Translate

sábado, 28 de setembro de 2013

Mercúrio em Escorpião

                          Mercúrio em Escorpião

   No dia 29 de setembro de 2013 Mercúrio inicia trânsito por Escorpião. O planeta da comunicação e de como processamos as informações, revela o funcionamento do raciocínio concreto e capacidade de codificar e decodificar as experiências. Através desse planeta identificamos o abstrato, no  signo que se encontra aponta a forma como aprendemos. Ele é o principal ponto de referência sobre a capacidade intelectual.
   Escorpião é o oitavo signo do zodíaco, regido por Marte e Plutão. Tem como características a perspicácia, grande força de vontade, obstinação, capacidade de ver além das aparências, grande riqueza de recursos interiores, coragem, perseverança, busca intensa das transformações ainda que dolorosas.
   Lidar com desafios que podem gerar dor psicológica, perder coisas valiosas, estímulos que os colocam frente a frente com emoções pouco aceitas socialmente. O medo, a agressividade, violência e os ressentimentos de um modo geral, as mágoas, a crueldade, estímulo a lembranças dolorosas e cármicas. Esta mente é capaz de viver em reclusão auto-imposta para resolver seus problemas mais íntimos, estudar ou fazer vários tipos de terapias, inclusive às trans-pessoais.
   Neste período de Mercúrio em Escorpião, até 05 de dezembro de 2013, amplia-se a capacidade de lidar com tudo aquilo que é doloroso de um modo geral, como tratar de doentes em fase terminal e tudo de mais oculto e rejeitado na nossa mente. As psicopatias são identificadas e tratadas nestes períodos.
Podem existir experiências que nos aproximem da morte de fato, por isto, aprender a lidar com as fatalidades do dia a dia.
   Quem tem Mercúrio em Escorpião são pessoas profundas, obsessivas, altamente possessivas, sutilmente manipuladores e tenazes em suas metas, agem por compulsão, são inquietas, insatisfeitas, sofrem mecanismos de repressão interna, têm lembranças dolorosas de fatos passados ou recentes.
   Com a Vênus também em Escorpião até o dia 07 de outubro de 2013, a experiência do amor continua intensa, comparado a fusão de corpos, a cumplicidade e vive uma dialética profunda. Pode ter uma incidência maior de separações se a relação for descomprometida, detonando aspectos cruéis da personalidade que podem derivar em ciúme doentio, dominação do parceiro, competição territorial, beirando a falta de escrúpulos.
   Junto da Vênus, Mercúrio estará no mesmo signo de Saturno que transita por Escorpião desde 05 de outubro de 2012. Onde o maior desafio é não resistir às mudanças, desapegar de velhas estruturas que vem nos limitando. Rever os valores (Vênus), revisar as bases em que nos apoiamos (Saturno), e quais desejos nos movem e para onde nos levam.
   Escorpião é o signo do dedo na ferida, é o gosto pela crise, ao mesmo tempo seu oposto Touro lida com valores materiais, os prazeres e a segurança que estes podem proporcionar. É hora de acertar as contas.
   Nestes dias podemos ter atitudes corajosas, superar medos e enfrentar as conseqüências, consciência tranqüila e estrutura firme, o escuro esta vindo à tona.
Tendências a violência doméstica, urbana, assédio moral e todo o tipo de ações agressivas, deveram cultivar atitudes respeitosas, não invadir a privacidade e o direito dos outros, os resultados podem ser imprevisíveis.
   Na saúde as doenças sexualmente transmissíveis estarão na pauta com maior seriedade, podem surgir novas DST mais resistentes, doenças epidêmicas, principalmente as de pele.
Mercúrio em Escorpião desenterra as dores inconscientes, trás a tona para curá-las, através da descoberta consciente e encaminhado a cura definitiva.
   As investigações em andamento devem ser concluídas. Segredos serão descobertos, coisas e pessoas perdidas devem aparecer. O que se esconde nas profundezas da nossa mente consciente surge trazendo cura, não antes sem provocar sofrimentos, conflitos violentos e muita agressividade, Mercúrio/Vênus/Saturno estarão em quadratura com Marte em Leão.
   Devemos nos focar no Sol em Libra para podermos encontrar o devido equilíbrio e harmonização lembrando que, na maioria das vezes, o que acusamos nos outros é o nosso próprio reflexo.

Vênus em Escorpião: http://www.pensandoceu.com.br/2013/09/venus-em-escorpiao-do-dia-12-desetembro.html#.UkZjWNLVDSs

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Astrologia e Saúde

                               Astrologia e Saúde          

Para quem tem Sol ou a cúspide da casa VI em:
Áries/Carneiro: Em termos de saúde, as partes vulneráveis das pessoas de Carneiro são a cabeça, o rosto e o cérebro, sendo igualmente suscetíveis a ferimentos e a doenças nestas zonas. Outras áreas mais sensíveis são o estômago e os rins. Problemas gastrointestinais, inflamações do apêndice, parasitoses, flatulências, transtornos internos de origem inflamatória. Tendência para acidentes nos olhos, mãos e pés. De uma maneira geral, as pessoas de Carneiro gozam de uma boa saúde, graças à força vital que lhes foi concedida por Áries/Carneiro e por Marte. Anatomia: Cabeça, rosto, cérebro, dentes superiores.

Touro: Têm uma constituição robusta. A fraqueza reside na zona do pescoço e da garganta. Têm tendência a sofrer de excessos gastronômicos, mas reanimam-se com música de qualidade. Pedra, disfunções renais, ciática; os cálculos e a diabetes também são enfermidades inerentes ao signo; a irritação da garganta e a amigdalite são freqüentes. Anatomia: Garganta, pescoço, orelhas, cordas vocais, língua, boca, amígdalas, dentes inferiores.

