Translate

quinta-feira, 28 de março de 2013

Áries/Carneiro nas Casas do Mapa Natal

                   Áries/Carneiro nas Casas do Mapa Natal

Áries na Casa I/Asc - Basicamente agitado, a sua abordagem do mundo é mais direta do que diplomática. Bastante extrovertido e cabeçudo, você tem pouco ou nenhum medo físico; na verdade, tende a irritar os outros com sua agressividade. É corajoso e dinâmico, luta pelo que crê quando necessário, mas prefere usar o espírito. Em geral, tem iniciativa para começar as coisas sozinhos, mas tem dificuldade em terminar o que começa, porque se aborrece facilmente e parte para outra coisa. Precisa aprender a cultivar a arte da perseverança. Se Marte estiver num signo passivo, como Peixes, seu jeito é mais suave e você pode ser moderadamente agressivo, menos impulsivo, mais compreensivo e mais sensível. Não deixe de combinar a posição de Marte.
Áries na Casa II -  Valores, posses, questões financeiras, poder de ganho, talentos e recursos. Se tiver Peixes ascendendo, os talentos e recursos interiores são importantes para você, mas com Áries na cúspide da segunda Casa pode ser que você não tenha a paciência suficiente para cuidar bem das suas posses, e pode acabar tendo problemas financeiros. É possível que tenha muitas idéias boas e novas para ganhar dinheiro. Se Marte estiver num signo estável, vai aprender a fazer um bom planejamento e a cumpri-lo parcialmente. Você é impulsivo e precisa aprender a se tornar um pouco conservador em matéria de dinheiro, pois as posses materiais são importantes para você e lhe proporcionam segurança interna até ser capaz de usar os outros recursos indicados pelo horóscopo.
Áries na Casa III - Comunicações, irmãos, ambientes local e da infância, educação, pequenas viagens. Sua mente é enérgica, ativa e construtiva. Se o Ascendente é Aquário, a combinação da originalidade desse signo com a característica aberta e direta de lides na cúspide da casa das comunicações tem como resultado uma pessoa muito franca e interessante. Você é um bom conversador, capaz de defender seus pontos de vista em qualquer discussão, mas é melhor no ataque do que na defesa. A menos que Marte esteja bem aspectado, você não aceita facilmente a critica. Um Saturno estável vai ajudar a dar maior concentração à sua mente rápida. A sua infância pode ter sido muito movimentada: se houver irmãos, é possível que o ambiente de sua juventude tenha sido bastante animado.
Áries na Casa IV -  O lar, um dos pais. suas raízes, origens e imóveis) Se Capricórnio está no Ascendente, os anos de adolescência podem ter parecido difíceis; você pode ter sido tão inquieto que chegou a pensar em fugir de casa, apesar de uma forte ligação com um dos pais. E possível que você mude de residência muitas vezes durante sua vida, e que nem sempre essas mudanças sejam benéficas. A menos que Marte receba aspectos muito favoráveis, a sua tendência é sentir falta de amor e ternura. Entretanto, isso não é muito provável com Sagitário ou Aquário no Ascendente. De qualquer forma, você sente muita necessidade de se expandir e nem sempre tem a possibilidade de fazê-lo. Mais tarde, a sua tendência é dar as ordens dentro de casa; o posicionamento de Marte vai indicar se isso vai ser feito de forma construtiva ou não. A não ser que você cultive interesses externos, pode usar toda a sua energia em casa e tornar-se muito exigente em relação às pessoas amadas. A sua velhice dificilmente será aborrecida ou solitária.
Áries na Casa V - Filhos, romance e casos de amor, criatividade, diversão, especulação. Entusiástico, com grande amor pela vida, você dá tudo de si na diversão, no prazer, nos esportes, nas atividades físicas e criativas. Daria um ótimo treinador ou gerente, pois consegue motivar os outros com seu entusiasmo. Embora goste de crianças, se dá melhor com elas quando atingem a idade da razão; antes disso, elas o impacientam. Como você ama a vida e o amor, é possível que use sua energia num excesso de atividade sexual, e que pule de um romance para outro. Quando Sagitário está no Ascendente e Marte está bem colocado, você deseja canalizar um pouco do seu idealismo numa área criativa; alternativamente, pode ser bastante ousado e tentar alcançar as estrelas, seja através de um hobby, do jogo ou de um projeto de vida.
Áries na Casa VI - Trabalho, saúde e nutrição, hábitos, prestação de serviços, empregados. Você é um ótimo e incansável trabalhador; na verdade, o trabalho é uma coisa natural para você, que gosta de canalizar suas energias para essa área. Entretanto, com esse ímpeto sobre-humano, é possível que você pressione os outros tão impiedosamente como faz consigo mesmo, o que nem sempre é bem aceito. Você se sai melhor como autônomo ou ocupando um cargo executivo, pois não gosta de chefes nem de interferências, principalmente quando Escorpião está no Ascendente ou quando Marte está muito ativo no mapa. Apesar de parecer forte, você precisa de reafirmação e age melhor quando se sente apreciado. Se não usar as energias de Marte no trabalho ou de alguma outra forma construtiva, pode abrir as portas para doenças passageiras ou dores de cabeça; porém, como a sua natureza básica é robusta, se recupera rapidamente, embora seja propenso a temperaturas muito altas quando doente.
Áries na Casa VII - Parceiros, tanto conjugais quanto de negócios, trato com o público, questões legais. Para ter Áries aqui, é preciso que você tenha Libra no Ascendente. Assim, os parceiros e o trato com os outros são de suma importância. Essa necessidade leva, com freqüência, a um casamento apressado ou prematuro, antes que você amadureça o suficiente para saber realmente o que quer e do que precisa. Você procura um parceiro forte, mas quando o encontra ressente-se da força da pessoa porque o seu Ascendente Libra gosta de paz e harmonia (desde que seja a seu modo). Porém, quando encontra o parceiro que lhe serve, ou quando amadurece o suficiente para aceitar o que o parceiro pode lhe dar, a vida parece mais rica e mais significativa, pois cooperação e partilha são muito importantes para o seu bem-estar. Certifique-se de combinar não somente Marte, mas também Vênus, para ter uma boa visão da atitude em relação ao casamento e às associações.
Áries na Casa VIII - Apoio dos outros, sexo, legados e heranças, impostos, temas místicos, conclusões, regeneração. Se você tem Leão ou Libra ascendendo, pode ser necessário canalizar o excesso de energia sexual para alguma outra direção construtiva. Com Virgem em elevação, você pode ser vítima de sentimentos de insegurança ou mesmo de inferioridade, alternados com períodos de impetuosidade. A obtenção de paz interior e segurança tornam-se uma profunda necessidade psicológica, possível de ser satisfeita apenas aprendendo a servir aos outros, em vez de tomar dos outros. Se o seu parceiro for sensível, poderá ajudá-lo em sua busca de identidade. Quando há talentos criativos evidentes no mapa, Áries na cúspide da oitava Casa pode expressá-los de forma dramática e profunda, e até mesmo oculta. Pode ser que você se preocupe com a morte, mas raramente tem medo dela; simplesmente está pronto para investigá-la.
Áries na Casa IX - Espírito elevado, filosofia, ideais, educação superior, viagens longas, religião. Quando o Ascendente é Leão, Áries aqui vai se expressar de uma maneira muito individualista e entusiástica, e até mesmo pioneira. É possível que abra novos caminhos na sua abordagem da vida. Leão e Áries formam um trígono; assim, você pode expressar sua personalidade facilmente em todos os assuntos da nona Casa, a menos que Marte esteja muito fraco ou tenha muitos aspectos difíceis. As viagens, ou qualquer outra forma de expandir seus horizontes. serão benéficas. Se você tem inclinação para as profissões jurídicas, pode se sair melhor como advogado criminalista do que cuidando de impostos ou assuntos comerciais. Sua filosofia não é dogmática ou tradicional, pois você dá preferência a tudo que possibilite abordagens novas. Você pode mesmo ser agnóstico ou ateu em vez de aceitar o tradicional.
Áries na Casa X/MC - Profissão, status, reputação, ego, autoridade, um dos pais. Áries na cúspide da Casa da profissão faz de você um dínamo, correndo com força total atrás dos seus objetivos; alternativamente, é possível que você comece dez carreiras, dez novas invenções, dez coisas que nunca foram tentadas — e não termine nenhuma. Isso vai depender muito não apenas da posição de Marte, como também da Lua, se o Ascendente for Câncer. Câncer como Ascendente dá tenacidade, mas também pode significar que você se deixa vencer pelos altos e baixos das emoções. Às vezes esse posicionamento representa um pai dominador que deseja que você siga os passos dele. Como Áries e Câncer estão em quadratura por qualidade, você deve se sentir bastante desafiado e impulsionado para o sucesso; antes de chegar a essa conclusão, entretanto, certifique-se de combinar cuidadosamente os outros fatores do mapa. Quando Leão ou Gêmeos ocupam o Ascendente, a perspectiva de carreira assume uma coloração diferente. Leão e Áries estão em trígono, de modo que o sucesso não deve ser difícil. Com Gêmeos, o único obstáculo real é a versatilidade de Gêmeos somada à falta de perseverança de Áries. Entretanto, quando é usada positivamente, esta é uma excelente combinação, principalmente para vendas. Como a décima Casa é muito aberta, a tendência ariana a dar ordens e discutir precisa ser dominada; caso contrário, você vai ter que enfrentar hostilidade e rivalidade no seu caminho para o sucesso, quando encontrar outras pessoas que, como você não gostam de receber ordens.
Áries na Casa XI - Amigos, desejos e esperanças, interesses humanitários, objetivos, circunstâncias, organizações. Muitas pessoas com Áries nessa Casa se envolvem com grandes grupos ou organizações, principalmente quando estão com Gêmeos ascendendo. Se Marte for proeminente no mapa, você aparentemente exerce autoridade sobre os outros e pode tornar-se um líder, mesmo sem se esforçar realmente. Parece que você maneja bem essa liderança, pois a atração que você exerce se baseia numa abordagem mental, e os amigos ou os grupos o seguem de bom grado. Com Touro ou Câncer ascendendo, você tende a carecer de diplomacia e a se envolver em brigas e mexericos, que podem ocasionar problemas emocionais que seria melhor evitar. Esses dois Ascendentes proporcionam uma maior ambição e altos objetivos. Esse posicionamento, com freqüência. É favorável aos políticos, pois lhes dá a capacidade de arrastar as massas.
Áries Casa XII - O subconsciente, a força oculta, os fracassos, as atividades de bastidores. Essa pode ser a Casa do auto aniquilamento, com Áries aqui, pode ser que você seja muito inquieto para fazer um exame interior, sempre querendo agir sem passar por isso. Entretanto, se você não chegar a se conhecer, a segurança interna sempre poderá lhe faltar, o que pode causar-lhe grandes frustrações. Com Touro no Ascendente, esse perigo é parcialmente compensado pela perspectiva estável e pela natureza exterior afetuosa, dependendo, é claro, do posicionamento de Vênus e de Marte. Com Gêmeos ou Áries ascendendo, o sistema nervoso é onerado e o exame interior torna-se imperativo. Durante a juventude, cuide da saúde e resguarde-se contra acidentes. E muito importante encontrar um tipo de trabalho adequado para liberar sua tensão nervosa.


