Translate

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Júpiter em Câncer oposto a Plutão em Capricórnio

   Júpiter em Câncer oposto a Plutão em Capricórnio

   No céu desde este final de Julho até 31 de Agosto de 2013, Júpiter a 07° de Câncer faz oposição a Plutão a 9° de Capricórnio.
   Júpiter está relacionado com a sorte, à fartura e a abundâncias, e assim como o planeta físico que emite mais calor do que absorve do Sol, Júpiter em Câncer tem a possibilidade de ter sua própria fonte interna de abastecimento emocional, riquezas de todas as espécies emanam de um Júpiter exaltado.
   Fazendo oposição a Plutão, Júpiter altera as leis, as normas e critérios de instituições, empresas e constituições de países. Mudanças na condução das negociações de paz ou declarações de guerra. Espera-se queda ou ascensão de novas lideranças de maneira drástica. Estes planetas estão relacionados com a política e devem potencializar mudanças importantes ao longo de 2013, no mundo todo.
   Plutão o Senhor do mundo de baixo, em trânsito por Capricórnio, desde 2008 até março de 2023, atua nas forças do inconsciente e representa a energia que gira e determina a evolução do universo, no seu infindável movimento cíclico. Age no invisível e provoca acontecimentos muitas vezes desastrosos, do nosso ponto de vista amedrontado, que pretende segurar o incontrolável e manter imóvel o mutável.
   Capricórnio é o signo das estruturas físicas, sociais e dos limites das nossas existências individuais e do coletivo. Relacionado também à tradição e a cultura de um modo geral. Plutão em Capricórnio revela o poder da experiência, das tradições e do conhecimento. Trás com ele as limitações, dificuldades, fragilidades e necessidade de regeneração, cura, promovendo transformações radicais na ordem e nas estruturas da vida e da sociedade.
   Júpiter ao longo do ano também fará aspectos importantes com Saturno em Escorpião, Urano em Áries, Netuno em Peixes. Estarão em evidência os assuntos religiosos e filosóficos. Descobertas importantes na medicina, que irão contribuir com a longevidade e a qualidade da vida humana no planeta.
   Júpiter e Plutão regem as  forças pessoais e as forças superiores,  religiosidade e o modo como se produz conhecimento. Planetas de profundidade, cada um ao seu modo, nenhum dos dois pode ser associado a posturas leves, superficiais ou levianas.
   Todos nós devemos nos responsabilizar pela transformação espiritual dos que estão próximos. Vamos presenciar grandes escândalos de enriquecimentos ilícitos, corrupção e casos surpreendentes e chocantes nas instituições públicas e financeiras. Haverá rupturas para que as leis e as normas que regem os relacionamentos humanos sejam profundamente transformadas, dando passagem a nova humanidade e suas regras.
   Individualmente este aspecto irá atuar nas casas que temos Câncer e Capricórnio no nosso Mapa Natal. Vão nos conectar as mudanças coletivas através destas áreas das nossas vidas. Os acontecimentos podem ter grande importância transformadora e possibilitar eventos surpreendentemente positivos e incontroláveis, para isto precisamos estar permeáveis e resilientes.
   Os acontecimentos deste período terão importância transformadora dos nossos sentimentos e auto estima  e revolucionarão nossas condições de vida. 

domingo, 28 de julho de 2013

Lua Negra/Lilith em Câncer

                   Lua Negra/Lilith em Câncer

   A Lua Negra/Lillith em trânsito iniciou sua passagem por Câncer/Caranguejo em 10/06/2013, onde permanece até 04/03/2014, signo onde está em exílio, trazendo a tona os assuntos mal resolvidos do arquétipo de Câncer/Caranguejo, vida privada, família e origem. Primeira infância e bases da formação da vida, raiz, o que se trás, DNA. Herança do pai e final da vida. Como vemos nosso lar e desenvolvemos nossa segurança emocional.
   A casa onde temos Câncer/Caranguejo no nosso Mapa Natal será a área que servirá de cenário para os acontecimentos relacionados a estas experiências. A Luz que traz a Sombra para a consciência e a conseqüente evolução, superação e libertação.
   Devo lembrar de que a Lua Negra, em trânsito, não provoca absolutamente nada, nós que criamos. Na expectativa de que vai ter um trânsito, já esperamos algo, sintonizamos, abrimos canal, então realmente acontece, então fui eu que teci. Com Mercúrio a 16°, Marte a 10°, Júpiter a 07° e a Lua Negra a 05° de Câncer achei oportuno falar do trânsito deste ponto de apogeu da órbita lunar projetado na eclíptica zodiacal.
   Segundo Carl G. Jung “uma palavra ou uma imagem é simbólica quando implica alguma coisa além de seu significado manifesto e imediato. Esta palavra ou esta imagem tem um aspecto inconsciente, mais amplo, que nunca é precisamente definido ou de todo explicado”. Lillith se encaixa perfeitamente nesta visão jungueana de complexa simbologia mística, onde o inconsciente é manifestado em todas as suas expressões.
   A Lilith simboliza a sombra citada por Jung, que muitos preferimos evitar, mas que é imprescindível para a integração da nossa personalidade, como forma de nos tornarmos adultos e assumirmos as escolhas que fizemos na vida.
   Lua Negra em Câncer simboliza as insatisfações familiares, com a história pessoal, a educação e a formação que recebeu. Quem tem este posicionamento é, geralmente, rigoroso e exigente no processo de formação de um lar, mas acaba concretizando algo que não corresponde as suas expectativas. As vezes vive de casa em casa, de convivência em convivência, tentando realizar algum ideal oculto de vida familiar. Inclina-se a atribuir muitas de suas frustrações e derrotas aos seus pais ou familiares.Vida interior bastante intensa, com relativa facilidade de acesso a sua realidade mais profunda. Devoção apaixonada pelas crianças acompanhada de impaciência em aceita-las como realmente são.
   Em trânsito, a Lua Negra indica-nos alguma forma de castração ou frustração, freqüentemente nos assuntos relacionados ao desejo, uma incapacidade da psique, ou uma inibição em geral. Por outro lado também aponta nossas áreas de autoquestionamento, a nossa vida, nossos trabalhos, nossas crenças. Sua importância se dá pela oportunidade de abrir mão de algo. A Lua Negra mostra onde podemos deixar que a Totalidade fale dentro de nós, sem atravessar o “Eu” pelo caminho, sem erigir um muro formado pelo nosso ego. Ao mesmo tempo, ela não nos indica passividade, ao contrário, simboliza a firme vontade de mantermo-nos abertos e confiantes, deixar que o Mundo Transcendental infiltre-se em nós, confiando inteiramente nas grandes Leis do Universo, naquilo que chamamos Deus. Ao nos preparar para essa abertura, a Lua Negra reflete a criação de um vazio necessário.
   Neste período de Lua Negra/Lilith em Câncer podemos atuar na inversão e nos encontrar com a Grande Mãe, a Deusa que se encontra dentro de todos nós. Descartar todo sentimento de mágoa, ressentimento, culpa, projeção e toda sorte de emoções de baixa vibração. Nutrir sentimento de responsabilidade, solidariedade, gratidão, compaixão, respeito por nossas existências individuais e pelo coletivo, e com isto preparar o nascimento da nova humanidade, com base no Amor. Encontrar a luz do nosso interior, aptos a vivenciar as mudanças que estão ocorrendo em torno, no planeta e no universo.