Gêmeos: Na saúde, as zonas vulneráveis são os ombros, os braços, as mãos e os pulmões; é nestas zonas que podem sofrer acidentes ou ferimentos. No entanto, o sistema nervoso é a zona mais nevrálgica, são os calcanhares de Aquiles em termos de saúde. Normalmente, são pessoas nervosas, que, devido à forma como o sistema nervoso funciona, não são abençoadas com uma serenidade mental nem física. Devem tentar manterem-se calmas e evitar preocupações o mais possível, caso contrário, sucumbirá de exaustão nervosa, tensão mental, irritabilidade, entre outras. Transtornos sexuais e inflamações dos órgãos reprodutores. Nalguns casos tendência para golpes no osso nasal e hemorróidas; espasmos urinários, fístulas, intoxicações. Doenças nervosas e pulmonares. Anatomia: Pulmões, clavícula, mãos, braços, ombros, sistema nervoso.

Câncer/Caranguejo: As pessoas de Caranguejo são caracterizadas pelas emoções ternas e sentimentais associadas à figura maternal, em oposição à retenção e ao autocontrole do Capricórnio, signo oposto ao do Caranguejo no Zodíaco, que é dominado pela figura paternal de Saturno. Quando está doente, cura-se energicamente e gosta que o médico lhe explique tudo o que diz respeito à sua doença. Munido destas informações, exige um tratamento de choque para acabar com ela o mais depressa possível. Doenças reumáticas, gota e ciática. É provável que exista propensão para a obesidade. Afecções do peito e do estômago. Grandes riscos de sofrer quedas ou feridas. Anatomia: Peito, estômago, lóbulos superiores do fígado.

Leão: Do ponto de vista da saúde, são capazes de utilizar a energia do Sol para proveito próprio. O ponto fraco no que concerne a saúde encontra-se no coração e na espinha. O excesso de esforço pode conduzir à exaustão. Grande parte das queixas concentra-se no coração, na espinha e nos olhos. Resistem ferozmente a ficarem de cama. Caso contrário, gozam de uma saúde de ferro. No Zodíaco, o Leão está situado no lado oposto ao Aquário, o epítome do pensamento livre e totalmente liberto do ego e de estruturas. Transtornos emocionais e depressões acentuadas. Inflamações nas articulações e doenças nos ossos, especialmente nos joelhos. Doenças do coração; enfermidades crônicas dos ossos e do sangue. Anatomia: Coração, flancos, parte superior das costas.

Virgem: A saúde é basicamente boa, porém os pontos fracos manifestam-se numa variedade de indisposições do sistema digestivo. Têm tendência para serem hipocondríacos e estão constantemente a tratar-se com remédios inventados. Cuidado para não se viciarem-se nas drogas ou no álcool, logo deve manter-se afastado destas substâncias o mais possível. Disfunções circulatórias, dores nas pernas. Predisposição para acidentes provocados por animais. Cólicas, dores e flatulências intestinais, disenteria, diarréia e afecções uterinas. Dispepsias e nalguns casos problemas no baço. Anatomia: Intestinos, fígado, pâncreas, vesícula, plexo inferior.

Libra/Balança: Um pouco de exercício e uma alimentação equilibrada, não demasiado salgada, permitirão que o nativo viva uma velhice tranqüila. No campo da saúde, os pontos vulneráveis são os rins, a região lombar e a pele; é na pele que têm mais problemas. Têm tendência a tensões nervosas, como tal, deveriam evitar a ansiedade e a depressão. No Zodíaco, o signo de Balança, que busca harmonia, equilíbrio e companheirismo, está localizado no lado oposto a Carneiro, que é caracterizado pelo egocentrismo e por uma atração pelas lutas e pelas batalhas. Alterações no quadro glandular linfático. Adiposidade. Pronunciados problemas nos pés devido a doenças do metatarso. Enfermidades do fígado, dos rins e das veias. Anatomia: Rins, apêndice, parte inferior das costas, glândulas supra-renais.

Escorpião: Estados febris e irregularidade visual. Dores de cabeça freqüentes e deficiências dentais. Tendência para acidentes. Afecções inflamatórias e tóxicas do sistema genital; afecções da cabeça e do cérebro. Anatomia: Órgãos genitais, ânus, órgãos de reprodução, bexiga.

Sagitário: No que diz respeito à saúde, as zonas vulneráveis são os pulmões e os membros inferiores; as doenças típicas são a gota, o reumatismo, as contusões, a ciática, etc. Afecções da laringe, faringe, floras, afonia e transtornos auditivos; ciática e reumatismo, varizes e inchaço das pernas. Em geral a saúde é boa. Anatomia: Quadris, coxas, parte superior das pernas.

Capricórnio: No domínio fisiológico, os pontos vulneráveis do Capricórnio são: os joelhos, as rótulas, os meniscos, as pernas, o esqueleto, a pele e os olhos. Com o tempo, terá tendência para desenvolver patologias ao nível do esqueleto e da pele que se traduzirão por reumatismos mais particularmente nos joelhos, psoríase, eczema, urticária, prurido e queda de cabelo precoce; é igualmente sujeito ao derramamento da sinóvia, à colite e aos problemas intestinais de todos os tipos. No seu interesse, deveria fazer exercícios de flexibilidade para reforçar a sua estrutura óssea e exercícios respiratórios para aumentar a sua capacidade torácica. Quando está doente, o nativo do Capricórnio cura-se energicamente e gosta que o médico lhe explique tudo o que diz respeito à sua doença. Munido destas informações, exige um tratamento de choque para acabar com ela o mais depressa possível. O ponto fraco em termos de saúde é o joelho, que é susceptível de ferimentos e doenças. Também sofrem dos dentes, ouvidos e da pele, bem como de prisão de ventre e de reumatismo, e deviam tentar evitar a ansiedade. Afecções produzidas pelo frio e obstruções, reumatismo, em especial nos joelhos, braços e mãos; afecções nervosas do estômago, cólicas e por vezes paralisia ou epilepsia. Anatomia: Joelhos e parte inferior das pernas.