Fonte: MARCH, Marion & McEVERS, Joan:
“Curso Básico de Astrologia”. Editora Pensamento, São Paulo, 1976.

quarta-feira, 27 de março de 2013

As Casas Astrológicas e Significados


                  As Casas Astrológicas e Significados

   As casas astrológicas são as divisões dos 360° da eclíptica em doze partes de 30°. Cada uma representa uma área específica da vida. Agrupam-se em 12 setores, todo o universo de afazeres, os doze trabalhos de Hércules, que os seres devem se dedicar.
   O mapa é calculado através do horário de nascimento e o signo que desponta a Leste, local onde o Sol nasce todo o dia, nesta hora exata é o que chamamos signo Ascendente. Partindo deste cálculo, encontramos através de um sistema de casas, as outras casas do mapa natal. Sua mandala é feita no sentido anti horário.
O Ascendente é o ponto que determina a Casa I, entrada e trajetória do espírito, Sol, no plano material, influencia na aparência, estilo e o que entendemos por identidade, o ego. Limite pelo qual nosso livre-arbítrio vai transitar por toda nossa vida.
Casa II – Valores, bens materiais e o como nos sentimos seguros. Como ganhamos dinheiro, riquezas materiais e não materiais. Que talento possuiu para desenvolver e estruturar a vida na matéria.
Casa III – Como nos relacionamos com o meio próximo, o que nos cerca, irmãos, vizinhos e viagens curtas. Pensamento, lógica formal e mente concreta. Como nos comunicamos e elaboramos conceitos práticos e expressamos nossos pensamentos.
Casa IV – Fundo do Céu – Vida privada, família e origem. Primeira infância e bases da formação da vida, raiz, o que se trás, DNA. Herança do pai e final da vida. Como vemos nosso lar e desenvolvemos nossa segurança emocional.
Casa V - O que cada um cria a partir da consciência da própria identidade, setor que representa o potencial criativo de cada um, os filhos, criatividade e criações. É a casa dos romances e das conquistas amorosos, sexo como diversão. Representa a capacidade executiva, liderança e o alter ego.
Casa VI - O dia-a-dia, a rotina de cada um, a saúde e como cuidamos dela. Como nos relacionamos com empregados e colegas. Doenças agudas e somatização. Nossos hábitos de higiene, troca e digestão das informações.
Casa VII - Descendente – Nesta casa encontramos o complemento ao que somos, por isto defini-se como a casa dos relacionamentos. Representa o que cada um busca no outro, o que cada pessoa atrai em suas parcerias, casamentos, associações e também inimizades.
Casa VIII - Representa o sexo e a morte, não apenas no sentido físico, mas a forma como as coisas são concluídas. Crises e mudanças radicais na vida, espaço do oculto e secreto em nós. Sexualidade, magia e poder.
Casa IX -  O setor que mostra nossa relação com o meio ambiente mais amplo, os parentes distantes, as viagens longas, o pensamento filosófico pessoal. Como buscamos e desenvolvemos o conhecimento em alto nível, estágio superior da mente. Como buscamos um sentido maior para nossas vidas  
Meio do Céu é o ponto que determina a Casa X, papel que cabe a cada um na sociedade, o chamado que se recebe para realizar algo a serviço de um todo maior, missão. Reputação, prestígio e nossa imagem pública. Diz respeito à mãe e ao que abala ou trás reconhecimento público, nosso legado e síntese da história que vamos contar com nossa existência.
Casa XI - São os ideais mais amplos de cada um, as associações que fazemos em nome destes ideais, as amizades e a que vibração – grupo social – pertencemos. Se ou como lutamos, por causas coletivas, como participamos na sociedade e como vemos o mundo. Define nossa escola de pensamento.
Casa XII - Esse misterioso setor revela, principalmente, a sombra sabotadora, secreta que cada um carrega, assim como as condições fundamentais para que cada vida possa alcançar sua realização. “Nascemos sós e morremos sós” é a lição desta casa. Isolamento e marginalização são assuntos deste setor. O quê veio curar nesta vida, as doenças crônicas e mentais.
   As casas angulares I (Asc), VII, IV e X são a cruz Cardinal, início, são as que movimentam, tem rapidez e impacto.
   As sucedentes II, VIII, V e XI são a cruz Fixa, estruturam, estabelecem as ações colocadas em movimento pelas forças das casas Cardinais.
   As cadentes III, IX, VI e XII são da cruz Mutável são as que disseminam e transformam as cardinais e consolidam as sucedentes.
   A saúde adquirida com os cuidados da primeira infância, casa IV, Fundo do Céu, se manifesta nas conquistas da casa V e em possíveis desgastes e manifestações somáticas na casa VI.
   Nossa intuição é ligada as casas I, V e IX, eu sou, eu crio e eu inspiro. A capacidade de realizar o que somos e o que queremos é indicada nas casas II, VI e X(MC).
   A capacidade de trocar informações com o meio ambiente, verificar possibilidades, como e com quem fazer são assuntos das casas III, VII e XI, eu aprendo, eu troco e eu ensino a grandes grupos o que aprendi a fazer.
   As casas IV, VIII e XII dizem respeito as nossas emoções. O passado que me movimenta, as crises, as perdas transformam as emoções que compartilho, faço doação da minha existência em prol de algo maior, assumindo o rico da solidão.