sábado, 27 de julho de 2013

Eras Astrológicas e a Nova Era

              Eras Astrológicas e a Nova Era

   A Astrologia na antiguidade era considerada a chave de todas as ciências humanas e naturais, e tenho inúmeras razões que algum dia se descubra que possui inúmeros fundamentos para ocupar novamente esta posição.
   A Astrologia teve sua origem, por volta do ano 3000 a.C., provavelmente na cidade de Ur, supostamente a pátria de Abraão, fundada no 4º milênio a.C., por um povo do norte da Mesopotâmia, os Sumérios. Este povo tinha um grande interesse pela observação do céu, eles o relacionavam a uma grande abóbada de veludo negro onde as estrelas estavam fixas como enfeites de brilhantes. Observavam que além do Sol e da Lua mais cinco estrelas apresentavam um movimento mais rápido que as outras, eram os planetas Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno.
   Mais tarde foram os Caldeus que introduziram a Astrologia como hoje é conhecida. As estrelas foram agrupadas em constelações, para servirem como marcadores do movimento dos planetas. O Zodíaco, ou o Caminho de Anu, era a rota seguida no céu pelo Sol, Lua e planetas, sempre pela mesma massa de estrelas, as Constelações Zodiacais. A divisão do Zodíaco em doze partes talvez tenha vindo da divisão em doze partes de duas horas do dia dos Caldeus.
   Nas lojas da Maçonaria, templos, onde sempre se vê representados os signos do zodíaco e a abóbada celeste, serviram de veículo para a difusão de ensinamentos da Astrologia e, com certeza, foram nestas lojas que a Astrologia floresceu em nosso país, em especial no Rio de Janeiro.
   Grande Ano, em Astrologia, é o período de 25.858 anos que a terra leva para percorrer todos os signos do zodíaco. Esse período é constituído por doze Grandes Meses, cada um dos quais com uma duração aproximadamente de 2.000 anos. Um Grande Mês, assim, corresponde a uma Era, regida por um dos doze signos, que se seguem, em sentido decrescente.

Era de Leão - (de 10.000 a.C. a 8.000 a.C) - Era mais antiga da qual é possível ter conhecimento. Governada pelo signo de Leão, cujo astro regente é o Sol, e marcou um período dominado pela criação, o homem começou a cultivar as plantas, a criar os animais e a polir a pedra e adquirindo os meios para um rápido progresso. Iniciava-se o Período Neolítico da Pré Historia, o inicio da civilização estratificada.

Era de Câncer/Caranguejo - (de 8.000 a. C a 6.000 a.C) - Com o termino da Idade de Gelo, por volta de 9.000 a.C, o homem deixou as cavernas e começou a construir as suas habitações, abandonando o nomadismo e tornando-se sedentário. Sob o governo de Câncer/Caranguejo, signo da maternidade e do lar, regido pela Lua, a “mãe universal”, princípio feminino que fertiliza todas as coisas, e a humanidade começou a se estruturar socialmente por meio da família.

Era de Gêmeos - (de 6.000 a.C a 4.000 a.C) - Esta Era foi caracterizada pelo dinamismo e pela elaboração dos grandes projetos humanos. Governada por Gêmeos, regido por Mercúrio, o representante do intelecto. Era de grande efervescência intelectual, de muita curiosidade e de um dos mais valiosos tesouros: a escrita. O homem começou a fixar as suas idéias e a registrar a sua própria memória. Começava a Historia escrita.

Era de Touro - (de 4.000 a.C a 2.000 a.C) - Representando a força criativa de Áries, transformada nos poderes de fecundação e procriação da natureza. Com uma energia de solidez e riqueza, significou o florescimento de grandes civilizações humanas, como a egípcia. Período de grandes progressos materiais, a Era de Touro legou à humanidade cidades importantes, como por exemplo, Tebas e Mênfis, no Egito, onde era cultuado Àpis, o touro sagrado.

Era de Áries/Carneiro - (de 2.000 a. C a 0) - Sendo regido por Marte, Deus da Guerra, na mitologia romana, foi caracterizada por grande atividade bélica, com muitas invasões e muitas lutas entre os povos. Um exemplo é o território antigo da Grécia, que sofreu, durante esse período, diversas invasões, as mais produtivas delas foram às dos Dórios e dos Jônios, já que, dessa miscigenação de povos, surgiu à magnífica cultura grega, que tanta influência teve nos destinos da humanidade.

Era de Peixes - (de 0 a 2.000 d.C) - Regido por Peixes, signo da fé, da piedade, da compaixão, do espírito de sacrifício e do misticismo, este período tem como seu fato mais marcante o surgimento do Cristianismo, que como religião é o típico exemplo da mentalidade de Peixes. O signo influenciou tanto este período, que o seu símbolo, dois peixes, dispostos lado a lado, mas em sentindo inverso, simbolizando o momento final da liberação do espírito das malhas matérias, acabou se tornando o sinal secreto dos que aderiam à fé cristã. Este foi o período dos “pescadores de homens”.

Era de Aquário - (de 2.000 d.C a 4.000 d.C) – Esta Era iniciou no ano 2.000, tem como mensagem especial o humanitarismo. Nela ocorrerá uma reconciliação entre a ciência e o homem, entre as mais fantásticas descobertas da mente cientifica e das verdades eternas, tem sido motor e dínamo da humanidade. Regido por Aquário, signo da originalidade, da independência, da lealdade, da ação, à vontade de mudar e de criar, além de uma grande preocupação com o futuro da humanidade. Nesse período, os homens terão a oportunidade de transformar o mundo, tornando-se mais felizes e prósperos. Poderão também dertruí-lo, mesmo que a prudência seja uma característica de Aquário.

   A liberdade é direito de Aquário, simbolizado por Ganimedes, anjo derramando sobre a humanidade o cântaro do saber; saber que, se for bem utilizado pode ser um meio de acesso à liberdade, com a condição de que aceite a superioridade do iniciado. Só o iniciado, o sábio, poderá reconhecer os limites além dos quais não poderá ir, pois esta é a maneira dele chegar ao conhecimento dos mistérios divinos.
   Essa ligação com o divino, da qual Moisés é um símbolo, o respeito às leis divinas, fundamentais para uma existência pacífica e harmoniosa, serão também assinalados pelo signo frontal a Aquário, Leão, cujo símbolo é o Sol, símbolo do UM, símbolo de Deus.
   Libra, Gêmeos e Aquário são os signos do Ar do Zodíaco, que são símbolos do espírito e do cosmos, que o iniciado deve procurar conhecer e compreender.
   A igualdade é o símbolo de Libra/Balança, símbolo universal do equilíbrio, da legalidade e da justiça, concretizado pelo senso da diplomacia e da cortesia. Libra/Balança significa um caráter afável, sentido de justiça, harmonia e sociabilidade, que são todos atributos da igualdade.
   A fraternidade é perfeitamente ilustrada pelo signo de Gêmeos em sua dualidade, que são os míticos Castor e Pólux, irmãos gêmeos da mitologia, cada um desempenhando seu papel sem nenhuma proeminência sobre o outro. O signo de Gêmeos é dual, porque simboliza o momento em que a força criativa de Áries e Touro dividem-se em duas correntes, uma tem sentido ascensional, espiritual, e a outra é descendente no sentido da multiplicidade das formas e do mundo fenomênico.
   Considerando-se que o oposto a Gêmeos é Sagitário, governado por Júpiter/Zeus, Deus do qual todos os homens emanam, o que nos faz irmãos uns dos outros, com cada um procurando-o à sua maneira.
   Uma das primeiras lições que aquele que recebe a Luz é justamente da simbologia e da importância da depuração pessoal ou “limpeza” pelos quatro elementos: Terra, Água, Ar e Fogo. Estes são os elementos básicos que formam toda a criação no estudo da Astrologia.
   Compreendendo as características destes elementos podemos compreender o todo, pois tudo o que existe foi criado com esta matéria prima básica.  Nas antigas tradições iniciáticas, aquele que domina os elementos tornava-se igual e semelhante ao Sábio.
   O iniciado deve dominar os elementos em seu universo particular. A Terra vencendo o medo do desmoronamento, a melancolia, a avareza, a falta de horizontes em circunstâncias que elevariam ao máximo estas tendências, como por exemplo estar dentro de um buraco ou caverna estreita, úmida e profunda.
   A Água deveria ser dominada, por exemplo, dentro de um rio caudaloso e com correnteza violenta, vencendo-se a incerteza, a insegurança, a sensação de abandono e da falta de apoio.
   O Ar deveria ser dominado nas alturas de um precipício ou montanha, vencendo a vertigem, o desequilíbrio, a dificuldade de respiração em função da apreensão.
   O Fogo deveria ser dominado dentro de um salão incendiado, ou com o iniciado circundado por três enormes fogueiras, devendo controlar suas reações quanto ao calor, à luz excessiva e à sensação de proximidade com um poder terrível que pode destruí-lo.
   Em 21 de dezembro de 2012 começou o "Sexto Sol" e com ele um novo paradigma, que é baseado no "eu", saber-se e conhecer o universo. Segundo os Maias nosso sistema solar em seu caminho orbital em torno de Alcyone, o Sol Central das Plêiades, estava em um ponto longe da luz do Sol Central da Via Láctea "Hunab Ku".
   Estamos agora mais perto da luz e longe do escuro, a Era da Luz começou oficialmente. A mudança vai nos colocar na frente do nosso "espelho”, a sombra que cada um possui e não quer reconhecer. Estamos sendo desafiados a manter nosso potencial para a luz. Não podemos mudar o que não vemos, devemos integrar esta dualidade para ter acesso a luz.
   Dia 26 de julho de 2013 a estrela Sirius subiu em conjunção com o Sol, começou o novo ano Maia, ano da Semente Galáctica Amarela, onde toda a humanidade como uma família global, deve coexistir em estado de paz, harmonia e florescer.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Grande Sextil e os Hexagramas

