema nervoso dos signos de Ar.
   O Fogo tem um plano espiritual de fé e força, é importante que se possa expressar criar, esperimentar. Quem tem muito do elemento Fogo podem-se entedia-ser com as observações intelectuais do elemento Ar, porque não são idéias que podem ser seguidas de imediato. O Fogo é também um elemento que está associado ao puro espírito, ao idealismo, à fé, e ao entusiasmo com que nos apaixonamos pela vida. O Fogo traz intensidade à forma como procuramos expandir-nos e optar pelas infinitas possibilidades e direções. É uma essência de prazer na expansão em busca de um significado. Na falta deste elemento, surge a depressão que equivale à falta de Fogo. A falta de entusiasmo para agir, o fato de não encontrarmos um sentido, e o isolamento denunciam a ausência de luz, de movimento, de calor (o Fogo). No entanto, em exagero e mal integrado e mal direcionado, este elemento pode ‘queimar’ ou abrasar tudo o que existe em redor, pelo excessivo entusiasmo e pela falta de consideração para com o ‘espaço psicológico’ dos outros.
   Os Signos de Fogo, Áries/Carneiro, Leão e Sagitário, têm em comum a vitalidade, a espontaneidade, a alegria de viver e uma confiança quase infantil no destino. Quem não tem muito Fogo, e é por isso mais tranqüilo, pragmático ou racional, fica irritado ou assombrado, com a forma como esse elemento joga com o dinheiro, o tempo, a emoção, a energia e até com as pessoas. Para o Fogo tudo é um grande jogo onde o objetivo não é vencer, mas ter estilo.
   O Fogo é o elemento da mudança, vontade e paixão. Em certo sentido ele contém dentro dele todas as formas de magia, pois a magia é o processo de mudança. A magia do fogo pode ser assustadora, os resultados se manifestam de forma rápida e espetacular. O fogo é primário e por isto mais ousado. Este é o reino da sexualidade e da paixão. Ele não representa apenas o fogo sagrado do sexo, mas também a faísca de divindade que brilha dentro de nós e de todas as coisas vivas. Ele é, ao mesmo tempo, o mais físico e o mais espiritual dos elementos.