domingo, 24 de março de 2013

Vênus em Áries e Wicca

                      Vênus em Áries e Wicca

   Apaixonada e independente quem tem este posicionamento da Vênus, Afrodite no Mapa Natal ama com toda a intensidade do amor, esgota, se joga na vida e nas paixões como se não houvesse amanhã. Se a conquista amorosa for fácil perde o interesse e parte para outra, apaixona e desapaixona com muita rapidez. Mulher caçadora se relaciona com o perigo, amazonas, ativa e toma a iniciativa nos relacionamentos.
   Estando no seu exílio em Áries tem grande dificuldade com as atitudes amorosas, precisa refinar as abordagens, delicadeza e gentileza.
   Os homens que tem Vênus em Áries atraem mulheres de atitude e impetuosas na relação afetiva. Mulheres atletas, líderes natas, militares e com grande gosto pela velocidade e lutas marciais. Ambos são de pessoas decididas e que persistem até atingir seus objetivos.
   Quando a Vênus se encontra em trânsito por Áries é tempo de paixões a primeira vista e de curta duração. Estaremos concentrados em encontrar respostas afetivas dentro de nós, buscarmos auto-estima, nossos sonhos e desejos.
   A Deusa do Amor em Áries está em detrimento, rege Touro - os bens materiais e Libra – beleza e relacionamentos, e se encontra desconfortável e nada afável  Em trânsito deixa o astral competitivo e precipitado. Não beneficia investimentos de longo prazo, casamentos, acordos políticos, comerciais, sociedades e tudo que queremos que seja de longa duração.
   Em Áries a Vênus promove a alegria, leveza, gosta de festas e é uma criança espontânea, solta e feliz, gosta de dançar e de se movimentar. Rege a riqueza e gasta por impulso para satisfazer desejos e vontades passageiras. Pode ser um período em que devemos prestar muita atenção nos gastos impensados, para não nos arrepender mais adiante.
   Nesta posição a Deusa da Beleza age de forma extravagante e impulsiva, se comporta como se nada mais houvesse do que o objeto de seu desejo, dias para se jogar naquilo que sonhamos e nos dar uma chance de atingir nossos ideais. Coragem e impulso são qualidades deste posicionamento da Vênus, até mesmo temerária e irresponsável, dependendo de como e em que situação a analisamos.
   Mulher guerreira e feminista, amazonas e aranha viúva negra, força primordial da natureza yin, do tempo em que o patriarcado ainda não tinha sido implantado, poder da vida e da morte exercido pelas mulheres. Podemos interpretar esta Vênus sob a visão Wicca, tradição antiga da bruxaria com raízes pré-cristãs, culto dualista que crê na Mãe Tríplice e no Deus Cornífero, religião matriarcal que cultua a Deusa Mãe, pratica rituais de magia influenciada por cerimônias ancestrais.
   Nesta prática o Deus e a Deusa são vistos como polaridades complementares do universo, existindo um equilíbrio entre um e outro.
   O Deus Cornífero é associado com a natureza selvagem, a sexualidade, a caça e ao ciclo da vida. A Deusa é tríplice, uma Deusa virgem, uma Deusa mãe e uma Deusa anciã.
   A Deusa virgem é a fertilidade e a sabedoria, chamada de Deusa Lua ou Diana a Caçadora – Vênus em Áries é a representação da centelha da vida no útero, sabedoria da vida, impulso primordial, big bang, começo, fim e recomeço de tudo que existe.
   Neste ciclo, que começou em 22 de março até 15 de abril de 2013, a Vênus encontra Urano, Sol e Marte também em Áries, incitando a ousadia e a libertação do obsoleto, eletrifica e modifica atitudes, trás o inesperado e o imponderável para a vida, renovando o entusiasmo e a paixão. Valorização da liberdade, individualidade, respeito pelas diferenças, através da necessidade de ver respeitados seus direitos pessoais e projeta isto para o coletivo. 

quarta-feira, 20 de março de 2013

Netuno em Peixes nas casas do Mapa Natal

Netuno em Peixes em trânsito nas casas do Mapa Natal
   Netuno está em trânsito, depois de 151 anos, por Peixes, signo do qual é regente. Deus das águas, dos sonhos, intuição, inspiração e devaneios, no seu domicílio em Peixes, signo da espiritualidade, dissolução e transcendência, indica um período especial para a  humanidade, sugere uma força cósmica especial de amor e evolução. Leiam:http://bethborbaastrologia.blogspot.com.br/2012/12/o-mentor-da-vida-netuno-deus-dos-mares.html
   O trânsito de Netuno pelo mapa natal é uma oportunidade de desenvolvermos a sensibilidade, o amor pelo próximo, talentos e de encontrar a razão maior da nossa existência neste planeta. Ativa os canais de comunicação do coração e da alma, o inconsciente e o invisível, exige flexibilidade para lidar com o desconhecido.
   Sensibiliza a casa do mapa natal por onde passa, dilui rigidez e mostra outra perspectiva, flexibiliza e adapta. Pode também trazer confusão, equívocos, enganos, projeção e traições, tudo depende do grau de consciência e espiritualidade de cada um.