                          

              Grande Sextil e os Hexagramas

   Dia 29 de julho, por volta de 10h30 em Porto Alegre/RS – Brasil, acontece uma rara configuração no céu. Trata-se do traçado de um Hexagrama ou Estrela de Davi perfeita envolvendo Júpiter e Marte no Meio-Céu em Câncer em harmonia com Saturno em Escorpião e Netuno em Peixes. O outro grande trígono (120°) será nos signos de Terra, com Plutão em Capricórnio, Vênus em Virgem e a Lua em Touro, todos os planetas envolvidos nessas configurações formam um sexti (60°), desenhando um hexágono. Estes são aspectos muito positivos e harmonioso que estão ao redor de todo o planeta em uma configuração geométrica sagrada.
                                               Mandala do Grande Sextil                
   A conjunção de Júpiter e Marte faz sextil com Vênus, a beleza e os valores, sextil também com a Lua, as emoções e o amor, sinalizando a oportunidade para que o poder dos bons sentimentos e a harmonia da beleza possa superar o poder da guerra e redefinir critérios e crenças. A seguir o planeta Saturno, a vida na matéria faz sextil com Vênus e Plutão, o planeta da transformação, transformando os valores materialistas. Netuno o planeta da fé, dos sonhos em sextil com Plutão e com a Lua, indicam uma poderosa energia de mudanças profundas nas estruturas do nosso planeta, trazendo esperanças para que realizemos nossos sonhos através do Amor.
Mapa do dia 29 de Julho de 2013 as 10h30' - Porto Alegre/RS - Brasil

   A Palavra Hexagrama tem origem no grego e significa seis linhas ou seis caracteres (hex = seis/ gramma = linha). Portanto, uma seqüência de seis sinais gráficos (letras ou figuras geométricas, por exemplo) pode ser considerada um hexagrama. Assim, na filosofia oriental denominada I Ching, o hexagrama possui uma representação linear, porém na maioria das escolas esotéricas ocidentais assume a forma de uma estrela de seis pontas e é conhecido também por Estrela de Davi, Selo de Salomão, entre outros. Esta versão carrega inúmeros significados ao longo da história, figura tanto como símbolo maior do Estado de Israel como na simbologia ocultista.
                                                   Estrela de Davi
Selo de Salomão
Hexagrama
   Paganismo, Xintoísmo, Espiritismo, Budismo, a Alquimia de Hermes Trismegisto e sua “Tabua de Esmeralda”, os Maçons, Rosa-cruzes, Teosóficos e Ordem dos Templários tem na estrela de seis pontas seu símbolo máximo, e suas variações como o símbolo do Hexagrama Unicursal de Aleister Crowley.
                                 Hexagrama Unicursal                                      
   O Hexagrama também simboliza a alma humana, sendo utilizado por magos cerimoniais para encantamentos, conjurações, sabedoria, purificação e reforço dos poderes psíquicos. Simboliza os processos de involução e evolução. O triângulo que aponta para baixo apresenta a involução da energia divina que desce, o que está voltado para cima indica a ascensão dos seres. É utilizado também como amuleto, representa o casamento perfeito entre masculino e feminino, compreensão entre sexos.
   Nos círculos ocultistas, o hexagrama geralmente é visto com alguma palavra ou símbolo gravado em seu centro para ser aplicado numa situação específica, como potencializar um ritual ou evocar alguma divindade.
                                               Hexagrama Ritual
   A figura da Estrela de Davi ou Selo de Salomão, no céu, é duplamente positiva e muito rara. O hexagrama formado pela união perfeita de 6 trigonos ligados a 6 sextis formam a figura perfeita de 6 pontas. Este símbolo tem muitos significados ocultos, mas astrologicamente é pouco definido.
   Na numerologia o número 6 oferece estabilidade e harmonia, astrologicamente quem possui essa figura em seu mapa tem muitas habilidades e facilitações, mas também pode trazer inércia, como o Grande Trigono, se não tivermos uma interação consciente e ativa com ele, muitas vezes energias harmônicas se traduzem em pouca falta de vontade.
   A interpretação da figura do Hexagrama é diferente daquela do Grande Trígono, visto que os planetas em trígono são ativados pelos planetas em sextil e ainda pelas oposições, que no Grande Sextil/Hexagrama do dia 29 de Julho de 2013 acontece entre Plutão a 09° de Capricórnio com Marte 10° e Júpiter 07° de Câncer.
   No interior da Estrela de David estão contidos três retângulos, no Egito estes retângulos simbolizavam o caixão de Osiris, que foi morto e esquartejado por seu irmão Set. Isis juntou suas partes espalhadas e conseguiu fazê-lo ressuscitar num plano mais elevado, e esse era o grande mistério bem guardado pelos sacerdotes egípcios. Assim também, os retângulos místicos contidos dentro da Estrela de David conferem o poder de ressuscitar, ou seja, renascer após os golpes duros da vida, ao reunificar corpo, sensações e sentimentos, resgatando assim a plenitude.
   O hexagrama é um símbolo do relacionamento entre o macrocosmo, Deus, Universo e as Energias Superiores, e o microcosmo, a Humanidade, a Terra e as Energias Evidentes. O triângulo que aponta para cima, o símbolo do elemento Fogo, representa a aspiração do manifesto alcançar ou retornar ao Divino. O triângulo que aponta para baixo, o símbolo do elemento Água, significa a descida ao Divino. Onde estes dois triângulos se encontram no centro do hexagrama, um ponto de equilíbrio e beleza é alcançado,