Signos de Fogo

   Os símbolos de signos de fogo, Carneiro, Leão e o Arqueiro são dinâmicos por natureza e denotam um movimento irresistível. Entretanto, cada qual salienta aspectos diferentes dessa orientação, segundo sua qualidade, seu regente etc.
   O signo cardinal de Fogo, Áries, representa o Fogo em sua forma mais pura e básica. Regido pelo planeta Marte, Áries/Carneiro é voluntarioso e impulsivo, interessado no mundo das ações, da animação, das realizações e da liderança. Áries/Carneiro é infantil por natureza e gosta de ser o centro de atenção. Por ser impaciente, gosta de tudo feito imediatamente, insistente, não gosta que lhe neguem nada. Os ardentes e voluntariosos Áries/Carneiro agem quando e da maneira que lhe apraz, sua natureza física é impetuosa e passional.
   O signo fixo de Fogo, Leão, representa o brilho estável do Sol, seu regente. Se Áries é o Fogo sem controle, Leão é o fogo controlado. 
Leão é terno, criativo, despreza a mesquinhez e a futilidade, é o gesto largo, o aspecto nobre exemplificado em sua natureza leonina. A confiabilidade inalterável, a coragem e a firmeza são características do signo de Leão.
   O signo mutável de Fogo, Sagitário, é freqüentemente apresentado apontando uma flecha para sua presa, mas na verdade o Arqueiro também dispara sua seta na direção de alvos filosóficos. Um terno carinho pelos animais caracteriza esse signo, apesar de simbolizar o caçador, o próprio Sagitário é um centauro, metade homem metade cavalo. Sagitário é capaz de promover mudanças e também ter comportamento errante. Extremamente idealista Sagitário valoriza a honra acima de tudo. A visão de Sagitário é voltada para a ética, portanto, a energia deste signo fogoso deve ser posta a serviço de empreendimentos amplos e nobres.
   As pessoas dos signos de Fogo compreendem o mundo basicamente através do modo intuição. Palpites, apostas e fazer o que dá na telha em vez de se guiar por um mapa, caracterizam essa personalidade interessante e às vezes instável. Não é preciso dizer às pessoas dos signos de Fogo quando devem agir, ou recomendar ler sobre o assunto em um livro, elas sabem. É mais freqüente serem guiadas por um sexto sentido, raramente se enganam, exceto quando elas mesmas duvidam. 
   Assim, quase sempre se saem melhor quando seguem seu primeiro impulso do que quando refletem demais. Preocupar-se pode ser especialmente destrutivo para sua visão positiva, minando sua geralmente grande autoconfiança.
   As pessoas de signos de Fogo têm uma profunda consciência de si mesmas. Muitas vezes criticadas por seu egoísmo, são egocêntricas, sem serem especialmente tolerantes consigo mesmas. Em geral, movem-se depressa demais, se incomodam quando as outras pessoas demonstram possessividade ou intimidade. Sua inclinação é mais sexual do que sensual e, como muitas pessoas de signos de Ar, mais passionais do que sensuais. As pessoas de signos de Fogo normalmente gostam da excitação dos esportes competitivos e de atividades físicas desafiadoras. Devido à sua natureza impulsiva, podem predispor-se a sofrer acidentes. A impetuosidade também é freqüentemente equiparada com um temperamento que reage à menor provocação. Embora os nascidos sob o signo de Fogo tendam a demonstrar alto grau de imprevisibilidade, são bastante capazes de dedicar-se a um trabalho extenuante ou seguir uma programação durante anos, se necessário. Como integrantes da família, podem ser extremamente leais e ardentes, mas se as coisas não derem certas, em geral são suficientemente honestos para admiti-lo.
   O elemento do Fogo é o mais importante, pois ele é uma expressão do Fogo Sagrado, de onde procedem a Chama Violeta e suas congêneres. Uma de suas atividades construtivas, no plano físico, é purificar através da incineração de detritos e de corpos humanos, a qual permite o retorno dos respectivos elementos ao Sol, para uma re- polarização. A atividade destrutiva do fogo é demonstrada na queima de construções e florestas e também em relâmpagos, na tempestade e no uso de armas de fogo, bombas etc.
   No Sol, nas estrelas, nas fogueiras ou nas brasas, no nosso coração sentimos a luz da vida. O Fogo é o elemento das transmutações e transformações. Sua força luminosa indica o caminho que deve ser seguido por aquele que conhece os ensinamentos do Universo. O fogo é a chama que acesa dentro de nós, faz brilhar nossa aura e nossos olhos, revelando a força de nosso espírito. Ele conduz cada um à sabedoria interior.
   Os Xamãs pedem ajuda ao Avô Fogo, como é chamado pelos índios, quando é hora de trabalhar as mudanças. O Fogo auxilia no processo de limpeza, o velho cedendo lugar ao novo. A Sauna Sagrada é um dos lugares usados pelos Xamãs, nos processos de cura pelo Fogo.