Aquário: Quando fica doente, deve ser tranqüilizado pelo médico; tem tendência para agravar o seu caso através de um estado mórbido. O melhor remédio para o Aquário é a atividade e a distração; quando está ocupado, o Aquário está feliz e não tem tendência para pensar em coisas tristes. Na saúde, as pernas e os joelhos são as regiões físicas mais vulneráveis. São susceptíveis a problemas circulatórios e a choques elétricos. Embora, exteriormente, aparentam ser calma, a inquietação interior não se acalma com facilidade, e o sistema nervoso é muito sensível e delicado. O ponto fraco é a saúde mental, pois têm tendência para depressões, enxaquecas e doenças do foro neurológico. Ao cultivarem bons hábitos de higiene e de dieta alimentar, podem desenvolver uma imunidade a doenças físicas e mentais. Problemas no sangue, eczema, estados hepáticos, indigestão, neuralgia da cabeça e por vezes gota. Doenças do estômago. Anatomia: Tornozelos.

Peixes: O ponto vulnerável na saúde reside nos pés e respectivos dedos, e podem sofrer de doenças relacionadas com o fígado. Deveriam controlar o gosto pela boa comida. Peixes, com as suas profundezas emocionais, ausência de racionalidade e desatenção aos pormenores, está localizado no lado oposto a Virgem, de pensamento rápido, ordem, precisão e uma abordagem exageradamente crítica aos pormenores. Afecções dos pés e dos tornozelos, cólicas intestinais, problemas do coração e dos olhos. Tendência para afecções renais e nas mulheres doenças dos ovários ou irregularidades do sistema genital. Anatomia: Pés.

Por António Rosa da Cova do Urso - «Astrologando» - Vulnerabilidades físicas e anatómicas e a saúde dos signos


domingo, 22 de setembro de 2013

Plutão em Capricórnio em Movimento Direto

 Plutão em Capricórnio em Movimento Direto
   Analisando Plutão, a 08° de Capricórnio em movimento direto desde 20/09/2013, em quadratura com Urano em Áries, através das Casas do Mapa Natal, indicando onde temos que ser flexíveis e deixar o novo chegar sem resistências, evitando sofrimentos desnecessários.
   Em trânsito por Capricórnio desde 2008 e até março de 2023, Plutão/Hades o Senhor do Mundo de Baixo, das forças do inconsciente e representante da energia que gira e determina a evolução do universo, no seu infindável movimento cíclico.
   Age no invisível e provoca acontecimentos muitas vezes desastrosos, do nosso ponto de vista amedrontado, que pretende segurar o incontrolável e manter o imóvel e o mutável.
Podemos analisar o que ele nos indica, individualmente, analisando as casas do nosso Mapa Natal em que ele passa em trânsito. Na área da nossa vida que toca não deixa nada como encontrou, derruba paredes, limites, formas e padrões. Deixa no lugar o novo, a possibilidade de avanço, evolução e progresso. Como abrimos mão do seguro e conhecido, o tanto de teimosia e negação serão os responsáveis pela intensidade do sofrimento, desnecessário e plenamente evitável se colaborar com sua energia devastadora, que carrega pela frente qualquer resistência. A consciência da necessidade de fazermos mudanças nesta área, evita angustia e dores emocionais e materiais.
   A casa onde temos Capricórnio no nosso mapa é onde somos rígidos, lentos e fechados, mas também resistentes objetivos e práticos. Plutão em Capricórnio vem mudando as relações de trabalho, as estruturas sociais e formatos administrativos, vêm colocando por terra conceitos superados que não mais servem para a nova humanidade.
   A casa em que transita no nosso Mapa é onde precisamos mudar profundamente, nos harmonizar com o movimento coletivo. Plutão faz esta mudança, nos liberta do que não conseguíamos mudar, transcende limites e potencializa realizações, ajuda a ampliar os limites e reformula as estruturas da vida. Abaixo as influências para quem tem Ascendente em:

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Sol em Libra


                                Sol em Libra

   Partindo do principio de que o Sol, para a Astrologia, é o principio vital, o espírito, a luz e as características que podem tornar as nossas vidas produtivas e prazerosas ao serem compreendidas e desenvolvidas, a entrada do Sol em Libra remete para fora deste “Eu” e nos aponta o “Outro”, e toda a beleza e riqueza que isto representa.
  Com a vida começando no arquétipo de Áries, signo oposta a Libra, nascimento, atitude e impulso do “Eu” cumprimos o desafio do particular, e nos lançamos ao coletivo buscando parceria, diversidade, integração e harmonização dos desafios internos projetados no “Outro”.
   Quem nasce com o Sol em Libra, arquétipo da cooperação e harmonia, precisam do bom e do belo. Devem exercer a diplomacia, buscar equilíbrio entre seu eu e o outro, senso estético e saber apreciar as artes. Precisam das uniões amorosas e não suportam a solidão. Gosto em promover reuniões sociais, estar em grupos, conseguem manter distância emocional em situações de emergência e acham saídas adequadas quando sob pressão. Não suportam violência, tem ideal de justiça bastante elevado que muitas vezes não atinge seu aspecto prático, tem dificuldade para tomar decisões e transferem freqüentemente para os outros. As mulheres habitualmente têm grande admiração por seus pais e casa-se com homens que detém características semelhantes, são leais e devotadas.
   Adoram a vida das cidades onde há novidades, movimento e vida social. Gostam sempre de estar entre as pessoas conversando, trocando idéias, relacionam-se com o sexo oposto sem que tenha que haver um conteúdo erótico. Tem dificuldade para uma troca afetiva mais íntima, são intelectuais, não suportam ser exposta a situação de ridículo, tem tato, habilidade política e estratégia inatas. Desejam no casamento parceria, igualdade e a oportunidade de compartilhar, gostam de manipular pessoas, exigem o cumprimento dos compromissos firmados, procuram sempre manter as aparências. Podem suportar situações bastante desconfortáveis para manter a vida a dois, podem vivenciar o casamento como um jogo de poder.
   Situações dramáticas podem ocorrer quando há uma simbiose grande entre o casal, pode criar-se um clima onde seja acionado o arquétipo de mãe devoradora, ter muita dificuldade de vivenciar o lado lúdico do amor, onde utilizam sedução e as formas indiretas para agir e atingir seus objetivos.
   Neste ano o Sol vai estar em Libra de 22 de Setembro até 23 de outubro de 2013 (Equinócio de Primavera e Sabbats). Signo regido pela Vênus que representa a beleza, que em tempos de padrões estéticos definidos por interesses, deixando as pessoas frustradas em relação a sua própria beleza, pela dificuldade de se encaixar nos padrões, gerando conflitos e radicalizações, que vão se manifestam em desequilíbrios físicos e emocionais, se refletem de forma visível nas relações íntimas e sociais. O que não estiver em equilíbrio, depois deste período, estará doente de morte.
   A Vênus/Afrodite nasceu da espuma que se formou dos testículos de Urano que foram jogados no mar, ou seja, simbolicamente livre de padrões. Nasceu adulta e pronta para se relacionar, e este é o padrão da Vênus que rege Libra, a cópula, interação, sedução, ter prazer com o outro. Vênus rege o amor, o tesão e não necessariamente o romance, é o fogo que arrebata e nos impulsiona para fora de nós, para o outro.
   Neste ciclo da Vênus/Saturno/Nodo Norte em Escorpião, e o Sol/Mercúrio em Libra opostos a Urano em Áries ativando a Grande Cruz Cardinal: Áries/Libra/Júpiter em Câncer/Plutão em Capricórnio. Gerenciar conflitos acumulados, através do foco na negociação, equidade, ponderação, e na descoberta de alternativas criativas. Caso isto não ocorra provocarão enfrentamentos e convulsões sociais, proveniente de embates diplomáticos e radicalizações, em total desrespeito da vontade da maioria, e em defesa de interesses que não mais se sustentam, mesmo que estas minorias estejam tentando ganhar tempo, evitando o inevitável.
   O Sol/Mercúrio em Libra oposto a Urano em Áries estilhaça paradigmas e rompe acordos, amplia os limites formais, destrói preconceitos e evoluem comportamentos, não sem antes provocar conflitos, discussões violentas, disputas por poder, radicalizações filosóficas, religiosas e políticas. 

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Lua Cheia em Peixes e Prática Espiritual

Lua Cheia em Peixes e Prática Espiritual
    A Lua ingressou em Peixes, nesta terça-feira 17/09/2013 as 10h58’,deixando-nos mais sensíveis e emotivos. Momento para refletirmos sobre os nossos sentimentos, meditar, dedicar-nos às atividades místicas e espirituais. Estaremos mais empáticos, frágeis e somatizando energias densas ou negativas, o que pode nos deixar mais cansados física e emocionalmente.
   Peixes rege o sistema imunológico e com a Lua Cheia neste signo, a partir de quinta-feira as 08h12’, podem aparecer doenças que decorrem da baixa imunidade. Os recursos internos do arquétipo de Peixes serão de grande ajuda neste período, até a quinta-feira as 13h59’ quando entra em Áries.
Lua das fugas estratégicas na doença, fanatismo religioso e uso de drogas, favorece a liberação da criatividade e encontrar um lugar de conforto dentro de nós, diluindo maus sentimentos e achar formas de expressar nossa sensibilidade.
   Acentua a capacidade de sonhar e transcender obstáculos do inconsciente, razão pela qual devemos ter cautela no uso de drogas, inclusive álcool e remédios, evitar definir coisas práticas. Com a Lua e Netuno em Peixes podemos sentir, agir e transcender aos nossos problemas materiais, emocionais, sociais e buscar uma sintonia mais elevada de convívio humano, em nome da nossa rápida passagem por este plano. Não esquecendo que a harmonia com Saturno em Escorpião, no elemento Água, favorece a estruturação, se assim podemos chamar, da nossa percepção extra-sensorial, mediunidade e sensibilidade, poderem contribuir com os outros e com as mudanças que o planeta vem sofrendo. Ao invés de nos fechar em nossas pequenas questões de forma egoísta e sofredora.
   Práticas espirituais, meditação, oração e emanação de energias positivas podem ser uma grande saída. Podemos não ver as coisas com clareza, o que desfavorece questões práticas e objetivas. A Lua Cheia vem aí nos trazendo os resultados do que emanamos na Lua Nova para podermos avaliar e comemorar. Os 3 dias antes e depois da Lua Cheia são favoráveis ao que se deseja que seja popular, disseminado, divulgado e conhecido.