Quem tem Ascendente em:

- Peixes trânsito na casa I – Sensação de estar perdido, confuso. Tendência para as drogas e fugas da realidade. Desenvolve a noção do Eu no Coletivo e ao mesmo tempo de uma imensa solidão. Potencializa a empatia, compaixão e solidariedade com o próximo, os relacionamentos podem ser idealizados e enganosos. Cuidado com as falsas promessas.
- Aquário trânsito na casa II – Idealizações das posses materiais, em alguns casos aumentam. Não se deixar levar por promessas mirabolantes de lucros rápidos, em geral são falsos e oportunistas. Podem gastar mais do que ganham. Grande mudança nos valores que podem levar a seguir caminhos de redenção e realização.
- Capricórnio trânsito na casa III – Intensifica a percepção, começam a ver mais do que se via antes. Ativação da percepção oculta ou as intenções ocultas dos outros. Idealismo que pode levar a credulidade excessiva ou dedicação religiosa. Desejo de aprender sobre arte em geral, ciclo de grande inspiração e criatividade. As crianças podem apresentar dificuldade de aprendizado por problemas na atenção e os adultos por dificuldade de manter o foco. 
- Sagitário trânsito na casa IV – Desejo de ficar sozinho por um tempo. Pode-se ver forçado a abandonar as origens para reconstruir a vida em outro lugar, encontrar as raízes longe da família. Podem realizar o sonho da casa própria como uma benção inesperada. Dissolução das bases genéticas para encontrar suporte no Eu, sensação de insegurança.
- Escorpião trânsito na casa V – Tendência a dramatizar as situações. Aumenta a imaginação e a busca por prazer. Alguns podem desistir de empregos e seguir a vida artística ou religiosa. Podem se apaixonar por pessoas inatingíveis ou idealizadas, amor platônico. Pode ocorrer gravidez inesperada.
- Libra trânsito na casa VI – Afeta a saúde e o trabalho cotidiano. As defesas do organismo podem ficar debilitadas e surgirem doenças de difícil diagnóstico, procurar tratamentos alternativos com medicação menos agressiva, se aconselha a profilaxia. As causas dos males podem vir do estresse ou das obsessões por dietas e emagrecimento excessivo. Cuidar com intrigas no ambiente de trabalho, que podem ser amenizadas com limpezas energéticas do local.
- Virgem trânsito na casa VII – Dissolução nos relacionamentos e nas sociedades. Tendência a se aproximar de tipos netunianos, artísticos ou místicos. Podem ocorrer paixões por pessoas comprometidas, problemáticas ou em crise. Evitar questões com a justiça que podem ser complicadas e confusas.
- Leão trânsito na casa VIII - Afeta as transações e as trocas. Necessária maior atenção com cláusulas contratuais e acordos. A honestidade é a melhor política. A sexualidade é afetada e podem se sentir insatisfeitos ou optar pelo celibato. Mudanças na forma de viver, procurar realização renascendo em outro estilo de vida. Interesse por psicologia e ocultismo.
- Câncer trânsito na casa IX – Netuno pode confundir as verdades que buscam. Podem ficar fanáticos e obsessivos. Precisam ser mais discriminativos em quem depositar confiança. Favorável para os estudos em alto nível, mas devem cuidar com viagens internacionais que podem não ocorrer como planejado. Situações embaraçosas e perigosas em países estranhos, drogas e situações fora do controle. Proporciona elevação das crenças e abertura do chacra coronário.
- Gêmeos trânsito na casa X – Netuno em trânsito afeta a carreira e vocação, pode fantasiar outras possibilidades profissionais que se mostram irreais. Perder o emprego ou se aposentar. A vida pessoal pode ficar pública e tornar-se bode expiatório de escândalos. Renunciar a uma profissão rentável por um ideal humanitário e místico.
- Touro trânsito na casa XI – Confusão e incertezas a cerca de planos e projetos. Engajamento em causas sociais e religiosas. Encontro com pessoas que apoiam e alargam os horizontes e podem participar de movimentos por um mundo mais justo, belo ou de grupos artísticos e seitas secretas. 
- Áries trânsito na casa XII – O trânsito trás experiências que podem beneficiar o Eu e os Outros. Podem ter muitos sonhos e durante o dia sonhar acordados. Desenvolve uma necessidade de totalidade e de harmonia além do ego. Pode-se buscar através da meditação, arte e comunhão com a natureza, evitando assim as drogas e as atitudes escapistas. Trânsito que trás cura para a vida e capacidade de curar o outro. Podem ficar muito sensíveis as energias dos ambientes, devem aparecer pessoas do passado para que possam resgatar situações mal resolvidas com elas.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Karma e Transformação

                        Karma e Transformação

   A palavra «karma» é usada em tantos sentidos por ocultistas, astrólogos e outros especialistas dedicados ao estudo das leis universais que guiam as nossas vidas que, ao considerarmos a relação da astrologia com o karma, devemos, primeiro, esclarecerem o significado do termo. Basicamente, a palavra refere-se à lei universal de causa e efeito, idêntica à ideia bíblica de que o homem deverá colher tudo o que semeia.
   Esta lei é apenas a aplicação mais ampla das nossas ideias terrenas de causa e efeito; é evidente que alguém que plante cardos não pode esperar colher rosa. A lei do karma é semelhante à lei da mecânica de Newton, que estabelece: Toda a ação desencadeia uma reação igual e oposta. A única diferença entre a lei universal do karma e a lei física de causa e efeito é o âmbito de existência que cada uma delas abrange.
   A lei do karma parte do princípio de que a vida é uma experiência contínua, de modo algum limitada a uma encarnação no mundo material. A lei universal do karma pode, pois, ser vista como um método para atingir e manter a justiça e o equilíbrio universais. Ela é, de fato, uma das mais simples e envolventes leis da vida, inseparável daquilo que alguns chamam a lei da oportunidade, isto é, uma lei universal que coloca cada um de nós em condições que proporcionam as exatas lições espirituais de que necessitamos, em ordem a tornarmo-nos mais semelhantes a Deus.
   O conceito de karma baseia-se no fenômeno da polaridade, pelo qual o universo mantém uma situação de equilíbrio. Situação de equilíbrio não quer, porém, dizer estado de inércia, mas antes um equilíbrio dinâmico, constantemente em alteração. Inerente a este conceito é a presunção de que uma alma individual ,ou entidade, segundo algumas escolas de pensamento, tem dentro de si o poder causal que eventualmente dará fruto: os efeitos. A faculdade que desencadeia o processo é a vontade, e toda a estrutura do fenômeno causal chama-se desejo. O desejo pode, ser visto como a aplicação da vontade, de modo a dirigir-se a energia da pessoa para a manifestação de um impulso ou ideia.
   A ideia de karma é, evidentemente, inseparável da teoria ou lei da reencarnação. Embora alguns autores tenham considerado o karma e a reencarnação como metáforas ou símbolos de um processo cósmico muito mais subtil do que dá a entender a concepção popular destes termos, a maior parte das pessoas que aceitam as doutrinas da reencarnação e do karma como uma realidade viva não rejeitam o significado tradicional, óbvio, das palavras. Para a maior parte das pessoas, o processo da reencarnação refere-se simplesmente à manifestação periódica de seres imortais, almas ou espíritos, através do mundo físico, a fim de aprenderem determinadas lições a desenvolver processos específicos de ser, como preparação para um estado mais elevado de ser ou consciência psicológica. De acordo com a teoria da reencarnação exposta nas interpretações psíquicas do grande vidente Edgar Cayce, muitas vezes chamado O Profeta Adormecido, do título do best seller de Jess Stern, todas as entidades foram criadas no princípio e encarnam periodicamente para aprenderem as fundamentais lições espirituais: amor, paciência, moderação, equilíbrio, fé, devoção, etc.
   De acordo com Cayce, é com frequência útil, para o desenvolvimento espiritual, possuir o conhecimento das leis básicas universais, tais como reencarnação, karma, graça «o semelhante gera o semelhante» e o «espírito é o construtor». A lei da graça é a mais importante nas interpretações psíquicas de Cayce.
   Tal como a mecânica newtoniana comparada com a moderna física nuclear, a lei do karma parece operar a um nível bastante rudimentar, comparada com a lei da graça que, segundo Cayce, suplanta a do karma quando uma pessoa se abre à consciência psicológica de Cristo. Esta consciência é a experiência humana da Unidade que não tem reação porque não ocorre no nível onde a lei da polaridade, ou dos opostos, atua. Por isso, se aceitarmos o conceito de lei da graça de Cayce, concluímos que a lei do karma não é a força última subjacente às nossas vidas. No entanto, pode ser útil compreender o karma, que é e como funciona, o próprio Cayce declarou que cada vida é a soma total de todos os egos previamente encarnados e que tudo o que foi previamente construído, bom ou mau, se contém nesta oportunidade, isto é, a encarnação presente. Através de milhares de interpretações psíquicas gravadas, Cayce salientou sempre que quando uma pessoa experimenta um determinado tipo de problema ou uma fase angustiada da vida está simplesmente a encontrar-se consigo próprio — por outras palavras, que o indivíduo se confronta precisamente com a experiência que criou no passado.
   A lei do karma exprime-se, na sua forma mais rudimentar, no axioma bíblico «olho por olho, dente por dente» (Para os que estiverem interessados em investigar a abundância de referências ao karma e à reencarnação na Bíblia, ver: Job, XIV, 14; Eclesiastes, I, 11; Jeremias, I, 5; S. Mateus, XVII, 9-13 e XVI, 13-14; S. Marcos, VI, 15; S. Lucas, IX, 8; S. João, III, 7 e I, 21, 25, Col. III, 3; S. Judas, I, 4; e Apocalipse, III, 12..) Não podemos sobrestimar o poder do desejo como a força mais profunda que desencadeia o karma. Apenas o ego terreno pode desejar, visto que o ego essencial (ou alma) é já algo com tudo e, por isso, nada deseja. Na sua essência, a lei do karma diz-nos: «Tu obténs o que queres … eventualmente». Mas claro que podemos não compreender as ramificações dos nossos desejos, salvo quando os experimentarmos.
   Consideraremos, por exemplo, o caso de um homem que deseja a riqueza material. No futuro, ele nasce numa família de grande fortuna que vive rodeada do maior luxo. Tem agora o que queria; mas estará satisfeito? Não. Outros desejos surgem imediatamente, porque é próprio do espírito insatisfeito produzir desejos. Na verdade, o homem pode chegar a compreender que a sua riqueza é não só insatisfatória, como também um terrível fardo! Pelo menos quando era pobre nada tinha a perder e, por isso, era livre. Agora que é rico, está permanentemente preocupado com a possibilidade de perder aquilo que, na realidade, já não quer, mas a que está preso. A questão passa a ser esta: como poderá uma pessoa libertar-se ou ser libertada das cadeias forjadas pelos seus desejos, a fim de poder ser outra vez livre? O grande poeta inglês William Blake chamava a estas cadeias de algemas feitas pelo espírito. Esta liberdade é o objetivo máximo de todas as vias de libertação e técnicas de auto-realizarão.
   O melhor da análise da natureza e ação da lei kármica está nos escritos e doutrinas de vários mestres espirituais, a maior parte do Oriente, doutrinas que radicam, por isso, nas tradições budistas ou hindus. Paramahansa Yogananda, um dos primeiros mestres espirituais do Oriente a divulgar amplamente as suas teorias .
——
Extraído do livro Astrologia, Karma e Transformação de S. Arroyo — Publicações Europa – América – 1978

