Translate

domingo, 28 de julho de 2013

Lua Negra/Lilith em Câncer

                   Lua Negra/Lilith em Câncer

   A Lua Negra/Lillith em trânsito iniciou sua passagem por Câncer/Caranguejo em 10/06/2013, onde permanece até 04/03/2014, signo onde está em exílio, trazendo a tona os assuntos mal resolvidos do arquétipo de Câncer/Caranguejo, vida privada, família e origem. Primeira infância e bases da formação da vida, raiz, o que se trás, DNA. Herança do pai e final da vida. Como vemos nosso lar e desenvolvemos nossa segurança emocional.
   A casa onde temos Câncer/Caranguejo no nosso Mapa Natal será a área que servirá de cenário para os acontecimentos relacionados a estas experiências. A Luz que traz a Sombra para a consciência e a conseqüente evolução, superação e libertação.
   Devo lembrar de que a Lua Negra, em trânsito, não provoca absolutamente nada, nós que criamos. Na expectativa de que vai ter um trânsito, já esperamos algo, sintonizamos, abrimos canal, então realmente acontece, então fui eu que teci. Com Mercúrio a 16°, Marte a 10°, Júpiter a 07° e a Lua Negra a 05° de Câncer achei oportuno falar do trânsito deste ponto de apogeu da órbita lunar projetado na eclíptica zodiacal.
   Segundo Carl G. Jung “uma palavra ou uma imagem é simbólica quando implica alguma coisa além de seu significado manifesto e imediato. Esta palavra ou esta imagem tem um aspecto inconsciente, mais amplo, que nunca é precisamente definido ou de todo explicado”. Lillith se encaixa perfeitamente nesta visão jungueana de complexa simbologia mística, onde o inconsciente é manifestado em todas as suas expressões.
   A Lilith simboliza a sombra citada por Jung, que muitos preferimos evitar, mas que é imprescindível para a integração da nossa personalidade, como forma de nos tornarmos adultos e assumirmos as escolhas que fizemos na vida.
   Lua Negra em Câncer simboliza as insatisfações familiares, com a história pessoal, a educação e a formação que recebeu. Quem tem este posicionamento é, geralmente, rigoroso e exigente no processo de formação de um lar, mas acaba concretizando algo que não corresponde as suas expectativas. As vezes vive de casa em casa, de convivência em convivência, tentando realizar algum ideal oculto de vida familiar. Inclina-se a atribuir muitas de suas frustrações e derrotas aos seus pais ou familiares.Vida interior bastante intensa, com relativa facilidade de acesso a sua realidade mais profunda. Devoção apaixonada pelas crianças acompanhada de impaciência em aceita-las como realmente são.
   Em trânsito, a Lua Negra indica-nos alguma forma de castração ou frustração, freqüentemente nos assuntos relacionados ao desejo, uma incapacidade da psique, ou uma inibição em geral. Por outro lado também aponta nossas áreas de autoquestionamento, a nossa vida, nossos trabalhos, nossas crenças. Sua importância se dá pela oportunidade de abrir mão de algo. A Lua Negra mostra onde podemos deixar que a Totalidade fale dentro de nós, sem atravessar o “Eu” pelo caminho, sem erigir um muro formado pelo nosso ego. Ao mesmo tempo, ela não nos indica passividade, ao contrário, simboliza a firme vontade de mantermo-nos abertos e confiantes, deixar que o Mundo Transcendental infiltre-se em nós, confiando inteiramente nas grandes Leis do Universo, naquilo que chamamos Deus. Ao nos preparar para essa abertura, a Lua Negra reflete a criação de um vazio necessário.
   Neste período de Lua Negra/Lilith em Câncer podemos atuar na inversão e nos encontrar com a Grande Mãe, a Deusa que se encontra dentro de todos nós. Descartar todo sentimento de mágoa, ressentimento, culpa, projeção e toda sorte de emoções de baixa vibração. Nutrir sentimento de responsabilidade, solidariedade, gratidão, compaixão, respeito por nossas existências individuais e pelo coletivo, e com isto preparar o nascimento da nova humanidade, com base no Amor. Encontrar a luz do nosso interior, aptos a vivenciar as mudanças que estão ocorrendo em torno, no planeta e no universo.