   Na quarta-feira 18 de setembro, em que nos encaminhamos para a Lua Cheia em Peixes, temos a Vênus em Escorpião em conjunção com Saturno e Nodo Norte. Durante estes dias devem ocorrer profundos impactos nos relacionamentos de toda ordem, pessoais, emocionais e comerciais, as questões sendo tratada a base do “tudo ou nada”.
   O clima tenso, suspeitas, desconfianças nas negociações e nas relações afetivas como um todo. Estes posicionamentos podem ressaltar a sensação de rejeição e o medo da traição. Emoções doentias como o ciúme exagerado e a tendência a fantasiar inimigos ou opositores imaginários. Vamos precisar exercitar a cautela e o bom senso, as rupturas feitas nesta época podem ser dramáticas e gerarem ressentimentos desproporcionais e violentos. Dias de reações viscerais com sede de vingança.
   Com a entrada da Lua Cheia em Peixes vamos precisar diluir esta energia com práticas espirituais, meditação, oração e emanações de energias positivas. Evoluir emocional e espiritualmente nas águas de Júpiter em Câncer em trígono com Netuno em Peixes. Favorecendo experiências espirituais iluminadas e o contato com forças espirituais de luz. Abrem-se canais positivos de expressão emocional e artística. Promovendo superação de traumas e criando chances de cura psíquica.
   Este aspecto cria um ambiente favorável à caridade e a compaixão, superar os sentimentos mesquinhos e nos afeiçoar mais ao próximo, por meio do amor incondicional e desapegado. Hora de transcender espiritualmente e buscar dentro de nós as nossas verdades mais íntimas e interiores.
   Júpiter trígono Netuno é pura consciência iluminada, oportunidade de dar mais um passo em direção do que realmente é verdadeiro e valioso em nosso ser. Emoção, inspiração e sentimentos amplificados por Júpiter em harmonia com a transcendência através do Amor Universal de Netuno em Peixes, nos ajudam a evoluir as tendências negativas do aspecto Vênus/Saturno/Nodo Norte em Escorpião.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Equinócio de Primavera e Sabbats


         Equinócio de Primavera e Sabbats

   Nestes 22 de setembro de 2013 as 22h44 teremos o Equinócio de Primavera no Hemisfério Sul. Para a astronomia, equinócio é o instante em que o Sol em sua órbita aparente, do ponto de vista da Terra, cruza o plano do equador celeste, a linha do equador terrestre projetada na esfera celeste. Ponto no qual a eclíptica cruza o equador celeste.
   A palavra equinócio vem do latim, aequus/igual e nox/noite, e significa "noites iguais", ocasiões em que o dia e a noite dura o mesmo tempo. Ao medir a duração do dia, considera-se que o nascer do Sol, alvorada, é o instante em que metade do círculo solar está acima do horizonte, e o pôr do Sol, crepúsculo, o instante em que o círculo solar está metade abaixo do horizonte. Assim o dia e a noite durante os equinócios têm igualmente 12 horas de duração.
   Os equinócios ocorrem nos meses de março e setembro quando definem mudanças de estação. Em março, o equinócio marca o início da primavera no hemisfério norte e do outono no hemisfério sul. Em setembro ocorre o inverso, quando o equinócio marca o início do outono no hemisfério norte e da primavera no hemisfério sul.
   Devido à órbita da Terra, as datas em que ocorrem os equinócios não dividem o ano em um número igual de dias. Isto ocorre porque quando a Terra está mais próxima do Sol (periélio) viaja mais depressa do que quando está mais longe (afélio).
   Para a Astrologia o Equinócio é o momento em que o Sol ingressa no signo de Libra. Signo que inaugura a passagem do íntimo do “Eu” para o encontro social no “Outro”, e para nós do Hemisfério Sul o primeiro dia da Primavera, a austral, associada ao reflorescimento da flora e da fauna terrestres e que termina no Solstício de Verão no dia 21 de dezembro. Neste 22 de setembro quando o "Deus" Sol entrar em Libra a "Deusa" Lua estará em Touro, signo da semente e de todas as raízes.
   A entrada da cada estação consta na roda do ano pagão, e assim em cada estação uma comemoração. Simboliza a concepção de tempo dos pagãos, principalmente a dos Celtas, que era um tanto quanto diferente da atual, eles não viam o tempo de forma linear, mas circular, cíclico. Seus calendários levavam em conta não só o ciclo solar, como é o nosso, mas também o ciclo lunar.
   Originários da tradição celta, os Sabbats ocorrem oito vezes ao ano, levando-se em conta a posição da Terra com relação ao Sol: Equinócios e Solstícios. Nessas ocasiões, na Wicca, são homenageadas duas divindades: a Deusa Mãe, ou simplesmente a “Deusa”, que simboliza a própria terra, e o Deus Cornífero, O Gamo Rei, protetor dos animais, dos rebanhos e da vida selvagem.
   Ostara é a festividade da primavera, comemorada no equinócio, rito de fertilidade que celebra o nascimento e o despertar da vida na Terra. Ele é basicamente um festival solar. Na agricultura, sinaliza o tempo em que as sementes são plantadas e começam o seu processo de crescimento. Ostara é tido como um momento de união e amor entre a Deusa (Lua) e o Deus (Sol), pois é um período de igualdade e equilíbrio entre as forças da natureza. Momento ideal para fortalecer a energia de complementaridade ente homem e mulher.
   Para os praticantes da Wicca, em Ostara o Deus Sol cresceu, tornando-se um jovem adulto. Ele está passando pela puberdade e suas forças são refletidas na vitalidade e no crescimento das plantas. Com a vitalidade dele vem o calor da Primavera e futuro plantio das próximas colheitas. Já a Deusa não é tida como a mãe nutridora, mas uma bonita virgem da primavera. Assim como em relação à natureza esse é o momento de plantar, hora de cultivarmos nossas sementes. Período de celebrar as mudanças do nosso corpo, pois nessa estação ficamos mais ativos, dormimos menos, comemos menos e gastamos mais tempo ao ar livre.
   Neste dia os praticantes de diversas religiões acendem fogueiras ao nascer do Sol, tocam sinos e decoram ovos cozidos, antigo costume pagão associado à Deusa saxônica Eostre, Deusa da Aurora e a Deusa alemã Ostara, ambas deusas da fertilidade.
   A primeira e mais preservada prática de Ostara é a decoração dos ovos. O ovo simboliza a fertilidade da Deusa e do Deus, o símbolo de toda criação. Ao decorá-los, estamos carregando-os como objetos mágicos, de acordo com as cores utilizadas. Outra tradição é esconder os ovos, e achá-los simboliza que a pessoa alcançará suas metas.
   O coelho também é um símbolo importante e tem uma estreita ligação com a Deusa Eostre, na qual um gentil coelho pedia favores a Deusa e em troca a presenteava com ovos decorados. Segundo a lenda a Deusa, ficou maravilhada com a beleza dos ovos, que desejou que toda a humanidade pudesse compartilhar de tamanha beleza e alegria. Assim, o coelho começou a viajar por todo o mundo na época do Equinócio da Primavera do Hemisfério Norte, presenteando a todos com seus ovos decorados.
   Nesse dia também, os antigos europeus iam até o campo para colher flores e as levavam para casa, pois acreditavam que as flores colhidas no Equinócio da Primavera eram mágicas, e através delas seriam capazes de se conectarem a energia de toda a Natureza. Essas flores eram secas e com elas eram feitos ornamentos para enfeitar as casas, até a Ostara do ano seguinte, em que eram trocadas por novas flores, assegurando assim a continuidade de sorte, saúde e felicidade.
   Na época do Equinócio de Primavera, os poderes da fase de armazenamento do ano são iguais aos da escuridão do inverno e da morte. Para os wiccanos também é época de começar a plantar, época do amor, de promessas e de decisões, pois a Terra e a natureza despertam para uma nova vida.
   Posteriormente, a igreja católica acabou por substituir às festividades pagãs de Ostara pela Páscoa, absorvendo muitos de seus costumes, inclusive os ovos e o coelhinho da Páscoa. Podemos perceber isso pelo próprio nome da Páscoa em inglês, Easter, muito semelhante à Eostre.
   Eostre também é a Deusa da Pureza, da Juventude e da Beleza. Era comum na época da Primavera recolher o orvalho para banhar-se ritualisticamente. Acreditava-se que orvalho colhido nessa época estava impregnado com as energias de purificação e juventude de Eostre, e por isso tinha a virtude de purificar e rejuvenescer.