sexta-feira, 15 de março de 2013

Marte em Áries

                                  Marte em Áries

   Filho de Juno e de Júpiter, Marte o deus da guerra sangrenta, ao contrário de sua irmã Minerva, que representa a guerra justa e diplomática. Os irmãos tinham uma desavença que se consumou nas muralhas de Troia, cada um comandando seus exércitos. Marte defendendo os troianos foi derrotado.
   Marte apesar de bárbaro tem o amor de Vênus e tem um filho a quem chamaram de Cupido e uma filha mortal chamada Harmonia. Mantinham uma relação bígama, pois Vênus era casada com Vulcano, que ao descobrir a traição prendeu-os em uma rede enquanto estavam na cama.
  Seu correspondente grego é Ares e o planeta Marte recebeu este nome pela sua cor vermelha, provavelmente, que é associada ao sangue, que tem relação com a ideia de violência e agressividade.
Marte é o regente de Áries que representa a força vital, ato de nascer, rege a cabeça que no nascimento se choca com os ossos da bacia da mãe, rasgando suas entranhas para manifestar a vida. A penetração no ato da fecundação também é relacionada ao planeta Marte, que representa a energia masculina no nosso Mapa Natal.
  Costumamos relacionar Áries a violência, mas para nascer precisamos da força da natureza que está no começo de todas as coisas e que tem sempre implícito o final de outra. As forças universais e o princípio da vida estão sempre em movimento, o nosso sistema solar e todos os outros surgiram de explosões, assim como a vida aqui no nosso planeta também se dá, explodindo e rasgando, e isto não é necessariamente violência, mas isto é um debate filosófico.
  Quem tem Marte em Áries tem necessidade de expressar a energia de forma física e sexual, é impaciente e apressado, pode parecer querer atropelar tudo a sua frente por querer sempre estar à frente, são líderes natos. Em aspecto desarmônico pode gerar descontroles e ações demasiadamente agressivas, impaciência que os expõe a riscos e violência social, armas de fogo, ferimentos na cabeça, parte do corpo regida por Marte, acidentes fatais ou morte violenta.
  Áries é o signo do espírito de luta, da independência, da velocidade e possui enorme energia sexual. Precisa controlar a agressividade, a impaciência e adquirir autocontrole. Seus nativos possuem grande personalidade e causam forte impressão.
   Desde o dia 12 de março até 20 de abril de 2013 temos o trânsito de Marte por Áries, signo do qual é regente, onde expressa todo seu potencial.
Marte em Áries exige ação, indica vitalidade, energia, entusiasmo, capacidade de conquista, ousadia, pioneirismo, competição, espírito de aventura e empreendedorismo. Estaremos mais exaltados e entusiasmados para iniciar projetos e fazer mudanças estruturais na nossa vida. 
   A ousadia de Marte em Áries e a necessidade de revolucionar e modernizar ações apontadas por Urano em Áries, nos fazer tentar o que nunca tínhamos feito antes, fruto da maior autoconfiança e iniciativa, podemos tentar o que ninguém fez antes e descobrir novas alternativas e revolucionar conceitos.
  A quadratura de Marte em Áries com Plutão em Capricórnio nos aponta um encontro de Titãs, que podem aumentar os escândalos e todos os assuntos referentes à sexualidade. Este aspecto indica aumento das forças ocultas da psique, Plutão potencializa as forças de transformação, destrói e aniquila para que o novo possa vir. Marte por sua vez representa o potencial combativo e guerreiro que se não bem canalizados torna-se agressividade gratuita, compulsão e explosões de raivas incontidas, fruto de sentimentos contidos e medos.
  Vamos ser provocados a analisar de forma objetiva a raiz emocional oculta nos acontecimentos, pensar antes de descarregar em cima de alguém, analisar nossos sentimentos, frustrações, impotência e rejeição, que normalmente estão por trás destas atitudes agressivas.
   Em tempos de Netuno em Peixes, de 2012 a 2025, que trás um novo sentir, mesmo que ainda não tenhamos a real dimensão disto, vulnerabilidade aos sentimentos e aos sonhos, corações mais sensíveis a arte, a beleza e a transcendência, nos deixando mais conscientes da necessidade que temos dos outros e da importância do coletivo.
    Neste contexto o trânsito de Marte por Áries assume uma enorme importância, refletir sobre nossas ações e mudar o que precisa ser mudado em nós, evoluir com o mundo que nos rodeia. Se reivindicarmos paz, precisamos encontrar sossego dentro de nós e compartilhar com o mundo que nos cerca, reconstruir nas ruínas das velhas estruturas. O mundo mudo quando nós mudamos.