   As Salamandras ou  Espíritos do Fogo vivem no éter atenuado e espiritual, que é o invisível  elemento do fogo, sem elas o fogo material não pode existir. Elas reinam no fogo com o poder de transformar e desencadear tanto emoções positivas quanto negativas. As Salamandras, segundo os especialistas, parecem bolas de fogo e que podem atingir até seis metros de altura. Suas expressões, quando percebidas, são rígidas e severas. Dentro de todas as formas energéticas (o fogo, a água e o mineral), estes seres adquirem formas capazes de desenvolver pensamentos e emoções. Esta capacidade derivou do contato direto com o homem e da presença deles em seu cotidiano. Por isto as Salamandras desenvolveram forças positivas, capazes de bloquear vibrações negativas ou não produtivas, permitindo um clima de bem estar ao homem.
   O homem é incapaz de se comunicar adequadamente com as Salamandras, pois elas reduzem a cinzas tudo aquilo de que se aproximem. Muitos místicos antigos preparavam incensos especiais de ervas e perfumes, para que quando queimados, pudessem provocar um vapor especial e assim formar em seus rolos a figura de uma Salamandra, podendo assim sentir sua presença. Paracelso afirma que muitas Salamandras são vistas na forma de bolas ou línguas de fogo correndo através dos campos ou irrompendo nas casas. No Brasil costuma- se chamar estas aparições de "Fogo Santelmo".
   A maioria dos místicos afirma que as Salamandras são seres gigantes, imponentes e flamejantes em roupas fluidas, com uma armadura de fogo. Elas são as mais poderosas dos elementais e têm como seu regente um magnífico espírito flamejante chamado Djim, terrível e aterrorizante na sua aparência. Os antigos sábios sempre foram advertidos para manter- se à distância delas, pois os benefícios derivados do seu estudo freqüentemente não eram proporcionais ao preço que se pagava por eles. Elas possuem especial influência sobre as criaturas de temperamento ígneo e tempestuoso. Tanto nos animais como no homem, as Salamandras trabalham através da natureza emocional por meio do calor corpóreo, do fígado e da corrente sanguínea, sem sua assistência, não haveria calor.   
Invocação as Salamandras:
   Invocar nas primeiras luzes do Sol, caso isto não seja possível, é necessário que o elemento Fogo esteja presente, o mais indicado é o uso de vela. Esta invocação é feita para se ter mais força de vontade, coragem, vigor, entusiasmo e bons empreendimentos. Atua no trabalho e na espiritualidade.                    
"Eu vos saúdo, Salamandras,
Que constituís a representação do elemento Fogo.
Peço, que com vosso trabalho,
Forneçais a eu poder de resolver tudo,
De acordo com vossa vontade,
Alimentando meu fogo interno,
Aumentando minha chama trina do coração
E assim formar um novo universo.
Mestres do fogo, eu vos saúdo fraternalmente". Amém!
Direção: Sul
Nome do Vento Sul: Notus
Energia: Projetiva, masculina
Signos: Áries, Leão e Sagitário
Trabalho ritual: Energia, espírito, calor, chama, sangue, vigor, vida, vontade, cura, destruição, purificação, fogueiras, lareiras, velas, sol, erupções, explosões, liberdade, mudança, visão, percepção, visão interior, iluminação, aprendizagem, amor, paixão, sexualidade, autoridade, a vontade de ousar, criatividade, lealdade, força, transformação, proteção, coragem, eu superior, sucesso, refinamento, as artes, evolução, fé, exercícios físicos, consciência corporal, vitalidade, autoconhecimento, poder.
Lugares: Desertos, fontes termais, vulcões, fornos, lareiras, quarto de dormir (devido ao sexo), saunas, campos de atletismo, academias de ginástica.
Cores: Vermelho, amarelo, cores do fogo, laranja, dourado.
Formas rituais: Queimar, passar na fumaça ou derreter um objeto, erva ou imagem, velas e pequenas fogueiras.
Natureza Básica: Purificante, destruidora, limpadora, energética, sexual, forte.
Fase da Vida: Juventude
Tipos de magia: Vela, tempestade, tempo e estrela.
Tempo: Meio-dia.
Estação: Verão
Ferramentas: Bastão, lamparina ou velas, erva ou papéis queimados.
Espíritos: Salamandras, dragões do fogo, a consciência das chamas.
Rei: Djin
Sentido: Visão
Pedras: Opala de fogo, jasper, pedras vulcânicas, cristais de quartzo, rubi, carnélia, rodocrosita, ágata.
Metais: Ouro, latão.
Incensos: Olíbano, Canela, Junípero.
Plantas e árvores: Alho, hibisco, mostarda, urtiga, cebola, pimenta vermelha, canela, plantas espinhentas, buganvílea, cactos, grãos de café, amendoeira em flor.
Animais: Dragões, leões, cavalos, cobras, grilos, louva-deus, besouros, abelhas, centopéias, escorpiões, tubarões, fênix, coiotes, raposas.
Deusas: Brigid, Vesta, Pele, Héstia.
Deuses: Agni, Horus, Hefesto, Vulcano, Prometeu.
É atraído por: Velas, incensos, lamparinas, fogo.
Instrumentos: Guitarras, todos os instrumentos de corda.