Fonte: Wikipédia


terça-feira, 10 de setembro de 2013

Vênus em Escorpião

                         Vênus em Escorpião

   Do dia 12 de setembro até 07 de outubro de 2013 a Vênus estará em Escorpião e fará parte do Grande Trígono de Água entre Júpiter em Câncer, Saturno/Nodo Norte em Escorpião e Netuno/Quíron em Peixes. Durante estes dias devem ocorrer profundos impactos nos relacionamentos de toda ordem, pessoais, emocionais e comerciais,  as questões sendo tratadas a base do “tudo ou nada”.
   O clima tenso, suspeitas, desconfianças nas negociações e nas relações afetivas como um todo. Estes posicionamentos podem ressaltar a sensação de rejeição e o medo da traição. Emoções doentias como o ciúme exagerado e a tendência a fantasiar inimigos ou opositores imaginários.
   Vamos precisar exercitar a cautela e o bom senso, as rupturas feitas nesta época podem ser dramáticas e gerarem ressentimentos desproporcionais e violentos. Dias de reações viscerais com sede de vingança.  
   Vênus é regente de Touro/Libra e em Escorpião está em exílio. Isto quer dizer que esta Vênus tem suas características e performance limitadas ou subordinadas às características de Escorpião, que por natureza é avesso a superficialidade e as relações mornas. Quando esta Vênus se abre para um relacionamento é porque ele promete profundidade, inspira confiança e lealdade. Em conjunção com Saturno em Escorpião faz questão de compromisso, pacto, vínculo. Aqui a Vênus se expressa intensa e comprometida.
   Quem nasce com esta posição da Vênus são amantes exigentes e intensos. Sensibilidade para aprofundar o amor e no sexo sem limites. Intensos, passionais, intuitivos e telepáticos. Vão ao âmago das questões, olham nos olhos e exige honestidade, fidelidade e entrega total.
   Não rompem os relacionamentos em crise, são atraídos e sentem prazer nas dificuldades, buscam regeneração. Nunca se deve trair uma Vênus em Escorpião, ela vai virar as costas e sumir ou reagir violentamente.
   Podem passar grandes períodos sem ter um relacionamento por serem tão exigentes.     Quando se sentem amadas e seguras recompensam como nenhuma outra, na arte de amar e ser parceira. Como amiga é uma pessoa amorosa e leal.
   No plano material é super exigente e sabe batalhar pelo que quer, gosta dos bens materiais que trazem poder. Vivem paixões controladoras que beiram a morbidez. Podem entrar em estado depressivo se traídas ou abandonadas.
   Sedutora, encantadora, conhecedora profunda da arte do amor e do sexo, seu maior desafio é a intensidade e o altíssimo grau de exigência. Buscam parceiros que tenham conhecimento e inteligência emocional desenvolvida, caso contrário podem ficar paranóicas e focar num erotismo exacerbado. São pessoas dramáticas e sem limites na expressão da sua afetividade, tem necessidade de possuir e controlar o outro.
   As pessoas com Vênus em Escorpião precisam canalizar sua energia sexual e intensidade, são grandes cirurgiões, bruxos e terapeutas. Precisam cuidar da saúde emocional, descobrir que ao se perder são necessários os meios para se achar. Os órgãos sexuais e todo o aparelho reprodutor são os pontos psicossomáticos.
   Vênus dos detetives, policiais e investigadores me faz lembrar François Truffaut, cineasta francês e autoridade na obra do mestre do suspense Alfred Hitchcock, que declarou certa vez que era impossível não notar que ele filmava cenas de amor como cenas de crime e cenas de crime como cenas de amor. “Acontece que, nos filmes de Hitchcock, fazer amor e morrer são a mesma coisa", conclui Truffaut... Nada mais Vênus em Escorpião!