“Do rio que tudo arrasta, diz-se que é violento. Mas ninguém chama de violentas às margens que o comprimem”. (Bertolt Brecht)

terça-feira, 12 de março de 2013

Sol nos signos e casas do Mapa Natal

                 Sol nos Signos e Casas do Mapa Natal

   De todos os corpos celestes o Sol é o mais cheio de conteúdo simbólico e significados. Desde os primórdios o homem associa o Sol ao princípio da vida, símbolo espiritual e material da divindade. Tudo na natureza depende da luz solar.
   Na astrologia o Sol representa o Eu Superior, o espírito, essência, personalidade, poder da vontade, consciência desperta e autoridade. Princípio vital e centro de todas as coisas físicas representado por um círculo, símbolo do espaço e do tempo infinito, com um ponto no meio simbolizando o espírito.
   Representa o princípio masculino, positivo, regente do signo de Leão, energia fixa e seu metal é o Ouro.

Sol nos signos/casas:

- Áries ou na casa I – Forte personalidade que causa forte impressão, grande energia e capacidade de decisão. Possui personalidade impaciente e irritadiça, autoconfiança e tendência a fazer mais do que pode apesar do físico forte e boa saúde. Precisa aprender a se controlar e aceitar as próprias limitações. Pessoa direta e honesta na aproximação, líderes natos devem cuidar com os sentimentos dos outros. Grande força e personalidade forte devem cuidar para não se exceder e atropelar. São regidos por Marte.
- Touro ou na casa II – Gosto por objetos familiares, ambientes confortáveis e grande necessidade de segurança material. Apegos aos objetos pessoais possuem grande sentido de valor o que muitas vezes os levam a colecionar todo o tipo de coisas.
Tem grande dificuldade de repartir, possessivos com pessoas e coisas. Ciumentos e com grande senso de integridade. Cautelosos e por isto dito teimosos e lento. Regidos pela Vênus o que lhes confere enorme sensualidade e magnetismo.
- Gêmeos ou na casa III – Mentes ativas e curiosas necessitam de mudanças constantes e possuem grande flexibilidade. Precisam aprender a se disciplinar porque não conseguem permanecer muito tempo na mesma direção. Possuem grande versatilidade e através da cultura podem alcançar um grande desenvolvimento intelectual. As comunicações podem ter muita importância na carreira. Os irmãos e os amigos podem ter grande importância na vida. Imaginação viva e fantasias sexuais. São regidos por Mercúrio e possuem compreensão teórica do amor.
- Câncer ou na casa IV – A família é aconchego e segurança, o lar é um refúgio, quando o mundo externo trás desconforto recorre a ele para encontrar conforto emocional. A quietude é um instrumento de defesa. Preferem se relacionar com o que lhes é familiar e amam de modo protetor e controlador. Regidos pela Lua possuem grandes habilidades de manipulação emocional, tendência a adotar o outro tem enorme sensibilidade e sensitividade.Grandes anfitriões e cozinheiros, talento para atividades que se ocupem da alimentação e nutrição das pessoas. Tendência a viver no passado e se apaixonam com grande facilidade.
- Leão ou na casa V – Possuem seus próprios princípios e maneira de ser, confrontam com tudo e todos que tentam obrigá-los a conformar-se com padrões que não concordam. Possuem enorme auto-estima. Competitivos e orgulhosos o que os leva a explosões de raiva quando confrontados ou agredidos. Forte senso de identidade e lealdade o que os leva a agir de forma direta nos relacionamentos. Gostam de ser o centro das atenções e exercer cargos de liderança. Regidos pelo Sol são calorosos e emocionalmente explícitos, possuem uma atitude aberta e saudável em relação ao sexo.
- Virgem ou na casa VI – Atitudes tímidas frente à vida preferem se posicionar fora do centro das atenções. Possuem altos padrões de exigências e tendem ao perfeccionismo. Interesse por aprender a manusear ferramentas e instrumentos, técnicas e a elaborar critérios. Escolhendo se aperfeiçoar em algum ofício podem se tornar mestres e atingirem grande habilidade mental. Precisam aprender a ser mais autoconfiantes e menos autocríticos. A exigência e os altos padrões de desempenho podem levar a insegurança e a autoflagelação. O amor e a sexualidade passam pela solidez e lealdade. São regidos por Mercúrio.
- Libra ou na casa VII - Grande habilidade em adequar suas necessidades as dos outros. Agindo aos pares potencializam a eficiência e a produtividade. Muito sociais aprendem muito cedo a compartilhar e cooperar. Possuem grande habilidade em perceber ambos os lados de uma controvérsia. Diplomatas natos precisam desenvolver maior independência. Regidos pela Vênus amam a beleza, a moda, as jóias e tudo o que for elegante e tenha estilo.
- Escorpião ou na casa VIII – Seriedade e desde cedo exercem autoridade sobre a própria vida e escolhas. Atraem-se pelos mistérios e pelos aspectos ocultos da vida. Profundas podem incomodar as pessoas pela sua introspecção e autonomia. A expressão física da sexualidade é muito importante. Extremamente sensoriais entram em contato profundo com a energia dos outros ao mínimo contato. Regidos por Plutão, Senhor do Mundo de Baixo, das forças do inconsciente e da magia.
- Sagitário ou na casa IX – Buscam respostas a todas as perguntas, conhecer o mundo é o seu maior interesse, ânsia de saber. Interesse por leis, ética, religiões e viagens, possuem grande tolerância com as falhas alheias. Filosóficos e expansivos precisam de espaço e podem se tornar invasivos. Regidos por Júpiter tem energia sexual vigorosa e entusiástica. Precisam desenvolver disciplina e critérios práticos para a vida cotidiana. Precisam de liberdade e espaço nos relacionamentos afetivos.
- Capricórnio ou na casa X – Grande necessidade de realização e controle do destino. Dificuldade para seguir ordens, procurar profissões em que possam ter liberdade de ação e autonomia. O pai tem grande importância na vida, responsabilidade e persistência são qualidades natas. Devem procurar atividades relaxantes para não sobrecarregar a saúde dos ósseos, articulações, dentes, unhas e pele. Precisam aprender sobre rapidez demoras e suas variáveis, são regidas por Saturno, Senhor do Destino e do Tempo.
- Aquário ou na casa XI - Idealismo e busca de grandes realizações. Regidos por Urano tem qualidades revolucionárias e alternativas. Procuram por pessoas que, mesmo diferentes, tenham qualidades comuns. Possuem grande sociabilidade e senso comum, desenvolvem uma incomum capacidade de compreensão dos limites e possibilidade. Trabalham por causas sociais e transgridem os padrões estabelecidos. Forte senso de responsabilidade e maturidade será necessário um comportamento aberto frente os relacionamentos afetivos.
- Peixes ou na casa XII – Tímidos e preferem a retaguarda, possuem enorme sensibilidade e captam as energias dos ambientes e das pessoas em volta. Possuem grande dificuldade em exercer uma comunicação aberta e direta mesmo quando não há nada a temer. Regidos por Netuno possuem compaixão pelos outros, interesses espirituais, segredos e possuem enorme imaginação e tendência a fantasiar. Na infância, provavelmente, brincam com amigos imaginários e isto lhes dá uma grande compreensão sobre o real e o imaginário. Enormes sensibilidades às drogas devem evitar desde o álcool até remédios, a medicina alternativa pode ser uma ótima opção.  