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Marte em Câncer

                                Marte em Câncer

   O símbolo que representa internacionalmente o planeta Marte é o mesmo do homem, um círculo com uma seta partindo da borda superior direita, representa o escudo e a flecha de Marte/Ares, o Deus da Guerra.
   Marte é a energia que usamos para a auto-afirmação, indica como é processada nossa combatividade, como lutamos e liberamos nossa agressividade, também como agimos para defender nossos interesses pessoais.
   A casa em que temos Marte recebe esta energia vigorosa e incisiva. É onde temos iniciativa, força e vontade de lutar, mas também pode trazer alguma impetuosidade e agressividade desnecessária.
   Marte representa o sexo, a impulsividade, a irritação, a guerra, as discussões, os acidentes, o físico, o corpo, a ação, o gesto, o desejo de afirmação, a energia masculina, os homens, as profissões masculinas, as operações cirúrgicas, as lutas, os negócios arriscados, os assuntos militares, tudo o que se refere a ferro e armas, os esportes e a iniciativa em empreendimentos.
   Câncer/Caranguejo é a água cardinal, vida privada, família e origem. Primeira infância e bases da formação da vida, raiz, o que se trás, DNA. Herança do pai e final da vida. Como vemos nosso lar e desenvolvemos nossa segurança emocional, a iniciativa para se conseguir ter e dar proteção e abrigo, simboliza a nutrição maternal, a valorização dos laços familiares e o interesse por assuntos políticos. Nostálgico, vive melhor com as lembranças e tem dificuldades para lidar com o presente e não gosta de pensar no futuro. Para ele, o passado é sempre mais representativo e seguro. Câncer/Caranguejo pode passar pela vida sem vivê-la na sua plenitude, por medo, por insegurança ou pela incerteza do dia de amanhã.
   Marte em trânsito por Câncer/Caranguejo desde 13 Julho até 28 de Agosto de 2013, nos deixando, mais atenciosos e reservados. As ações passam a ter com um tom nostálgico, onde precisaremos nos defender o tempo todo, pois a segurança emocional tende a ser fator de grande importância. A agressividade de Marte será contida pela sensibilidade instintiva de Câncer/Caranguejo.
   Com o trânsito do Deus da Guerra pelo arquétipo dos sentimentos e da maternidade estaremos mais ansiosos e reclamando de tudo e de todos. Nossas memórias emocionais serão acionadas e estaremos mais receptivos a experiências passadas e questões familiares.
   Com Marte no elemento Água nos deparamos com pessoas muito intuitivas e de grande sensibilidade. Agem sem saber exatamente porque estão agindo desta forma, não sabem por que querem o que querem ou mesmo se querem se jogam nas situações mesmo que não tenham a mínima idéia do que vai resultar. São pessoas que agem de forma indireta, preparam, armam situações para alcançar os objetivos a que se propõe, envolvem-se emocionalmente em seus relacionamentos sexuais, precisam de segurança emocional e sentir-se protegidas e importantes. Como amantes são criativos, sensíveis e gentis, entram no clima do parceiro e são sutis na troca de sentimentos, querem e se entregam, são extremamente táteis e carinhosos.
   Neste ciclo, Marte está envolvido no mesmo signo em transita a Lilith, além de Mercúrio e Júpiter também em Câncer/Caranguejo, que potencializam as insatisfações com a família, com a história pessoal, a educação e a formação que recebeu. Podemos agir de forma rigorosa, exigente e  agressiva com nossos familiares, provocar acontecimentos que não correspondam as nossas expectativas. Viver de casa em casa, de convivência em convivência, tentando realizar algum ideal oculto de vida familiar, atribuir muitas de nossas frustrações e derrotas aos pais e familiares.
   Nossa vida interior estará bastante intensa, com relativa facilidade de acesso a realidades mais profundas. Podemos, neste período até 28 de agosto de 2013, aprender a controlar e avaliar melhor nossas compulsões emocionais, analisar com mais profundidade e consciência nossas escolhas, ver que nossos familiares e as condições do mundo que nos cercam são simples agentes e não os únicos responsáveis pelos resultados que obtemos nas nossas vidas.
   A casa onde temos Câncer/Caranguejo no nosso Mapa Natal será a área que servirá de cenário para os acontecimentos relacionados a estas experiências. A Luz que trás a Sombra para a consciência e conseqüente evolução, superação e libertação.

domingo, 21 de julho de 2013

Vênus em Virgem

                                Vênus em Virgem

   De 22 de Julho até 16 de Agosto de 2013 teremos a Vênus em Virgem. A Deusa do Amor, da diplomacia, dos relacionamentos, dos valores e da beleza estará no 6° signo do zodíaco, segundo do elemento Terra, mutável e yin. O planeta que é relacionado com o feminino está em queda neste posicionamento, esse é o signo que melhor lida com a frieza do raciocínio e tenta transformar tudo em razão, o que pode levar a paranóia.
   Neste trânsito podemos estar com a nossa expressão artística e afetiva comprometida pela racionalidade desta Vênus, inibindo e travando o fluxo espontâneo dos sentimentos. Quem tem Vênus em Virgem no mapa natal são pessoas muito compreensivas e prestativas e proporcionam alívio aos doentes. Dedicadas e com capacidade para cuidar dos outros, podem ser bons médicos, enfermeiros e cuidadores de enfermos. Lidam muito bem com problemas psicológicos originados de desajustes social, Virgem é regido por Mercúrio, o que os torna capaz de combinar a razão com as emoções e examinar estas questões de maneira metódica e analítica.
   Por ter habilidade de perceber beleza que existe na ordem e limpeza, podem se dedicar às profissões relacionadas à gastronomia, culinária e nutrição. Possui habilidade na criação e confecção de roupas, desenhista de moda muitas vezes tem Vênus neste signo. Nas artes possuem qualidades técnicas, só existe a possibilidade de falta de inspiração e fluência.
   Esta Vênus, regra geral, procura parceiros com os mesmos interesses profissionais e intelectuais, mas é provável que esta posição da Vênus crie mais pessoas solteiras do que qualquer outra posição nos signos, devido aos elevados padrões de crítica sobre o que esperam de um parceiro. São extremamente exigentes com os comportamentos, aparência pessoal e higiene, rejeitam todo tipo de atitude agressiva ou vulgar.
   A extrema correção social dessas pessoas muitas vezes é um disfarce para a timidez e sentimentos de inferioridade social e sexual. A sua fria aparência exterior, especialmente das mulheres com esta posição, com freqüência impede o desenvolvimento dos relacionamentos românticos, o que pode resultar em sentimentos de solidão e frustração.
   Neste ciclo podemos converter toda essa força virginiana da Vênus para nos dedicar a fazer algo pelo bem das pessoas, aproveitar o lado sensível de Virgem que se comove com a dor do próximo. Exercer a autenticidade, qualidade deste posicionamento, para fazer as pessoas nos conhecerem melhor.
   A sexualidade desta Vênus é bem desenvolvida quando bem aspectada, expressa o amor através do sexo, ao contrario pode sublimar e viver reclusa e sem prazer. Podem encontrar equilíbrio e amor em pessoas mais calorosas e apaixonadas, trocando e harmonizando.
   Vênus em um signo de Terra se atrai pelo conforto, pela beleza e pelos bens pessoais de excelente qualidade, especialmente porque considera o status que isso pode lhe proporcionar. Com freqüência trabalha muito e usa seus recursos para adquirir bens e status, usa como substitutos para afetos pessoais. Tende a se manter sempre nos limites do agradável e adequado. No plano material, normalmente, é eficiente e inteligente na administração de seus recursos. 
   O signo da Vênus no mapa natal é o mesmo que do Sol, ou em um dos signos adjacentes, Vênus nunca está distante do Sol mais que 45º. Quando o Sol e Vênus estão no mesmo signo, o comportamento nos relacionamentos com as outras pessoas traduz a vida romântica. Quando estão em signos diferentes, há diferença entre o tratamento dado às pessoas em geral e com quem está envolvida.
   Quem tem Vênus em Virgem gosta de tornar o ambiente de trabalho agradável e, salvo se Vênus estiver sob tensão, há um bom relacionamento com os colegas e colaboradores