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Mercúrio em Libra

                            Mercúrio em Libra

   Mercúrio está em Libra desde a manhã de hoje 09/09/2013 as 07h06’. Na astrologia Mercúrio é um dos planetas pessoais junto com Vênus e Marte. Mais próximo da Terra faz a ligação entre o Sol /Espírito e a Lua/Emoção, é a mente analítica, forma como pensamos e falamos, rege Gêmeos e Virgem.
   Nunca o encontramos a mais de 28 graus de distância do Sol, por isto não aparece no céu à noite, só se apresentando de forma visível um pouco depois do pôr-do-sol e um pouco antes do amanhecer. Quando posicionado no mesmo signo que o Sol, ele vai reforçar ainda mais a expressão daquele signo. No mapa astral podemos encontrá-lo dois signos à frente, dois atrás ou no mesmo signo do Sol.
   Quem tem Mercúrio em Libra no mapa natal busca cooperação, harmonia, equilíbrio, e um senso ideal da justiça baseado no bom, belo e estético. Sabem apreciar as artes de um modo geral. Buscam uniões amorosas e não suportam a solidão. Precisam promover reuniões sociais, estar em grupos, não gosta de ver alguém solitário, conseguem manter distância emocional em situações de emergência e acham saídas adequadas quando sob pressão. Não suportam violência e nem sujeira, tem dificuldade para tomar decisões e transferem freqüentemente para os outros as decisões. Possuem enorme capacidade analítica e talento para as artes, literatura e direito.
   O mensageiro dos Deuses que usa um chapéu e sandálias alados que lhe dá poder de transmitir mensagens em grande velocidade. Mercúrio rege a transmissão de dados e mensagens de forma imediata, inclui poder ao pensamento rápido e raciocínio baseado na lógica.
   Quando Mercúrio se encontra nos signos do elemento Ar – Gêmeos, Libra e Aquário – se manifesta através da mente rápida, desapegada, racional e agiliza as comunicações.
   Libra é o signo do encontro do Eu com o Outro. Tempos de ouvir mais do que falar. Mercúrio em Libra é diplomático, ponderado e busca o entendimento e o encontro do meio do caminho, beneficia a diplomacia.
   Do dia 09 até 29 de setembro de 2013, Mercúrio fará quadratura com Júpiter em Câncer, oposição com Urano em Áries e quadratura com Plutão em Capricórnio. Estes aspectos indicam tensões e exageros nas conversas, excesso de argumentações e tentativas de manipulação das leis e normas estabelecidas. Traições e rompimentos de acordos e tratados.
   Oposto a Urano indica conflitos por autonomia, direitos individuais e coletivos. Devemos buscar harmonizar opostos, pois ocorrerão conflitos por radicalizações e abuso de poder bélico e econômico. Em quadratura com Plutão indica rompimento de acordos diplomáticos e devem ocorrer rachaduras nas organizações e na política internacional, dando origem a um novo modo de negociação e acordos.
   As mudanças de comportamento estarão manifestadas nas sementes de uma nova ordem, inauguram um novo desenho dos fóruns decisórios mundiais e estabelecem novos métodos diplomáticos.
   Devemos exercer a capacidade de Mercúrio em Libra de ouvir, buscar o equilíbrio através da capacidade de aprender e evoluir através da experiência alheia. Compreender o ponto de vista dos outros e com isto tornar mais fácil nos relacionar. Nestes primeiros dias, sob a influência da Vênus em Libra, signo que rege e onde está no seu domicílio, Mercúrio tende a se comunicar buscando o entendimento e as divergências ou mal-entendidos podem ser eliminados de modo harmonioso e civilizado, através do diálogo.

  


Astrologia e o Tarô

         
   Encontrei na internet e resolvi postar no blog por que entendo que a  compreensão do Tarô é muito significativa no estudo da Astrologia. Amplia nossa interpretação fazendo com que a mente se alie a emoção, expandido a sensitividade e a percepção extra-sensorial, através dos arquétipos da psiquê humana, como Jung denominou as 22 lâminas dos arcanos maiores do Tarô.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Lua e o "Eu" Inconsciente