domingo, 6 de outubro de 2013

Vênus em Sagitário

                         Vênus em Sagitário

   Vênus/Afrodite Deusa do Amor, do romance, dos relacionamentos, da diplomacia e do refinamento, estará em Sagitário de 07 de outubro a 05 de dezembro de 2013. Em Sagitário a Vênus exalta a busca por conhecimento e sabedoria.
   Na mitologia grega, Vênus é Afrodite, deusa do amor, a quem são atribuídas duas diferentes tradições, a primeira conta que ela é filha de Urano e das ondas do mar, quando Urano teve os órgãos genitais cortados e atirados ao mar por Cronos/Saturno, e a deusa foi gerada e nasceu nas espumas do esperma do deus.
   A outra conta que Afrodite é filha de Zeus e de Dioneia. Platão, o filósofo, imaginou a existência de duas Afrodites diferentes, uma nascida de Urano, o céu, é a Afrodite Urânia, deusa do amor puro, a outra, filha de Dioneia, chamada Afrodite Pandêmia, Afrodite popular, deusa do amor carnal ou vulgar.
   Segundo Dane Rudhyar cada signo é uma reação ao signo anterior. No caso da Vênus em Sagitário temos uma explosão das sensações, franqueza de intenções e enorme dramaticidade, tudo no superlativo tal qual este signo que é o arquétipo da evolução, conhecimento e das leis que regulam a vida na Terra, regido por Júpiter/Zeus, Senhor do Monte Olimpo e de todos os espaços.
   Quem tem Vênus em Sagitário pode ser de uma sinceridade desconcertante, extremamente idealista e grande gosto por viagens, principalmente ao estrangeiro, o que muitas vezes os leva a casamentos com pessoas de outras culturas. Possuem gosto clássico, religioso e a grandiosidade das cerimônias rituais a atraem esteticamente. São atraídos pela suntuosidade e via de regra escolhem lugares amplos para viver. A filosofia, ética, religião e o direito são áreas em que podem atuar com grande desenvoltura.
   No amor são dramáticos e as mulheres são atraídas por homens galantes e românticos. Precisam de liberdade e exercer suas individualidades em todo o tipo de relacionamentos, amorosos, pessoais e profissionais. Podem ser grandes professores, pesquisadores, mestres, filósofos e palestrantes carismáticos e envolventes. O impulso desta Vênus de Fogo é o conhecimento, da descoberta de novos territórios. O seu amor pelo diferente e distante definem um comportamento de busca contínua, quase de frenesi. Mente livre, aberta, tolerante, mas também muito difícil para quem deseja estabelecer uma relação do tipo "tradicional". O risco de traições e perversões é alto, com um modo de vivê-los diferente, quase ingênuo e privado de sentimento de culpa. Busca relacionamentos fundamentados na liberdade e em comunhão na mesma filosofia de vida. Antes de unir-se de um modo duradouro é provável que tenha muitas experiências, porque é o conhecimento que esta Vênus procura. Não posso esquecer o idealismo exacerbado e o desejo de salvar o mundo, de ser um ponto de referência afetiva para com quem convive. Ensinar o amor é sua missão, assim como encorajar e sustentar todas as batalhas em prol da liberdade.
   Neste ciclo, em que a Vênus sai das sombras introspectivas, das paixões obsessivas e da seriedade densa de Saturno, em Escorpião, este ingresso do planeta do amor, das artes, dos valores, associado à idéia de prazer, de beleza e poder de atração, responsável por sensações e comportamentos, nos dá uma sensação de libertação e possibilidades infinitas.
   A vida volta a ser iluminados pela luz do dia, o amor e os desejos mais amenos e vamos buscar uma liberdade consciente e elevação coletiva das vibrações. Esta Vênus esta relacionada à sorte, ao sucesso e toda a espécie de benevolência. Júpiter, conhecido como o grande benéfico, regente de Sagitário, também o mestre espiritual e o amor universal pela sua co-regência de Peixes, indica para estes dias de Vênus em trânsito por Sagitário em quadratura com Netuno em Peixes, ampliação da capacidade de sonhar, traçar metas, evoluir nossa mentalidade e expandir a percepção, mesmo que se diga que o sonho acabou esta Vênus reafirma a fé na vida , nos estimula a ambicionar realização dos desejos, acessar outros níveis de consciência e de realidades paralelas, possíveis e improvavéis.  