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Chakras, Cura e Evolução

                     Chakras, Cura e Evolução

   Chacras ou chakra, segundo a filosofia yogue, são centros energéticos dentro do corpo humano que distribuem a energia, prana, através de canais, Nadis, que nutre órgãos e sistemas. Na Doutrina Espírita os chacras são chamados de Centro de Força.
   A palavra chakra vem do sânscrito e significa "roda", "disco", "centro" ou "plexo". Nesta forma eles são percebidos por videntes como vórtices, redemoinhos, de energia vital, espirais girando em alta velocidade, vibrando em pontos vitais de nosso corpo. Os chakras são pontos de interseção entre vários planos e através deles nosso corpo etérico se manifesta mais intensamente no corpo físico.
   Os Vedas (5.000 a.C.) contêm os mais antigos registros sobre chakras de que se tem notícia. Quando foram escritos, os yogis já sistematizavam o conhecimento e o trabalho energético dos chakras.
   São sete os principais chakras, disposto desde a base da coluna vertebral até o alto da cabeça e cada um corresponde a uma das sete principais glândulas do corpo humano. Cada um destes chakras está em estreita correspondência com certas funções físicas, mentais, vitais ou espirituais. Num corpo saudável, todos esses vórtices giram a uma grande velocidade, permitindo que a "prana", flua para cima por intermédio do sistema endócrino. Mas se um desses centros começa a diminuir a velocidade de rotação, o fluxo de energia fica inibido ou bloqueado - e disso resulta o envelhecimento ou a doença.
   Os chakras são conectados entre si por uma espécie de tubo etéreo, Nadi, principal chamado "Sushumna", ao longo do eixo central do corpo humano, por onde dois outros canais alternada “Ida” que sai da base da espinha dorsal à esquerda de Sushumna e “Pingala” à direita,  na mulher estas posições estão invertidas.
   Os Nadis conduzem e regulam o "Prana", energias yin e yang, em espirais concêntricas.   Estes Nadis são os principais, entre milhares, que percorrem todo o corpo em todas as direções, linhas dos meridiananos e pontos. Para os hindus os Nadis são sagrados, é por meio da "Sushumna" que o yogi deixa o seu corpo físico, entra em contato com os planos superiores e traz para o seu cérebro físico a memória de suas experiências.
   Nosso corpo físico tem uma ligação sutil com o mundo astral. É através do desequilíbrio desta energia vital que as pessoas adoecem e acabam obstruindo esta ligação com o Divino. Daí, a relação entre as doenças e as crises emocionais. É muito comum ver pessoas que acabam somatizando e transformando energias negativas, depressão, raiva, solidão, em doenças físicas, como cânceres e outras mais graves.
   Nosso corpo físico tem pontos, que quando ativados, fazem fluir a energia vital, nos trazendo alegria e, principalmente, saúde. São através dos Nadis, meridianos, caminhos invisíveis dentro do nosso organismo, que a energia vital caminha por todo o nosso corpo e chega aos chacras, em pontos que concentram vibrações mais específicas.

Muladhara
Chacra Raiz
Nome em sânscrito: MULADHARA - "Base e Fundamento"; "Suporte"
Mantra: Lam.
Pétalas: 4.
Localização: Base da Espinha.
Cor: Vermelho.
Elemento: Terra.
Funções: Traz vitalidade para o corpo físico.
Qualidades Positivas: coragem, estabilidade, individualidade, paciência, saúde, sucesso e segurança.
Qualidades Negativas: insegurança, raiva, tensão e violência.
O primeiro chacra, conhecido como Chacra Base ou Raiz, situado na base da espinha dorsal é responsável pela energização geral do organismo, e por ele penetram as energias cósmicas mais sutis, que a seguir são distribuídas pelo corpo. Quando esse chacra é estimulado, propicia uma boa captação energética.

Swadhisthana
Chacra Explênico - órgão genital e base da barriga
Nome em sânscrito: SWADHISTANA - "Morada do Prazer"
Pétalas: 6.
Mantra: Vam.
Localização: Abaixo do umbigo.
Cor: Laranja.
Elemento: Água.
Funções: Força e vitalidade física.
Qualidades Positivas: assimilação de novas idéias, dar e receber, desejo, emoções, mudanças, prazer, saúde e tolerância.
Qualidades Negativas: confusão, ciúme, impotência, problemas da bexiga e sexuais.
O segundo chacra, conhecido como Chacra esplênico, sacro ou do baço, relaciona-se com o poder criador da energia sexual. Quando esse chacra está enfraquecido indica distúrbios da sexualidade ou disfunções endócrinas. Quando excessivamente energizado, indica excesso de hormônios e sexualidade exacerbada.

Manipura
Chacra do Plexo Solar
Nome em sânscrito: MANIPURA - "Cidade das Jóias"
Mantra: Ram.
Pétalas: 10.
Localização: Zona da barriga.
Cor: Amarelo.
Elemento: Fogo.
Funções: Digestão, emoções e metabolismo.
Cristais: Âmbar, Olho de Tigre e Ouro.
Qualidades Positivas: autocontrole, autoridade, energia, humor, imortalidade, poder pessoal e tansformação.
Qualidades Negativas: medo, ódio, problemas digestivos e raiva.
O terceiro chacra conhecido como Chakra do Plexo Solar, localiza-se na região do umbigo ou do plexo solar, e está relacionado com as emoções. Quando muito energizado, indica que a pessoa é voltada para as emoções e prazeres imediatos. Quando fraco sugere carência energética, baixo magnetismo, suscetibilidade emocional e a possibilidade de doenças crônicas.

Anahata
Chacra Cardíaco
Nome em sânscrito: ANAHATA - "Invicto"; "Inviolado"
Mantra: Yam.
Pétalas: 12.
Localização: Coração.
Cor: Verde (cura e energia vital); Rosa (amor).
Elemento: Ar.
Funções: Energiza o sangue e o corpo físico.
Qualidades Positivas: amor incondicional, compaixão, equilíbrio, harmonia e paz.
Qualidades Negativas: desequilíbrio, instabilidade emocional, problemas de coração e circulação.
O quarto chacra situa-se na direção do coração. Relaciona-se principalmente com o timo e o coração. Sua energia corresponde ao amor e à devoção, como formas sutis e elevadas de emoção. Quando ativado desenvolve todo o potencial para o amor altruísta. Quando enfraquecido indica a necessidade de se libertar do egoísmo e de cultivar maior dedicação ao próximo. No aspecto físico, também pode indicar doenças cardíacas.

Visuddha
Chacra Laríngeo
Nome em sânscrito: VISHUDDA - "O Purificador"
Mantra: Ham.
Pétalas: 16.
Localização: Garganta.
Cor: Azul claro.
Elemento: Éter.
Funções: Som, vibração, comunicação.
Qualidades Positivas: comunicação, criatividade, conhecimento, honestidade, integração, lealdade e paz.
Qualidades Negativas: depressão, ignorância e problemas na comunicação.
O quinto chacra fica na frente da garganta e está ligado à tireóide. Relaciona-se com a capacidade de percepção mais sutil, com o entendimento e com a voz. Quando desenvolvido, de forma geral, indica força de caráter, grande capacidade mental e discernimento. Em caso contrário, pode indicar doenças tireoidianas e fraquezas de diversas funções físicas, psíquicas ou mentais.

Ajña
Chacra Frontal
Nome em sânscrito: AJÑA - "O Centro de Comando"
Mantra: Om.
Pétalas: 2.
Localização: Na testa, entre as sobrancelhas.
Cor: Branco.
Elemento: Todos os elementos.
Funções: Revitaliza sistema nervoso e a visão.
Qualidades Positivas: concentração, devoção, intuição, imaginação, realização da alma e sabedoria.
Qualidades Negativas: dores de cabeça, medo, problema nos olhos, pesadelos e tensão
O sexto chacra situa-se no ponto entre as sobrancelhas. Conhecido como "terceiro olho" na tradição hinduísta, está ligado à capacidade intuitiva e à percepção sutil. Quando bem desenvolvido, pode indicar um sensitivo de alto grau. Enfraquecido aponta para um certo primitivismo psico-mental ou, no aspecto físico, para tumoração craniana.