sexta-feira, 8 de março de 2013

Roda da Fortuna

                        Roda da Fortuna no Mapa Natal

   Por considerar este texto de Martin Schulman o melhor que conheço sobre a Roda da Fortuna, como não tenho nada a acrescentar, disponibilizo sua leitura como uma ferramenta importantíssima para o entendimento deste ponto do Mapa Natal, que aponta a constância da mudança da vida, que em determinados momentos está no auge e logo após em baixa. Nascer, crescer, morrer e renascer novamente.
  "Enquanto o homem experimenta altos e baixos, provações e adversidades, ele é sustentado por um raio de esperança que se dirige para a prosperidade final de seu destino. Quando o curso da vida está indo contra si, ele sabe interiormente que dias melhores virão. Durante esses dias melhores, quando ele experimenta mais alegria em si mesmo, talvez sinta que seus pensamentos, emoções e atividades o estão levando para mais perto da meta, que é o desejo sincero de sua Alma.
   Além de suas necessidades momentâneas, todo homem possui dentro de si a estrutura de suas aspirações. É essa estrutura de ideais que lhe ensina a diferença entre o certo e o errado. Quando um homem sai dessa estrutura, perde seu senso de certo e errado; ficar nela torna mais fácil compreender que tudo o que leva aos ideais é certo e o que o desvia deles é errado. Assim, o conceito de certo e errado, para qualquer indivíduo, é muito menos um produto da moralidade da sociedade em que vive do que dos meios através dos quais ele pode reconhecer os ideais intangíveis que definiu para si mesmo como sendo o seu objetivo particular. Atingir esses ideais iria lhe proporcionar uma vida de alegria. Nenhum de nós é tão velho ou cansado para acreditar em contos de fadas ou na presença de Deus; para esperar pelo bem definitivo ou por algum sonho distante logo além do horizonte de nossa imaginação. É esse sentimento impalpável de esperança que dá ao homem não somente seu entusiasmo pela vida e seu desejo de alcançar além de seus presentes conquistas, como também uma poderosa fé no resultado otimista de seu destino futuro.
   Cada indivíduo sabe congenitamente que em algum lugar existe um “pote de ouro” esperando no fim de seu próprio arco-íris. Para alcançá-lo o homem está disposto a passar pelas tempestades da vida, das quais emerge como “o capitão de seu próprio navio”. As provações e as experiências que ele atrai e suporta são apenas as ondas nos mares por ele navegados em direção à sua própria terra prometida. O domínio de um obstáculo no caminho para uma meta idealista o leva para mais perto da praia.
  Os momentos na vida em que um homem sente-se completamente tranqüilo são comparativamente poucos em relação ao tempo que gasta indo rumo às suas metas. Algumas vezes ele perde a direção e erra o caminho. Embora sempre, nos níveis mais profundos, esteja preservada a essência pura do ideal; que a alegria da vida está esperando, se ele estiver disposto a entrar em seu próprio navio.
   Para alguns, essa grande alegria pode depender de outra pessoa, ou talvez envolva a segurança do dinheiro; ou talvez seja uma revelação espiritual ou alguma coisa verdadeiramente esotérica. Para muitas pessoas pode ser algo bastante simples — como lhes ser permitido o tempo para apenas “ser”.Obviamente, os ideais de alegria são numerosos e variados. É por essa razão que cada indivíduo possui espaço e escolhas suficientes para personalizar, em sua própria maneira única, aquele ideal particular que lhe traria o maior sentimento de alegria e satisfação. Um poeta escreveu: “Nenhum homem é uma ilha…” Assim, definir nossos maiores ideais não é um processo fácil. O homem enfrenta fatores fora e dentro de si mesmo antes que possa conhecer a combinação particular de circunstâncias que o levarão ao sincero desejo de sua Alma.    O maior obstáculo que o homem encontra ao longo de seu caminho é a preservação da harmonia interior e exterior. A harmonia interior nos permite conhecer as metas e ideais que nos trarão felicidade — “o pote de ouro”. Na linguagem astrológica, esse pote de ouro é conhecido como a Roda da Fortuna. É através da expressão desse ponto que nos sentimos mais à vontade e percebemos nosso próprio nicho na vida. A Roda da Fortuna é também o ponto através do qual nos sentimos enraizados no centro de nosso próprio ser.

terça-feira, 5 de março de 2013

A Lua nos Signos e nas Casas do Mapa Natal

            A Lua nos Signos e nas Casas do Mapa Natal

   Com a Lua Minguante em Sagitário e 6 planetas em Peixes, penso no significado e influência da Lua na nossa vida e na nossa visão, indicada pela posição de Mercúrio, por ser o filtro por onde nossos pensamentos são elaborados.
   A relação da Lua com Mercúrio na interpretação de um mapa é importantíssima, avaliar qual a recepção e emissão, como sente e reage, emocional e mentalmente.
   Sol e Lua, chamados de Os Luminares - indico leitura do livro homônimo escrito por Liz Greene e Howard Sasportas – são a luz e sombra, o pai e a mãe, a energia vital e as heranças genéticas. Começo da interpretação de um mapa, assim como o signo que está no Ascendente, energia que os manifesta na hora do nascimento, portal que define a trajetória do Ser no mundo material, triângulo da vida.