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Os 4 Elementos

                              Os 4 Elementos

   No xamanismo conheci uma camada vibratória que quando acessada permite a entrada num campo onde podemos nos comunicar com todos os tipos de criaturas, sejam elementais, pedras, plantas animais e etc. Essa comunicação é não verbal, é simbólica, telepática. Fazer magia natural, é poder acessar esse campo, e a condição para tal é estar em harmonia com todas as manifestações da natureza, saber honrar a cada ser, cada entidade, cada espírito elemental e principalmente clareza de intenções. Muitas pessoas relatam o contato com gnomos, fadas, silfos, outros expõem seus corpos ao contato direto com o fogo sem sofrer queimaduras, enfim o tema não é novo para os buscadores atuais.
   Uma boa parte dos nativos americanos se conecta com elementos através dos Clãs, da Tartaruga, representando o Elemento Terra, do Sapo, representando o Elemento Água, do Pássaro Trovão ou do Falcão, representando o Elemento Fogo e da Borboleta, representando o elemento Ar. Cada Elemento tem seus próprios talentos, e os colocam a serviço da Mãe-Terra e do Universo nos rituais da Umbanda e do Candomblé também são reconhecidos e manifestados através dos Poderosos Espíritos da Natureza, os Orixás. Na Mitologia Grega cada Deus era responsável por uma manifestação da Natureza.
   O alquimista Frances Francis Barret colocava que os quatro elementos formam a base original de todas as coisas, compondo o corpo não por aglutinação, mas por transformação e união. Os elementos podem ser transformados um no outro. Se a Terra é muito irrigada, dissolve se transformando em líquido (Água). A Água endurecida e condensada transforma-se em Terra. Quando a Água evapora por aquecimento, transforma-se em Ar. Se a água é queimada, transforma-se em Fogo. O Fogo quando se apaga vira Terra, e assim vai seguindo, nada perdendo e sim se transformando.
   Platão atribuiu três qualidades a cada Elemento: ao Fogo fluidez, claridade e mobilidade. A Terra escuridão, densidade e imobilidade. O Ar recebe do Fogo fluidez e mobilidade, da Terra escuridão. A Água recebe da Terra escuridão e densidade e do Fogo, mobilidade. Hermes dizia que o Fogo é ilimitado e invisível, interpenetra todas as coisas espalham-se pelo Céu e é reluzente nos Infernos. Encontra-se nas pedras, extraídos por um golpe com metal, na Terra quando for escavada solta fumaça, na Água aquecendo as fontes, no mar que esquenta ao ser agitado pelos ventos, no ar que queimamos. Todos os animais e criaturas vivem devido ao calor. Na Terra estão contidas as sementes, as virtudes germinativas de todas as coisas e, portanto a Terra é animal, vegetal e mineral.
   Fertilizada pelos outros elementos e pelo Céu, a Terra faz nascer à abundância e todas as coisas, encerra grandes segredos. À Água, continua Platão, é uma virtude germinal de todas as coisas, sem ela nenhuma erva ou planta pode brotar. Especialmente os animais, cujo sêmen é de origem aquosa. O Ar é um Espírito Vital que permeia todos os seres, dando vida e substância a todas as coisas. Recebe dentro de si a influência de corpos celestes, recebe a essência de todas as coisas naturais e artificiais, fornece matéria para diferentes sonhos e adivinhações. Amor - Paz e Luz!
Fogo – Áries, Leão e Sagitário
Terra – Touro, Virgem e Capricórnio
Ar – Gêmeos, Libra e Aquário
Água – Câncer, Escorpião e Peixes

Texto extraído do livro “O Vôo da Águia” - Léo Artese