                        A Lua e o “Eu” Inconsciente

   Venerada como divindade na antiguidade, a Lua foi vinculada ao feminino, a fecundidade, a fragilidade, a mãe, a nutrição e a instabilidade. É a energia da nossa natureza emocional e, o signo em que se encontra define esta natureza arquetípica.
   A Lua revela as manifestações do inconsciente, simboliza a nossa alma, os nossos sonhos, as nossas fantasias e outras manifestações do “eu” profundo e inconsciente. Como guardamos as impressões das experiências vividas, nosso humor e como reagimos. Representa o passado, o condicionamento, a imaginação, as viagens, as mudanças temporárias, intuição, sonhos, fantasia, o yin, desejos, emoção, instinto, alma, a mãe, feminilidade, o lado inconsciente da personalidade, a energia passiva, a família, a casa, a sensibilidade, os assuntos domésticos, a saúde e o cotidiano.
   Na interpretação astrológica governa os nossos instintos mais básicos e primários, a nossa maneira intuitiva de ser, o nosso lado mais sensível e emocional.
   A casa em que Lua se localiza em nosso mapa recebe essa energia fluida e impressionável. Possui força para dar e receber nutrição física e emocional, mas também insegurança e sensibilidades fora de controle.
   No mapa natal, o signo e casa da Lua oferecem uma descrição bastante detalhada do tipo de coisas que nos proporcionam sensação de segurança. Nossa fome lunar é uma característica humana básica, apesar dos modos de expressão variarem. Se não soubermos como acolher e expressar nossa condição lunar, a Lua não consegue operar diretamente através da personalidade, vai se manifestar indiretamente, através dos mecanismos cegos que adotamos quando estamos inconscientemente ansiosos e precisamos recuperar a segurança, criando assim nossos comportamentos compulsivos.
   Todos têm algum grau de compulsão, pois a vida muitas vezes é realmente insegura, mutável e desconhecida. Ninguém tem segurança suficiente para nunca ter medo. Se conseguirmos conhecer, aceitar e respeitar nossa Lua podemos aprender a nos nutrir adequadamente, o que permita lidar com a ansiedade de forma mais sensata e criativa.
   Aqui aprendemos como reagir emocionalmente a todas as forças estimulantes da vida. Através da prática, desenvolvemos padrões de reação que se tornam estruturas construtoras de atitudes. Conhecendo as estações ou as mudanças que fluem interiormente, vamos alcançar e manter uma reflexão clara e precisa do ser, não somente através de nossos próprios olhos, mas através dos olhos dos outros.
   A elevação da consciência através da posição da Lua é, na verdade, uma tarefa muito trabalhosa. Isso não significa que um indivíduo precisa exercitar o controle emocional, mas sim que precisamos alcançar a harmonia emocional. Freqüentemente essas duas coisas não são iguais. Controlar nossas emoções, levando em consideração os fatores desagradáveis fora de nós mesmos, é como usar um guarda-chuva, nos proteger, e ao mesmo tempo ter a possibilidade de escolher entre sol e chuva, gostaríamos que não chovesse, mas chove, e só o que podemos mudar são as nossas impressões sobre ela.
   A verdadeira harmonia emocional vem do reconhecimento de que não podemos mudar o tempo, mas, certamente, podemos mudar a maneira de nos aliarmos a ele.
   O bambu que verga na tempestade enquanto suas folhas voam com o vento, ergue-se novamente quando a tempestade se acalma, recupera seu esplendor e movimento. Ao mesmo tempo, uma árvore frágil sempre é destruída pela tempestade.
   Os delicados galhos e folhas do bambu são muito parecidos com a natureza emocional do homem, que é representada pela Lua. Embora os galhos e folhas se curvem a cada brisa, nós temos a consciência de que a sobrevivência depende de nossa capacidade de manter a ligação ao tronco da árvore, que é representado na linguagem astrologica pelo Sol.


segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Lua Nova em Virgem

                             Lua Nova em Virgem

   A Lua Nova, dia 05 de setembro de 2013, é a semente do ciclo lunar que começa e define o final do ciclo de 28 dias anteriores. Nesta fase a Lua nasce e se põe junto com o Sol e, se estiverem na mesma declinação e longitude, acontece o alinhamento perfeito que dá origem ao Eclipse Solar. A face visível está totalmente às escuras e a face oculta está iluminada. Simboliza um novo impulso ou oportunidade de crescimento. Ficamos livres e aliviados do ciclo anterior, libertos das pressões do mês lunar anterior, o que vai ser gerado nesse mês começa a emergir gradualmente.
   Nessa fase o que se quer desenvolver pode ser apenas uma possibilidade, precisa ser definido e alimentado nas semanas que virão. Além disso, o início do ciclo é sempre cercado de fantasmas e de assuntos inacabados dos ciclos anteriores.
A Lua Nova é ativa, incita uma nova atitude emocional, distinguir a intenção, ter novas propostas a realizar.
   Nestes dias temos acesso a uma vibração calma e criteriosa, que pode render maior estabilidade,  plantar decisões e planejar projetos.
   O signo onde ocorre a Lua Nova representa as qualidades deste novo impulso e, ao mesmo tempo o antídoto, as soluções para se eliminar os restos deixados pelo ciclo anterior.
   O trânsito do Sol no signo de Virgem no fim do inverno, hemisfério sul, e do verão no hemisfério norte, são tempos de purificações, limpezas e aprimoramentos.
   Com a Lua Nova em Virgem devemos planejar e organizar, separar o joio do trigo. Ver o que queremos realizar e que ainda não conseguimos. Anotar com clareza o que está pendente para quando a oportunidade se apresentar estarmos preparados e organizados. Devemos nos livrar daquilo que não será mais realizado, que perdeu o sentido, não é mais importante e que só está acumulando peso e espaço nas nossas mentes e gavetas. Olhar com calma para cada um dos projetos, fazer um balanço objetivar prazos, energia e disponibilidade. Fazer escolhas de forma rigorosa e clara.
   Tratamentos de saúde e o desenvolvimento espiritual são assuntos beneficiados por este trânsito. As pessoas estarão se mostrando mais bondosas, compreensivas e tolerantes.
   A Lua Nova é conhecida como a Lua dos mistérios, do que não se revela claramente, do oculto, das finalizações, da morte, mas também do renascimento e inícios. Os dias de Lua Nova são muito intensos emocionalmente, há um clima de introspecção, e por isso é uma oportunidade de revisão.
   O Sol e a Lua formando uma conjunção assinalam uma tremenda concentração de energia, mas ela ocorre longe da nossa vista, o que sugere muita energia, mas pouca consciência, uma característica comum a todos os começos.
   Gostamos de pensar que nos orientamos no sentido das novas direções que desejamos, mas o mais freqüente é começarmos os nossos novos ciclos como a Lua Nova, no escuro. Isto se assemelha ao momento da concepção, outra conjunção divina que ocorre longe da nossa visão. Só descobrimos aquilo que iniciamos muito depois de o termo iniciado.
   Ao agirmos no escuro estamos sentindo o nosso caminho, mas não sabemos ao certo para onde ele nos irá levar. Isto define a energia especial das conjunções, quer se trate de uma Lua Nova, ou de quaisquer planetas em trânsito que formem este aspecto.
   Organizar, limpar e ter atitudes humildes frente ao infinito desconhecido que temos ao nosso redor e a nossa frente. Acreditar e projetar luz e fé para nossas vidas e para a nossa casa, o maravilhoso planeta Terra, que se encontra em profunda transformação nas suas estruturas, Plutão em Capricórnio, abalado por convulsões, genocídios e violências de toda espécie, Urano em Áries. O amargo do remédio pode ser o inicio da cura.