Sahasrara Padma
Chacra Coroa
Nome em sânscrito: SAHASRARA - "O Lótus das Mil Pétalas"
Mantra: Aum.
Pétalas: 1000.
Localização: No topo da cabeça, bem no centro.
Cor: Violeta e Branco.
Elemento: Todos os elementos.
Funções: Revitalizar o cérebro.
Qualidades Positivas: percepção além do tempo e do espaço, abre a consciência para o infinito.
Qualidades Negativas: alienação, confusão, depressão e falta de inspiração.
   O sétimo é o mais importante dos chakras, situa-se no alto da cabeça e relaciona-se com o padrão energético global da pessoa. Conhecido como chakra da coroa, é representado na tradição indiana por uma flor-de-lótus de mil pétalas na cor violeta. Através dele recebemos a luz divina. A tradição de coroar os reis fundamenta-se no princípio da estimulação deste chakra, de modo a dinamizar a capacidade espiritual e a consciência superior do ser humano.

   Várias terapias, como o Reiki, Cromoterapia e Terapia Prânica se utilizam dos chakras como base para diagnóstico e tratamento de males que atingem desde o corpo físico até o espiritual. Através de gestos, que podem ser incorporados no dia-a-dia é possível ativar estes pontos de energia, buscando a harmonização do corpo e da alma.
- Concentrar-se no que está fazendo, pensando na região do chakra já é uma forma de reativá-lo.
- Procure ficar em um lugar tranqüilo, para que nenhum barulho possa tirar sua concentração.
- Coloque uma de suas mãos aberta em frente ao chakra, sem tocar no corpo, e faça movimentos circulares no sentido horário, como se estivesse massageando o local, mas à distância.
- Sentem-se na posição de lótus, pernas cruzadas, tronco ereto e fixar o olhar na ponta do nariz estimula o chakra frontal ou do terceiro olho.
- As cores e os cristais são formas visuais de estimulação do chakras. Utilize a pedra com a cor correspondente a do chakra e direcione suas vibrações.
   A palavra chakra significa literalmente roda. Os chakras são os pontos onde se encontram e fundem as Nadís, ou meridianos, canais condutores da energia no organismo. Estas Nadís unem-se em vários pontos que rodam no sentido dextrógiro, que provoca rotação para a direita, no sentido dos ponteiros do relógio. Antônimo de levógiro ou sinistrogiro.
   A noção de chakra faz parte do tantra ou tantrismo, para o qual a Kundalini reside no Muladhara. O objetivo das práticas tântricas, que são essencialmente sensoriais, é o despertar e a subida da Kundalini através dos chakras, ativando-os, a fim de se unir no Sahasrara com Shiva, representado como essência espiritual. Uma das fontes de inspiração do Hatha Yoga é o tantrismo, pois o "combustível" das práticas das posturas psicofísicas é a energia Kundaliní.
   Os chakras, descritos em textos tântricos tradicionais, despertaram também a atenção do movimento esotérico europeu, estão registrados em culturas antigas e referenciados como pontos energéticos utilizados para cura e progresso energético e espiritual.
   O Qi Gong da China ou Acupuntura, O Yoga da Índia e outras culturas antigas tinham conhecimento destes pontos e de como trabalhar com eles era benéfico à saúde.

Prana, ki e chi

   Atualmente, com a universalização do conhecimento, existe a tendência a considerar a convergência dos conceitos das culturas indiana e chinesa sobre estes centros de energia, chakras e Nadis. Os Nadis seriam correspondentes aos meridianos chineses, assim como prana, ki e chi seriam nomes diferentes para a mesma energia vital.
   As pesquisas de Hiroshi Motoyama, em Osaka, com o campo eletromagnético humano, mostram a relação entre os meridianos e os Nadis, bem como as alterações nas ondas cerebrais durante a ativação dos centros ou chakras superiores.

Kundalini

   O primeiro chakra, denominado no ocidente como Chakra Base ou Chakra Raiz é o responsável por manter o fluxo de energia ascendente da terra para o corpo. Emocionalmente ele conecta a pessoa ao mundo presente sendo o responsável pelo bom ânimo. Esse chakra também exerce forte influência sobre os demais 'bombeando' energia da terra (telúrica) para cima em direção aos demais centros de energia.
   Nos pés há chakras secundários, Plantares, que se relacionam diretamente ao Chakra Raiz sendo os responsáveis pela perfeita troca de energia entre o corpo e a terra.
   A energia telúrica absorvida por esses três chakras, ao ser modificado pelo Chakras Raiz, em seu caminho ascendente aos demais chakras recebe o nome de Kundalini.
   Técnicas orientais e descrições herméticas relatam o fluxo dessa energia, usando-se a expressão "fogo serpentino", que descreve sua ascensão através dos Nadis.
   Para a Doutrina Espírita os chacras, chamados de Centros de Força, são intermediadores da energia que flui do perispírito para o duplo etéreo. Influxo coordenador do pensamento, podendo trazer saúde ou doença ao corpo físico, são órgãos do duplo etéreo, como descrito no livro Evolução em Dois Mundos, regulam as atividades corporais, por meio da influência que exercem sobre as glândulas, ao influxo do pensamento, maestro regente de toda esta arquitetura. Neste sentido, a natureza boa ou má dos pensamentos traz grande influência ao funcionamento dos chacras. A sensualidade exacerbada, por exemplo, tende a causar distúrbios na região do centro de força localizado na base da espinha dorsal, o que implica uma série de anomalia nas gônadas, próstata, etc., podendo provocar, desde a infertilidade ao câncer.
   Existem apenas enquanto estamos encarnados, desfazendo-se quando da desencarnação, pois estão jungidos ao duplo etéreo e não ao perispírito como erroneamente se entendem em alguns centros espíritas, muitos, por não aceitarem a existência do duplo etéreo, elo entre o perispírito e o corpo físico, que se desfazem quando do desencarne. São responsáveis, também, pela coordenação do processo de reencarnação durante o processo denominado de "miniaturização" em que se perde massa perispiritual gradualmente até atingir-se o tamanho do feto, promovendo a estabilização energética entre o corpo físico e o perispírito.
   Também é através do chacra localizado no ombro que a psicografia é possível. Na obra Evolução em Dois Mundos, o espírito André Luiz narra sua evolução nos seres vivos.
   Cada chacra no corpo físico está diretamente ligado, além de um plexo nervoso a uma glândula específica. Os sete principais seguem o elenco apontado pela teosofia, mas dezenas de outros existem.
   Em alguns livros são denominados de "centros psíquicos" e em Kardec aparecem como "poros perispiríticos". Embora claramente definidos pelas obras psicografadas desde a década de 40, a aceitação no meio espírita ainda não é total, havendo grande resistência a este estudo sob alegação de "influência oriental".
   Nos anos 60, foram  estudados pelo ex-padre e grande espírita, Carlos Torres Pastorinho, na obra "A Técnica da Mediunidade", em que cada um dos chacras estão associados a determinadas emoções e sentimentos, isto explica a somatização das emoções no nossos corpos e o funcionamento de técnicas ocidentais modernas como o passe espírita.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

A Onda de Luz e o Portal de Leão de 2013

   A Onda de Luz e o Portal de Leão de 2013

Uma mensagem do Arcanjo Miguel, canalizada por Célia Fenn, 9 de Julho de 2013


   Amada Família da Luz, chegou até vocês, neste momento inspirador e tumultuado no Planeta Terra. Depois da mudança do portal de 2012, a Terra continua a mudar para novos padrões e modos de ser. A geração índigo está avançando para cumprir a sua missão de romper os velhos sistemas e criar o espaço para o novo. Há um desejo profundo pela paz, pela comunidade e a liberdade, que está se manifestando agora na Terra. O trabalho que foi feito no passado, nos níveis mais elevados, para criar a paz e a harmonia, está agora começando a se manequinócio da primavera, em Março de 2013, e o verão no hemisfério Norte, tem sido um período de caos e de revolta. A energia índigo surgiu nos países como a Turquia, e no Brasil, e aqueles que governam ainda não entendem completamente a natureza dos protestos e dos desafios. Eles estão ainda pensando e reagindo na velha forma da terceira dimensão, com um desafio que está vindo a partir de um nível diferente, de jovens adultos que estão “conectados’ com a Quinta Dimensão e a Inter-Conexão. Seu objetivo é a comunidade, a democracia, o compartilhamento e a mudança através de meios não violentos.
   À medida que vocês se movem para o Portal de Leão de 2013, as Energias Galácticas que estão chegando irão intensificar o processo da mudança e o influxo dos novos códigos de luz para o Novo Ano. Será como se uma porta de oportunidade se abrisse e a mudança será rápida e de longo alcance em seu mundo.