A Lua nos signos e nas casas do Mapa Natal

- Áries ou casa I – Vitalidade e coragem e muita facilidade de sentir raiva, que pode levar a atitudes agressivas fruto da impulsividade e do temperamento provocante. Tem grande impaciência e energia emocional, mas precisa aprender a se controlar. Tende a ter reações bruscas nos relacionamentos afetivos. Liderança e energia sexual.
- Touro ou casa II – Calor humano, prazeres da mesa, conforto e segurança são necessários para o equilíbrio destas emoções. Gosta de estabilidade e tem grande dificuldade com as mudanças. Paciência em momentos de crise e isto se estendem aos relacionamentos, persistência é a sua maior qualidade. Relaciona-se de forma apegada e materialista, sempre priorizando a segurança. Pode ser um grande ombro amigo, mas se abusarem pode se tornar extremamente colérico e reagir de forma desproporcional.
- Gêmeos ou casa III – Emoções mudam muito rapidamente, grande inquietude e por isto entediam com grande facilidade. Grande dificuldade de focar num só objetivo, muita curiosidade e busca constante de novas experiências. Difícil guardar os sentimentos em segredo deve tomar cuidado para não falar demais. Gosta de se informar, mas tem dificuldade em aprofundar. Aprende rápido, inclusive a controlar as emoções, em momentos tensos tem grande habilidade para manter a frieza para contornar as situações. Precisa ser livre nos relacionamentos.
- Câncer ou casa IV – Grande ligação com a mãe e com a família. Os sentimentos sobrepõem à razão. Sensíveis aos sentimentos dos outros e obsessão por idéias, ponto de vista, objetos e hábitos. Pode viver no passado e ter grande dificuldade de se desprender de relacionamentos que já terminaram. Precisa cuidar a tendência a manipulações emocionais, chantagens e excesso de controle.
- Leão ou casa V – Considera-se muito importante e mostra. Precisa se sentir o centro das atenções e age para isto. Os sentimentos são levados muito a sério e ênfase excessiva ao falar. Dramaticidade e necessidade de ser verdadeiro e presente. Precisa de elogios que estimulam os relacionamentos. Otimismo e abertura ao amor, auto estima elevada.
- Virgem ou casa VI – Precisa planejar os objetivos. Necessita de ordem e higiene. Têm grande necessidade de agradar os outros. Possui critérios rígidos nas escolhas emocionais e gosta de ajudar as pessoas com problemas de natureza pessoal. Precisa sentir que controla as relações, pelo menos as mais próximas.
- Libra ou casa VII – Prefere não encarar o que lhe trás desprazer, gosta do belo, da arte e da harmonia nos relacionamentos. Pessoa amável e amigável, mas tende a esconder os problemas “embaixo do tapete”. Possui grande talento para criar beleza e equilíbrio nas coisas que faz. Precisa aprender o limite do outro.
- Escorpião ou casa VIII – Intensidade emocional que pode ser uma grande força na vida. Sentimentos complicados e profundos que podem ser de difícil compreensão. As emoções são antagônicas, alegria intensa junto com depressão profunda. Ciúmes tanto nos amores como nas amizades, nunca experimenta sentimentos mornos. Estímulos com o secreto e misterioso, profundo entendimento do outro e dons para investigação. Precisa aprender sobre si para não se embaralhar com as emoções. O autocontrole chega transcendendo os padrões.
- Sagitário ou casa IX – Gosta do amplo, precisa de espaço. Decepcionam-se quando descobrem que as pessoas nem sempre são nobres e boas. Curiosidade em encontrar respostas para as questões existenciais, precisa sempre saber mais. Liga-se no estrangeiro e na independência. Distingue-se pelo senso de humor e super doação. Não deve se ligar a pessoas que levem tudo muito a sério.
- Capricórnio ou casa X – Muito sério e tímido, parece emocionalmente velho desde muito cedo, o que faz sentir certo desconforto. Muita dificuldade de demonstrar, mas tem grande necessidade de amor. Prática e ambiciosa, esta Lua necessita de conforto e estabilidade. As pessoas respeitam sua maturidade e será necessário relacionar-se com alguém leal, sincero e estável. Busca relacionamentos duradouros.
- Aquário ou casa XI – Dá grande valor a liberdade pessoal e o direito de fazer o que quer a qualquer tempo. Quando barrada desenvolve enorme teimosia e obstinação. Prazer em conviver em grupo, especialmente com os amigos. Intolerância que precisa ser evoluída ao longo da vida. Detesta explosões emocionais e evita pessoas dramáticas. Prefere se relacionar com quem lhe tragam desafios e que gostem de compartilhar. Falar sobre os sentimentos é fundamental.
- Peixes ou casa XII – Sentimentos fortes e enorme sensibilidade, quando sofre qualquer tipo de agressão se ressente, desenvolver uma capa protetora é seu grande desafio. Fundamental se afastar de pessoas negativas porque absorve com grande facilidade. Imaginação rica e viva que pode trazer grande criatividade. Evitar permanecer num mundo de fantasias e esquecer a vida prática. É capaz de ver dentro das pessoas e em algum momento vai entrar em contato com o oculto, isto terá um papel importante na sua vida.

sexta-feira, 1 de março de 2013

Saturno em trânsito pelo Mapa Natal

                   Saturno em trânsito pelo Mapa Natal

   Onde adiamos romper com o que já deu o que tinha que dar? Em que área da nossa vida devemos desapegar, lidar com as perdas, encarar os nossos medos mais profundos com desejo de mudança e outras alternativas?
   Em tempos de Saturno em Escorpião devemos valorizar nossas inquietações e ir além dos limites, nos lembra que viemos aqui para crescer e assumir responsabilidades. Em trânsito pelas casas do Mapa Natal sinaliza a área que requer reavaliação, superação e resiliência. Escorpião é o signo da transmutação, deixar morrer para germinar.
   Saturno é o regente de 2013, ano que para a Astrologia acontece com o ingresso do Sol em Áries no dia 20 de março, em que vamos ter que  encarar o que fingimos não ver, ouvir ou pensar.As experiências podem se tornar por demais desafiadoras que deve nos levar a buscar o espiritual, experimentar religiões, leituras filosóficas, iniciar tratamentos psicológicos, conhecer e considerar  caminhos que possam levar a uma maior compreensão do universal em nós e dos valores a isto agregados.

Trânsito de Saturno em Escorpião para quem tem Ascendente em:

Áries – casa VIII – Trás a consciência da inevitabilidade da morte, desejos e ligações passam por um refinamento, as energias mais profundas da vida vêm à tona e os valores passam a priorizar o essencial.
Touro – casa VII – Assumir responsabilidade com os relacionamentos, consciência da importância do outro nas nossas vidas. É tempo de encarar de forma realista os problemas existentes e estabelecer uma perspectiva sólida e duradoura.
Gêmeos – casa VI - Auto-purificação, os problemas de saúde que surgem, serão fruto de maus hábitos, é o corpo tentando se livrar das intoxicações resultado de processos psicossomáticos. Passamos a conhecer como o nosso corpo processa as emoções.
Câncer – casa – V – Período de seriedade e amadurecimento pode afetar a alegria e diminuir a vitalidade. Necessário para nos conscientizar de como e onde gastamos nossas energias, aprender a canalizar nosso poder criativo.
Leão – casa IV – Concentração na segurança e nos alicerces da sobrevivência. Estabelecer uma noção de estabilidade e ordem, através do ambiente da casa e das responsabilidades com a família. Isto pode levar a redefinições profissionais e das metas.
Virgem – casa III – Reconhecimento do valor das nossas idéias, através de soluções práticas para questões que vem nos preocupando há algum tempo. Podem ocorrer preocupações exageradas e inseguranças intelectuais. Adquirir conhecimento e aprofundar estudos.
Libra – casa II – Termina um período de preocupação com a identidade. Acentua a necessidade de produzir e construir. Começar a plantar as sementes dos planos de ganhar dinheiro, mesmo que neste período os rendimentos não sejam satisfatórios.
Escorpião – casa I – Ascendente - Fase chave do trânsito de Saturno, neste período se estrutura a pessoa que queremos ser nos próximos 30 anos. Toda a forma de envolvimento com o mundo exterior e os valores com os quais nos identificamos, serão as bases de apoio da personalidade para as realizações que virão.
Sagitário – casa XII – Período de isolamento físico possibilita sentimento de aprisionamento emocional, o mundo exterior parece distante e irreal. As circunstâncias não vão deixar escolhas, a não ser refletir sobre nossas vidas de forma distanciada. Excelente para estudos espirituais, místicos e ocultismo.
Capricórnio – casa XI – Importante fase de transição. Aqui nos confrontamos com os resultados do ciclo que iniciou na casa I. Todos os pensamentos, ações, desejos e atividades encaminhados terão os resultados neste período. Fim do velho ciclo, consolidação do novo. Pode-se ter sensação de vazio até definir novos caminhos.
Aquário – casa X – Meio do Céu – Responsabilidade e definição do alcance das nossas ambições. Pode-se alcançar reconhecimento social e ter realizações profissionais consideráveis, desde que tenhamos noção realista do que realizamos e do papel que desempenhamos para o coletivo. Caso contrários pode ser um período bem frustrante profissionalmente.
Peixes – casa IX – Período de assimilação das experiências, definição das crenças que servirão de suporte para os rumos estabelecidos. Adequar à vida a ideais mais elevados, a fim de adquirir uma perspectiva mais ampla da existência. Excelente para a ampliação das energias mentais e do intelecto.