O Portal de Leão de 2013

   Muitos nos perguntaram: O que é o Portal de Leão e por que ele é chamado de Leão? Bem, ele se refere em parte ao fato de que o Sol entra no signo de LEÃO neste momento, e estas energias estão integradas na Terra, sob a energia de Leão, as Energias Felinas de Sírius, que são ferozes, orgulhosas e muito “reais”. O “Portal”, ou “Portal Estelar”, é um período de aproximadamente duas semanas, em que um vórtice se abre e uma onda de Luz intensa do Centro Galáctico é recebida na Terra. Esta “onda” contém os Novos Códigos de Luz para a Evolução da Terra para o próximo ano/ciclo, e assim é conhecido como o Novo Ano Planetário.
O sistema estelar de Sírius trabalhou intimamente com a evolução da Terra, auxiliando sempre que possível. Os Sirianos ajudaram no estabelecimento da antiga civilização egípcia, depois que o trauma da Atlântida destruiu todas as civilizações anteriores. A civilização egípcia manteve a “Sabedoria Estelar” e a “História da Criação” dos Elohins, que foram transmitidas à Terra pelos Guardiões da Sabedoria de Sírius. No antigo Egito, os Sirianos eram os mediadores entre o Conselho Galáctico, no Sol Central e as pessoas da Terra. A cada ano, entre 26 de Julho e 12 de Agosto, uma nova onda de Luz Galáctica do Sol Central era dirigida à Terra e ampliada pelo Sol, em conjunto com o aumento heliacal de Sírius no norte.
   Os Sirianos aceitariam esta energia no complexo de pirâmides, em Giza, e então transmitiriam os códigos para as Grades da Terra, permitindo uma transmissão tranqüila e fluida das energias. Depois que o Portal de Giza foi fechado, as transmissões da Terra foram ainda mediadas através de Sírius, mas elas não foram recebidas de forma coerente pela Terra, e assim a evolução da Terra foi retardada e até mesmo distorcida por um tempo. No entanto, nos últimos dez anos, a Terra ascendeu para a Quinta Dimensão e se “graduou” para o Status de membro pleno do Conselho Galáctico, e agora as transmissões do Portal de Leão estão sendo recebidas diretamente pela Terra e pelo Conselho dos Anciães e o Conselho do Guardião da Terra e distribuídas através das Grades Cristalinas da Nova Terra. Desta maneira, a evolução da Nova Terra seguirá as “direções” dos códigos de luz que são recebidos do Conselho Galáctico e do Grande Sol Central.
   Este processo é muito novo para a sua Terra, e enquanto os emissários de luz de Sírius estão à disposição para ajudar, eles estão deixando a gestão da onda que entra para os Conselhos da Terra e a Família de Luz. Assim, Amada Família, o que vocês estão sentindo agora é à entrada desta onda de luz, enquanto ela se aproxima da Terra e é integrada na consciência da Terra.

A Onda de Luz – 26 de Julho a 12 de Agosto

   Amada Família da Luz, esta onda de luz que está entrando irá “recalibrar” efetivamente as freqüências planetárias para os níveis superiores de consciência. Isto significa, naturalmente, que a velha “ilusão” da terceira dimensão continuará a se desintegrar e a romper. Àqueles que ainda sustentam a consciência da Terceira Dimensão, irá parecer como se o caos estivesse se rompendo em todos os lugares, e eles irão se tornar paranóicos, irritados e desesperados. Aqueles que podem ver e sentir com a consciência superior parecerá como se um novo amanhecer estivesse despontando e que um novo modo de vida estivesse surgindo, como, é claro, está.
   O que podemos esperar neste momento? Pensamos que a palavra-chave será “intensidade”. Tudo parecerá muito intenso ao ponto de ser surreal. Em suas vidas pessoais, o que ainda resta de sua velha consciência da terceira dimensão precisará ser removido e substituído por algo em uma vibração mais elevada. Isto pode ser difícil se vocês tiverem uma ligação emocional com as velhas energias. No entanto, se vocês simplesmente liberarem e permitirem as mudanças, então elas poderão ser atingidas com o mínimo de perturbação e sofrimento. A idéia é simplesmente confiar no processo e permitir aquilo que precisa acontecer.
   Para aqueles que ativaram os seus corpos de luz, será uma simples questão de integrar as ondas de luz que chegam ao seu corpo de luz. Ao mesmo tempo, o corpo físico novamente estará entrando em atualizações do DNA para permitir que a forma física se alinhe com os novos códigos de luz para uma maior evolução na nova Terra.
   Este influxo de energia pode significar que muitos se sentirão intensamente criativos e serão inundados por novas idéias. Lembrem-se: vocês não têm que agir de acordo com todos eles imediatamente. Vocês estão simplesmente aceitando o fluxo da abundância e da luz nesta nova onda. Escolham o que lhes parecer melhor. Vocês podem também se sentir fisicamente energizado, e sentirem um desejo de mudar a sua dieta e padrões de exercícios para trazer o seu corpo para uma freqüência superior. Podem encontrar também, talvez, dificuldade em dormir e uma sensação de estarem excessivamente energizados e ansiosos. Não se preocupem: isto irá passar quando vocês integrarem a onda de luz que entra.

Datas Importantes em Julho e Agosto

Estes serão os momentos fundamentais neste processo:
25 e 26 de Julho: “O Dia Fora do Tempo” e “O Ano Novo”.
8 de Agosto: O Momento Culminante das Transmissões do Portal Estelar/Vórtice
8 a 12 de Agosto: Ponto Culminante do Portal.
19 a 23 de Agosto: Lua Cheia em Leão/Aquário e Integração dos novos Códigos Solar/Lunar.



Padrão do Corpo de Luz do Novo Humano/Anjo Humano e Ativação para Receber as Próximas Energias

   Amados, enquanto vocês entram nesta onda dourada de luz, é importante que vocês simplesmente se lembrem de permanecer em seu centro – que é o seu coração, mantendo o corpo de luz radiante e claro. Lembrem-se de que em seu estado multidimensional, o seu “centro de gravidade” é o seu coração. Respirem a partir do seu coração, respirem luz e amor deste centro que é o seu Coração Sagrado.
   Então, lembrem-se sempre de se ancorar, conectando-se ao seu chacra Estrela da Terra, sob os seus pés, e então para o coração da Terra, no centro da Terra e permitam que o seu coração se sincronize com as pulsações da Terra, enquanto ela pulsa em harmonia com a vibração cósmica da vida.
   Lembrem-se, também, de se conectar com o seu chacra da Estrela da Alma que está acima do chacra Coronário e onde a sua alma está assentada. Atraiam esta energia através do chacra Coronário e para o coração, de modo que inflame a centelha divina no coração. Sintam como a sua alma e o espírito se funde com a centelha divina para criar a chama divina do seu ser ngélico em seu coração.
   Sintam como o seu chacra Solar se abre para absorver e integrar as energias do Sol e distribuí-los em seu corpo de luz. Além disto, o chacra Galáctico permite que as ondas de luz do Centro Galáctico sejam integradas no Corpo de Luz e preencham o Corpo de Luz com a Luz Radiante do Divino. A energia e o esplendor divino são integrados e compartilhados nas Grades de Luz da Nova Terra – de Coração a Coração!

Sinta como esta Luz Radiante é passada ao redor do planeta na grade do coração dos trabalhadores da luz para os guerreiros da luz, a toda a família da luz, enquanto a Nova Terra se manifesta!
E saibam que não importa onde vocês estejam e o que estejam fazendo – Vocês são Faróis de Luz e um Canal Brilhante e Radiante para a entrada da Onda de Luz!

Tradução: Regina Drumond Chichorro - reginamadrumond@yahoo.com.br

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Vivenciando o Grande Trígono de Água


   Vivenciando o Grande Trígono de Água

    Nesta quarta-feira 17 de Julho de 2013 teremos o ápice do Grande Trígono que vem se formando desde o dia 13  e termina no dia 24 de Julho de 2013.
   Júpiter a  04°44' de Câncer, Saturno a 04°53' de Escorpião e Netuno a 04°58' de Peixes formando este Grande Tígono no elemento Água. A Lua e Saturno em Escorpião  farão trígono com Marte, que estará conjunto com Júpiter, ampliando sua potência e potencializando ações emocionais e a projeção dos sentimentos, período mágico e profundamente transformador. Momento de meditação e de interação com nosso espírito e necessidades da matéria, deixar passar, dissolver dores do passado e harmonizar nosso espírito e mente, para podermos nos conectar com estas energias que todos estamos vivenciando juntos, mas os que viverem de forma consciente vão usufruir em sua totalidade.
   Por este motivo transcrevo o post de 30 de Junho de 2013, para podermos acompanhar as áreas tocadas por esta energia potente, ter uma participação ativa, mentalizando, projetando nossa emoção e usufruir do poder das nossas mentes.

Grande Trígono Júpiter/Saturno/Netuno nas Casas do Mapa Natal 

  Trígono é um aspecto de 120° entre os planetas. Um Grande Trígono envolve três planetas que estão em trígono entre eles, formando um grande triângulo no céu. Se manifesta como um somatório fluido das qualidades dos planetas envolvidos.
  O trígono de Júpiter em Câncer/Caranguejo com Saturno em Escorpião coloca lente de aumento nas emoções, na família e na capacidade de gerar e nutrir. Esta energia estabelece e conscientiza, trás a ideia do todo, temos a noção da universalidade dos nossos problemas e soluções. Oportunidade para derrubar muros e limites, perder o medo do outro e ter a noção de que interagir é mais proveitoso do que reagir. Vamos  nos expandir de forma sólida e realizar sonhos, nas áreas da vida/casas, em que este aspecto acontece e onde temos Câncer/Caranguejo/Escorpião/Peixes, signos de água e que falam das origens, intuição e da nossa capacidade de doação, poder e transformação profunda e radical.
   No dia 17 Julho de 2013, aspecto exato, partil, teremos o Grande Trígono formado com Júpiter em Câncer/Caranguejo com Saturnos em Escorpião e Netuno em Peixes, aspecto de evolução espiritual, vai transcender o que foi visto profundamente, transmutado de forma sólida e coletiva toda energia do planeta, o que nos afeta diretamente, principalmente nas casas em que temos estes signos.
   Peixes é o arquétipo do Amor Universal, transcendência e o espiritual, Câncer/Caranguejo é a família, a humanidade, a maternidade, a capacidade de alimentar e as memórias do passado. Escorpião são as profundezas da nossa psique, a magia, a morte e a transmutação. Este Grande Trígono vibra para o planeta uma energia de libertação do passado, limpeza espiritual, de karmas familiares, coletivos e pessoais. Abertura dos chacras e ampliação da percepção que alimenta a razão e as leis. Será necessário desenvolver ferramentas que nos ajudem a lidar com estas energias e com as capacidades mediúnicas ampliadas.
Influências do Grande Trígono para quem tem Sol ou Ascendente em:
- Áries/Carneiro – As emoções guardadas e somatizadas nas relações familiares vêm á tona, possibilitando reavaliações e mudanças, que podem ser responsável pela evolução da pessoa e da família. Mudanças de casa, casamentos, libertação e encontro com a verdadeira natureza, cura de acontecimentos repetidos da vida.
- Touro – A razão e a comunicação se potencializam, surgem relacionamentos maduros e sólidos, que serão definitivos na realização dos objetivos pessoais e profissionais. Encontro com a espiritualidade, com grupos afins, trazendo a sensação de pertencer a algo, ideologia, filosofia e potencializa a realização pessoal através do coletivo. Estudos, aprendizados, apoios de sócios e solução de problemas jurídicos.
- Gêmeos – Tempo de ampliar os ganhos materiais que podem ajudar na estruturação da vida cotidiana, investir em pequenos negócios, ampliar os horizontes do dia-a-dia tornando-o mais agradável e viável. Os problemas que vem afetando a saúde, muito provavelmente emocionais, serão resolvidos com mais segurança financeira e profissional. A carreira acontece de forma inusitada, mas extremamente satisfatória e rápida.
- Câncer/Caranguejo – As limitações vivenciadas e encaradas de frente nos últimos tempos serão o suporte para uma expansão e ampliação das possibilidades, emocionais e materiais. Compreensão profunda das últimas experiências dolorosas e restritivas traz o aprimoramento das ações, e um amadurecimento que mudam as atitudes. Esta mudança abre as possibilidades de sucesso e realização. Viagens, amadurecimento e elevação da consciência.
- Leão – Ampliação da sensibilidade, maternidade e consciência do potencial de nutrição guardado nos porões da mente. As dificuldades materiais, escolhas frustradas e carência afetiva farão a mudança através do acesso a esta qualidade/talento, de onde todas as possibilidades de realização e estabilização da vida, estão relacionadas. É tempo de começos, estruturação, cura das dores emocionais e psicológicas.
- Virgem – Expansão da consciência social e das amizades. Possibilita amadurecimento das idéias e pode estruturar o raciocínio e as comunicações interpessoais. Encontros e sociedades, associações benéficas e espiritualizadas, dissolve e regenera dificuldades nas relações.
- Libra/Balança – Ampliação da carreira, resultados dos investimentos na profissão. Promoção e reconhecimento. Na área financeira será tempo de estruturar e sanar dívidas e ter controle das finanças. Para quem trabalha na área da saúde será tempo de muitas surpresas, mudanças inesperadas acontecerão. No geral curas e evolução no dia a dia.
- Escorpião – Evolução da mente superior, grandes viagens e estudos em alto nível, pós- graduação, doutorados e defesa de tese tem neste momento um grande benefício. Expressão artística destaque para a mediunidade e percepção extra-sensorial. Pode ser um momento de superar bloqueios de auto-expressão.
- Sagitário – Sorte, benefícios, recebimento de heranças ou de bens de forma inesperada. Curas emocionais e encerramento de processos autodestrutivos, superação de carmas. As bases pessoais passam a ser a individualidade, as metas e a realização dos sonhos. Enorme mudança na trajetória da vida tenha fé.
- Capricórnio – Abertura nas relações sociais e profissionais, o mundo das associações se expande de forma considerável. Maior responsabilidade com os grupos e amadurecimento da filosofia de vida. Ter uma visão mais realista de si e do mundo, admitir falhas e fazer as mudanças necessárias para conseguir se comunicar melhor e ampliar as amizades e os grupos sociais.
- Aquário – O dia a dia se expande, os trabalhos cotidianos passam a ocupar um maior espaço de tempo. Pode ocorrer a realização de tudo que se vem encaminhando, cuidado com excessos e organizar para não atropelar o ritmo da vida. A carreira passa por uma estruturação pode receber reconhecimento e sucesso profissional. Problemas e dificuldades financeiras serão superados, acontecerão ganhos inesperados e surpreendentes.
- Peixes – Haverá uma grande expansão da personalidade e das relações interpessoais. A mente superior amadurece, pode-se ter acesso a conhecimentos atávicos e experiência passadas passam a fazer sentido. Grande evolução espiritual e pessoal, a sensibilidade passa a fazer parte de forma práticas para equilibras às emoções e a mediunidade. Para os que têm, as coisas ficam mais fáceis, para quem não, devem tomar cuidado com falsos mestres e charlatões. Evitar drogas, remédios e álcool, os tratamentos alternativos serão uma ótima opção.